25 de maio: Feliz Dia dos Nerds

Pois é, pessoal. Hoje é dia 25 de maio. Dia Interplanetário dos Nerds. Alguns podem chamar isso de Dia do Orgulho Geek, mas convenhamos que soa meio gay (G? Alguém?). Nerds costumam ser rotulados como antissociais, chatos, distraídos, incapazes de relações sexuais (ao menos, com outros seres humanos presentes) uma tendência a serem incompreensíveis. Lamento, mas a questão não é essa. Nós (sim, eu sou um nerd com orgulho) não somos antissociais. As pessoas que se afastam de nós quando percebem que são incapazes de falar algo diferente de novela, condições climáticas imediatas, futebol e Big Brother. Não temos baixa auto-estima. Temos baixa estima por idiotas.

A verdade é que a humanidade depende de nós, nerds, para que o mundo se desenvolva. O que eles fazem então? Pegam uma energia limpa e capaz de gerar milhões de megawatts e transformam numa bomba só pra sacanear outros imbecis iguais a eles. Fazemos um meio de transporte que encurte o tempo das viagens. O que os toscos fazem? Adaptam uma metralhadora e vão brincar de batalha aérea. Descobrimos uma maneira de deixar os alimentos mais nutritivos, quentes e palatáveis e os retardados usam pra incendiar a floresta ou fazer algum ritual maluco para garantirem a fertilidade. Usamos nem que seja um osso para caçar e os estúpidos saem batendo no quengo uns dos outros.

Abaixo veremos como o mundo mudou (e para melhor) por causa de nerds ao longo da História. Follow me, guys e não esqueçam seu astrolábio, bússola ou GPS, caso se percam.


[Desconhecido] (alguns milhares de anos, sabe-se lá onde) – Obviamente o mundo não registrou quem foi o nerd que resolveu facilitar a vida de todo mundo usando troncos de árvores para mover objetos pesados. Como viveríamos sem isso? Bem, mas um tronco era complicado, por isso o nosso amigo resolveu seccionar (seccionar não é fazer sexo) o tronco, obtendo a primeira roda. Enquanto isso, os outros estavam dizendo UUUUUUGH UUUUUUUUUUUUUUUUGH cada vez que trovejava.

Ciência 1 x 0 Ugh Ugh Religioso.


[Desconhecido 2] (c. 4000 anos AEC na Mesopotâmia) – Pensem comigo. O pessoal dependia da agricultura ou criação de animais. Não tinha latifúndios e nem nada. Logo, tinha que trocar seus produtos por outros produtos. E, pior, como fazer a conversão? Grandes produtores (é força de expressão) precisavam registrar tudo. Logo, tornou-se necessário usar símbolos e espalhar estes símbolos para que outros entendessem. Taí a escrita, começando com pedaços de argila cozida que ainda hoje podem ser vistas nos museus.


Imhotep (2650 – 2600 AEC) – Muito antes de virar vilão dos filmes com o tosco do Brendan Fraser, Imhotep foi praticamente o pai da medicina egípcia, além de ter sido o engenheiro-arquiteto que projetou a pirâmide de Djoser em Saqqara. Isso sem computadores, calculadoras ou palitinhos de sorvete…


Maria, a Judia (c. 276 AEC) – Essa era meio nerdaça. Foi ela quem descobriu que podia-se esquentar as coisas por modo indireto, fervendo água numa panela e, imergindo nessa água, aquecer outro vasilhame. Parece algo simples, mas até então ninguém pensara nisso. Nerds sempre estão à frente.


Erastótenes (285 – 194 AEC) – Muito provavelmente, foi dele que veio o estereótipo do nerd de hoje em dia. Ele era matemático, escultor, poeta, atleta, cientista, bibliotecário, astrônomo etc. Um piadista da época o chamava de “Beta”, porque ele era o segundo lugar em tudo; só que este “Beta” foi o diretor da Grande Biblioteca de Alexandria, que detinha o maior repositório de conhecimento do mundo antigo e era considerada como uma das 7 maravilhas do Mundo Antigo. Erastótenes estava lendo um papiro que dizia que se colocasse uma vara fincada perpendicularmente ao chão em determinado dia do ano, na cidade de Siene, a uma certa hora do dia, a vara não apresentava sombra. Fazendo o mesmo teste em Alexandria, sob as mesmas condições, ele notou que fazia sombra sim, senhor. Um idiota, que acessa profiles de Emos no Orkut e vê Big Brother perguntaria: E daí? Um verdadeiro nerd faria o que ele fez: pesquisou e estudou a respeito, descobrindo a esfericidade da Terra e determinando sua circunferência com um erro ridículo, mesmo para os padrões de hoje.


