Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Problema existenciais? Passe um vaporetto no útero

Então, minha amiga. Você que está aí, cogitabunda, sorumbática, macambúzia e se questionando sobre o que deu errado na sua vida, fora o drogado vagabundo e mulherengo que você descolou, na esperança de consertá-lo. Você precisa abrir seus caminhos, irmã; e, para isso, você precisa abrir outras coisas. Não, não desse jeito, apesar de ser praticamente o mesmo lugar

PARTICIPEM DO CURSO DE VAPORIZAÇÃO DE ÚTERO!

Muçulmanos vão nas carnes de uma vaca e entram na porrada

Há 2500 anos AEC, os primeiros assentamentos indianos no vale do Indo deram início ao florescimento de uma civilização complexa e bem estruturada. A irrigação do Vale do Indo passou a sustentar grandes centros urbanos como Harapa e Moenjodaro. Isso foi 1200 anos antes de Tutancâmon, 700 anos antes do Império Paleobabilônico e não, nenhum sinal ainda de um império israelita, mesmo porque, Israel nunca foi um império. No máximo, umas tribos juntas com um rei tribal, mas Davi só surgiria 1000 anos depois da civilização do Vale do Indo ter desaparecido, dando origem a outra civilização mais adiante. A Índia tem uma longa história de reis e imperadores. Conquistadores e guerreiros. Eles já conheciam Matemática, Engenharia, Astronomia, Química e Física. (hebreus who?).

Infelizmente, os grandes avanços do pessoal de Indra ficou deixado de lado quando a Ciência deu lugar à superstição. O Povo do Ganges, que bateu de frente com Alexandre Magno (perderam, mas com dignidade e aquele que conquistou todo o mundo antigo reconheceu isso), acabou caindo para a barbárie. Cismaram que vacas são seres divinos e, por isso, um homem foi espancado até a morte por uma multidão enfurecida já que, segundo acusações, o tal homem teria matado uma vaca.

Criminosas tentam acabar com Arábia Saudita de forma vil

Enquanto as pessoas estão tendo arroubos homéricos porque a Meghan, que não é princesa, mas duquesa (o que dá na mesma), entrou sozinha na igreja (só que não) por ser feminista (o pai está doente e não pôde viajar) e usa o seu vestido para ressaltar o BREXIT (é a bosta de um vestido branco!), autoridades sauditas mandaram sete defensoras dos direitos das mulheres ver Maomé nascer quadrado pela séria acusação de “tentar minar a segurança e estabilidade do reino… e erodir a unidade nacional”.

Esse negócio de dirigir carros realmente acabará com a família tradicional muçulmana e fará com que a Arábia Saudita decaia no barbarismo.

Como as primeiras moléculas replicantes replicavam

Um dos temas da Biologia que eu mais acho fascinante é a origem da vida na Terra. Simplesmente, é pura Química (vocês sabem que Biologia é Química aplicada, né?). O ponto-chave foi quando as moléculas orgânicas começaram a ter propriedades x-moléculas de se replicarem, formando o que seria um proto-RNA muito, muito tosco, mas que conseguia fazer o feijão-com-arroz dos seres vivos: Gerar cópias de si mesmo, nem que fossem cópias toscas, o que acabava por serem selecionadas pelo ambiente. Mas como era primeira molécula capaz de fazer cópias de si mesma? Coo era o processo de replicação?

Agora, temos a melhor explicação para este acontecimento, quando pesquisadores demonstraram como a primeira vida na Terra (na forma de RNA) poderia se replicar, usando um mecanismo químico totalmente diferente de qualquer outro que possa ocorrer naturalmente na Terra hoje.

O Efeito Dunning-Kruger

O Efeito Dunning-Kruger pode ser resumido como quando um rematado ignorante em determinado tema se acha muito culto e tem maior convicção que sabe mais do que os especialistas no referido tema. É a vitória da arrogância sobre o conhecimento. Eles não querem aprender nada, pois estão certos que podem ensinar, mesmo quando falam altas sandices, sem nenhuma prova ou sustentação, mas exigindo que os outros pesquisem, de preferência nas “fontes” que eles usam, de forma a ter a mesma opinião profunda como um pires que eles têm.