Hipátia (370 – 415 EC) – Hipátia foi uma genuína nerd, que foi a última diretora da Biblioteca de Alexandria. Era poetiza, filósofa, matemática, astrônoma, teóloga, escultora, pintora, oradora entre outras coisas. Para ser diretor de um centro acadêmico como aquele, não bastava dominar apenas uma única área. Os broncos apedeutas que têm aversão ao conhecimento e a mulheres (além de ignorantes, são misóginos, já que misoginia é fruto da ignorância) nunca gostaram de quem estuda. Ainda mais se são mulheres. Assim, procuram fazer o que fizeram com ela: mataram-na com requintes de crueldade e destruíram a Biblioteca. Resultado? 1000 anos de escuridão no conhecimento, num período chamado Idade das Trevas.


Leonardo da Vinci (1452 – 1519) – Esse era Über Nerd. Não, sério! O cara era físico, químico, matemático, engenheiro civil e militar, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, geólogo, botânico, poeta e músico. Inventou tanques de guerra, submarinos, para-quedas, planadores e autor do quadro mais famoso do mundo: A Mona Lisa. Deixou um legado de inúmeros trabalhos, desenhos, croquis e, só para ser diferentão, escrevia ao contrário. Seus projetos são testados e estudados ainda hoje e todos eles funcionam perfeitamente, exceto umas poucas coisas, dadas as limitações do material que ele dispunha na época.


Isaac Newton (1643 – 1727) – Possivelmente, um dos responsáveis pela fama de antissocial dos nerds. Diz-se que enquanto ele estava com visitas em casa, ele foi buscar mais bebida e se lembrou de uma coisa. Foi pra sua escrivaninha e começou a fazer muitas contas e esqueceu-se completamente dos visitantes (que deviam ser bem chatos). Seus biógrafos dizem que ele morreu virgem, assim como Christiaan Huygens. Pra mim, é intriga da oposição.


Ada Lovelace (1815 – 1852) – Uma das primeiras nerds do ramo da informática. A matriarca dos Geeks. Charles Babbage até fez algo legal, como a primeira máquina analítica. Mas só uma verdadeira nerd faria algo que fosse funcional. Assim, ela simplesmente criou um programa que poderia utilizar a máquina analítica de Babbage. Ela ainda desenvolveu os algoritmos que permitiriam à máquina computar os valores de funções matemáticas, além de publicar uma coleção de notas sobre a máquina analítica. Junto com Maria, a Judia e Hipátia, Ada formou o triunvirato das Nerd Chicks.


Thomas Edison (1847 — 1931) – Outro Über Nerd. Desde pequeno ele tinha a mania de desmontar tudo que via pela frente, tentando melhorar o funcionamento. O pior é que em muitas das vezes ele conseguiu. Ele ficava até altas horas fazendo experiências e um dia quase causou um sério incêndio numa estação ferroviária, por causa de seu kit de Meu Primeiro Químico, o algo que o valha. Ele inventou a lâmpada e se você acha que nerds são inúteis, que fique no escuro, dentro de uma caverna.


Alan Turing (1912 – 1954) – O primeiro dos suprassumos dos Nerds do século XX. Todo computeiro tem um retrato de Turing no quarto, já que ele é considerado o Pai da Ciência da Computação. Aos 24 anos de idade, consagrou-se no projeto de uma máquina que, de acordo com um sistema formal, pudesse fazer operações computacionais. Mostrou como um simples sistema automático poderia manipular símbolos de um sistema de regras próprias. A máquina teórica de Turing pode indicar que sistemas poderosos poderiam ser construídos. Tornou possível o processamento de símbolos, ligando a abstração de sistemas cognitivos e a realidade concreta dos números. Isto é buscado até hoje por pesquisadores de sistemas com Inteligência Artifical (IA). Para comprovar a inteligência artificial ou não de um computador, Turing desenvolveu um teste que consistia em um operador não poder diferenciar se as respostas a perguntas elaboradas pelo operador eram vindas ou não de um computador. Senhoras e senhores: esse é o famoso Teste de Turing usado até hoje. Dizem que nem o Senhor Data passou (bem como algumas pessoas reais que eu conheço…). Por ser homossexual, ele foi condenado a sofrer tratamentos com hormônios para ver se ficava machão. Ele se matou comendo uma maçã envenenada e, dizem, é por causa disso que o símbolo da Apple é uma maçã mordida. Talvez seja isso que reforce as histórias que colocam em dúvida a masculinidade do pessoal que usa Macs.


Stephen Wozniak (nascido em 1950) – Woz, como é chamado, é mais que um Über Nerd. Não é Geek e muito menos CDF. Olha, o cara quase é uma Lenda! Ele simplesmente inventou o primeiro computador pessoal: Apple I. O mais engraçado é que, por contrato, ele tinha que mostrar à diretoria da HP (onde ele trabalhava então) quiaisquer inventos que ele criasse. Ao mostrar o Apple I, o digníssimo bisonho soltou uma das mais famosas frases no ramo da Informática: “Mas, Steve, para que pessoas precisariam de computadores pessoais?”. Wozniak é tão nerd, que ele pegou um video game da Ataria e reduziu o número de chips drasticamente. Nem mesmo os nerds da Atari entenderam como ou O QUE ele fez. Mas, fez.


William Henry Gates III (nascido em 1955) – Carinhosamente chamado de “Trey” por seus pais e, maldito fdp, servo de Satã, capitalista desgraçado, entre outros epítetos tão elogiosos quanto, pelos linuxistas, Bill Gates é o nerd que deu certo (sem alusão ao pessoal da Apple). Gênio ou Demônio? Sei lá, pra mim é tudo a mesma coisa. Ele e sua trupe criaram um interpretador da linguagem BASIC para o primeiro “computador” (que não fazia muito além de mostrar leds coloridinhos) da época: o Altair. Atualmente, o nerd-que-todo-mundo-queria-ser é o homem mais rico do mundo, mais de 90% das pessoas usa o Sistema Operacional da empresa dele, juntamente com a suíte Office. Fazer o que? Alguém tem que ser o mais rico, e não foi o grandalhão forte e desajeitado que te puxava as calças no colégio ou te jogou na lata do lixo várias vezes.


Linus Torvalds (nascido em 1969) – O que os 1% daqueles que usam computadores no mundo chamam de Nerd do Bem ou Jesus Encarnado. Um dos responsáveis pela criação do sistema operacional Linux, que foi primeiramente desenvolvido por Torvalds numa tentativa de desenvolver um sistema operacional parecido ao Unix que rodava em processadores Intel 80386. Parecido, mas não igual Linux Is Not Unix. Ainda hoje é respeitado (embora alguns linuxistas também não gostem muito dele, vai entender…). Não ficou rico como Bill gates, mas ainda assim escreveu seu nome com uns e zeros.


André (eu, e não digo a minha idade) – Nerd abençoado por Zeus, mergulhado completamente no rio Stix, grande, poderoso, intelectual, Químico (sim, eu sei que só isso já bastava para garantir minha superioridade), especialista em línguas (vivas e mortas) e textos antigos, dotado de um incrível intelecto, e muito bem dotado, cuja inteligência ofusca as pessoas. Não fiquei rico ainda, pois não acredito em bens materiais (maldito cartão de crédito!). Além de todas as qualidades e dotes intelectuais, ainda tenho uma incrível humildade, que proporcionou que eu ajudasse a criar este site. Tão modesto que não peço que construam altares para mim (aceito em espécie, mesmo).


Acreditem, pessoal, queiram ou não, nós dominamos o mundo. Temos controle de sua atividade bancária, educamos seus filhos, sabemos o número de seu CPF e até do calote que andam dando na Receita Federal e aquela multa que “esqueceram” de pagar. O mundo é nosso.

LONGA VIDA AOS NERDS!!

24 comentários em “25 de maio: Feliz Dia dos Nerds

  1. “Lamento, mas a questão não é essa. Nós (sim, eu sou um nerd com orgulho) não somos antissociais. As pessoas que se afastam de nós quando percebem que são incapazes de falar algo diferente de novela, condições climáticas imediatas, futebol e Big Brother. Não temos baixa auto-estima. Temos baixa estima por idiotas.”

    HAHAHAHAH!! me senti como se eu mesmo tivesse escrito essa parte… realmente eh difícil conversar com a maioria das pessoas sem ter time de futebol, sem assitir novela e não ser eclético qndo o assunto é música…
    A morte de Hepátia martelou minha cabeça, vemos hoje tantos nerds q morreram e apesar de tudo nunca foram tão vangloriados quanto o Ronaldo ou Michael Felps… eu só fico triste de ver como a sociedade doente em q vivemos, em que crianças são molestadas pelos próprios pais e animais são mortos para a diversão de uma multidão louca por sangue, desfruta dos avanços desses mestres e ao mesmo tempo ofende a todas as mentes seguindo uma religião. Acho que meu post está maior doq deveria e parece mais um desabafo doq uma homenagem, Bah! Vida longa aos Nãards !! (modo que os estadunidenses chamam)

  2. E vida longa a nós nerds(sim eu sou um).Eu um viva pra todos os homenageados nessa materia.

    Alias sera que ninguem(pelo menos é uma coisa que todo nerd deve saber) que hoje(25 de maio) tambem é o dia internacional da Toalha(para quem não entendeu pq todo nerd deve saber, é pq é em homenagem a Douglas Adams o criador da brilhante serie “O guia do mochileiro das galaxias”(que esqueceram de citar no artigo, mas eu perdoo)).