Sendo assim, em seus mundinhos mágicos, este bando de imbecis arroga para si um conhecimento que não possuem e acham que aqueles que não se curvarem a eles são arrogantes e não querem debater.

Nova técnica para sintetizar amônia de forma mais barata

Um dos maiores problemas da Alemanha foi a Primeira Guerra Mundial. Eles começaram a ficar sem amônia, que é muito legal para produzir fertilizantes, mas também explosivos. Os aliados começaram a limitar o recebimento de salitre do Chile até esgotar de vez a fonte. Então, Fritz Haber desenvolveu o processo de síntese da amônia, tendo sido auxiliado por sua esposa Clara Immerwahr. Este processo é o chamado Haber-Bosch e praticamente extrai da atmosfera hidrogênio e nitrogênio do ar para produzir a amônia, de fórmula NH3. Só que aí tem outro problema: O nitrogênio é muito estável e se gasta grande quantidade de energia para promover a reação. As moléculas de nitrogênio e hidrogênio devem ser aquecidas a uma temperatura entre cerca de 350 e 550ºC, a uma pressão estúpida de 149,7 a 347 atm (1 atm é a pressão atmosférica ao nível do mar), com a presença de catalisadores à base de ferro. Ou seja, é uma bosta!

Será que cientistas conseguirão resolver este problema? Será que eles desenvolverão uma técnica capaz de ser mais sustentável? Bem, a pergunta está errada. Não é “Se” e sim “Quando”.

Pesquisa diz que polvos vieram do Espaço para colonizar a Terra

Não, não é brincadeira. Pelo menos acho que não é. Pelo menos não deveria ser. Eu não sei se é, estou em sérias dúvidas, mas é isso mesmo. Uma pesquisa aponta que os polvos e lulas são criaturas “extraterrestres”. Sim, ET Lula Home. Não apenas isso, esses seres filhotes de Cthulhu evoluíram em outro planeta antes de chegar à Terra, há centenas de milhões de anos, caindo aqui sob a forma de ovos congelados.

Desce mais uma cachaça, Reinaldo, que eu não vou escrever isso sóbrio!

Comprovada evidência de memória episódica em animais

Dizem que o que nos diferencia de outros animais é que um age com civilidade enquanto os outros se pegam de porrada em jogo de futebol. Fora isso, seres humanos são tidos como os únicos capazes de reter memória de eventos passados e repassá-las mentalmente. Saca aquele filme que você passa dentro da sua cabeça com o que lhe aconteceu? Pois é, pelo visto, outros animais também conseguem fazer isso. Não, o seu tio Astolfo continua zureta, mas é fingimento. Ele se lembra muito bem que lhe deve dinheiro, aquele cachaceiro.

Em termos de respiração, extremófilos são gente como a gente

Há algumas diferenças entre humanos e certos micróbios, principalmente se a gente der um rolé por redes sociais. De vez em quando eu acho inclusive que micróbios são melhores, mas não entrarei neste assunto. A semelhança entre nós e alguns extremófilos tem muitas similaridades de ordem química, pois estes seres pouco evoluídos (os extremófilos) precisam de sistemas básicos de conservação de energia e respiração, muitos dos quais são os mesmos em seres humanos também.

Você achou estranho? Não sei porque seria, já que se é eficiente, qualquer mudança seria fatal e a Seleção Natural não é boazinha.

Pesquisadores desenvolvem luva-magneto-diagnosticator Tabajara

Eu acho fascinante a tecnologia de diagnósticos, principalmente os por imagem. Sim, eu adoro um “emarái” das séries médicas (ok, na maioria das vezes não precisa ou, pior ainda, o plano não cobre). Você entra no aparelho de ressonância magnética e campos magnéticos (duh!) bem fortes, junto com ondas de rádio e gradientes de campo, geram imagens do que você tiver aí por dentro deste corpo xexelento, mas que você só tem ele. Uma das limitações é que você tem que ficar lá, paradinho. Ele não pode ser usado para saber o que anda acontecendo nas articulações dos seus membros. Mas não seria legal se pudesse?

Bem, pesquisadores desenvolveram uma luva que serve de detector que permite que possam ser obtidas imagens de uma mão em movimento, que são jogados num scanner de ressonância magnética. Dessa forma, a luva consegue obter imagens de alta resolução das articulações em movimento.