  3. Faltou aquele nerd que Carl Sagan louvou e a quem ele dedicou um capítulo d’O Mundo Assombrado pelos Demônios: James Clerk Maxwell, pioneiro no estudo da força eletromagnética e um dos pais de tudo o que conhecemos hoje de eletrônico.

  4. André, como pode esquecer do Grande Nerd do século XX (Albert Einstein 14/03/1879 a 18/04/1955). Com sua maior descoberta (Teoria da relatividade).

    1. Quando tio Albert veio aqui no Brasil, ele foi ciceroneado por Austragésilo de Athayde. Einstein notou que de tempos em tempos, Austragésilo tirava um bloco do bolso e fazia uma anotação. Perguntado sobre o que era aquilo, Austragésilo falou que ele sempre tomava notas de alguma idéia que tinha, para que não esquecesse. Em seguida, Ele perguntou a Einstein como ele fazia com suas idéias.

      Einstein respondeu: “A única idéia que eu tive foi a Teoria da Relatividade”. ;)

  5. Vale lembrar que, dessa lista, Hipátia merece um bônus, pois fai a única que o responsável pela sua morte foi canonizado. :evil:

  6. Pelo visto, majestade, vossa inteligência também ofuscou vossa visão, que não fez nem sequer questão de mencionar a biografia dos amigos autores… :roll:

    Mas é…, como expandiríamos nossos conhecimentos nos divertindo tanto se não fosse eles :?: …vou ter que repetir: “Vida longa aos Nerds!! :grin:

    1. Pois é, tive que ser (MUITO) seletivo. Apenas combinei com o que os idiotas as pessoas comuns acham dos nerds.
      .
      Agora, se me der licença, tenho um punhado de plutônio aqui que eu queria brincar estudar.

        1. Segundo a mitologia, o rio Stix (ou Styx ou ainda Estige) é o rio das almas, onde os mortos cruzavam com a ajuda de Caronte, o Barqueiro. Para isso, as pessoas eram enterradas com 2 moedas sobre os olhos (para servir de paga aos serviços de Caronte. A mãe de Aquiles mergulhou-o no rio, para lhe dar a invulnerabilidade. O problema é que ela tava segurando o moleque pelos pés, e ele não molhou o tornozelo. Daí, esta era a sua fraqueza.
          .
          Durante a tomada de Tróia, ele foi flechado exatamente lá, o que causou sua morte. Da´pi a expressão “calcanhar de Aquiles”.

  7. Hahuahuahuahau!!!
    Muito modesto André, que Deus te ilumine. :grin:

    Sem duvidas o mais nerd de todos era o Leonardo, o cara fez de tudo o pouco, você ainda foi modesto ao falar dele.

    Agora como um legítimo nerd eu vou me retirar aos meus algoritmos de programação que já estão mais que atrasados porque ao invés de programar eu fico lendo esses artigos. :wink:

    Ah e uma pequena correção só porque eu sou idiot… metódico mesmo :???: , você falou que a Hipátia era escultora duas vezes.

  8. André

    Você é um modesto vanglorioso. rs

    Eu não sei se sou uma nerd, sou apenas curiosa em assuntos gerais e tenho aptidão em criar, meu marido fala que eu deveria ser engenheira mecânica, mas “eu só sei que nada sei”.
    As vezes rola uns atritos com as pessoas que acompanham novelas, futebol e fatos sensacionalistas, acho que sou um pouco critica, as pessoas não gostam e se afastam, são poucas as pessoas com quem eu posso conversar coisas mais interessantes.

  9. Será que um dia, também veremos a biografia do André na Wiki?

    Só faltou a menção ao meu jedi (terceiro jedi, sorry!) Abbadon.

    André, seu egoísta

  10. E você não é? Desmacarar religiosos com sarcasmo e ironia sem a minima compaixão e piedade; compartilhar um pouco de vossa sabedoria conosco; nos dar a pilula vermelha e nos libertar da matrix … Sim, você é bonzinho!

    Pode não ser com o abbadon, mas isso é entre você e ele.
    Au Revoir

  11. Muiito boa a matériia!!
    Eu sou nerd ( e com orgulho) :wink:
    O problema é que as pessoas tem um preconceito enorme contra uns nerds, e, não se dão conta, q ao estarem criticando um nerd, estão criticando milhares de avanços da humanidade e, admitindo, que não conseguem ser um pessoas inteligente assim como os nerds !
    Eu tenjo 13 anos, e outro dia em minha sala, o pessoal cantou uma musiquinha me chamando de nerd, para me zoar. O que eles não sabem é que aquele musiquinha foi para mim, um elogio enorme e que todos q estavam cantando reconheceram minha superioridade ( modestia a parte)… :razz:

    E viva os nerds!!! \o/

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s