Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Medicina Alternativa mais atrapalha que ajuda a combater o câncer. Evil Darwin riu

Medicina Alternativa é aquela coisa que dizem que funciona, mas você precisa de duas coisas: fé e estar sob tratamento da medicina convencional (aka: a que funciona). Tem várias receitas e procedimentos para todos os tipos de tratamentos para todos os tipos de doenças. Claro, não poderia faltar câncer, a perigosíssima doença que tem 80% de chance de cura se descoberta a tempo, mas ir periodicamente a médicos não faz parte do ideal das pessoas, já que muitas dizem que médico não sabe de nada. E ainda deve-se levar em conta que no Brasil, o SUS paga pelo tratamento, mas é tudo conluio das indústrias farmacêuticas.

Então, para horror dos conspiracionistas de chapéu de alumínio, uma pesquisa mostrou que escolher medicamentos alternativos para tratar câncer tido como facilmente curável, em vez de tratamentos convencionais, mais do que dobra o risco de morrer em cinco anos. Que maravilha!

Evangélicos têm ataque de pelanca e xingam muçulmanos no Rio de Janeiro

Que o ser humano não aprende, é público e notório. As pessoas se mostraram chateadas com os acontecimentos de Charlestonville, mas é uma falsa indignação em muitos dos casos. A raiva é seletiva, os protestos têm vilão próprio. Ainda mais quando brasileiro se mete na situação, em que qualquer coisa acaba caindo para PT x PSDB.

Quando a gente começa a ver o que intransigência, preconceito e ódio mal-contido pode fazer, e muitos criticam esta posição, vem a notícia que um grupo de religiosos estava fazendo protesto contra outros religiosos, chamando-os de pedófilos, assassinos e que seu livro religioso ordena massacres.

Os segredos escondidos numa antiga armadura do século XVI

É muito legal ver filmes tipo capa-e-espada, com cavaleiros usando suas reluzentes armaduras, elmos, luvas, espadas, maças e cavalos (que também tinham suas próprias armaduras). Apesar desta visão romanceada, ela… bem, não direi que é falsa, pois não era, mas muito rara de acontecer. Estas armaduras eram muito caras e só nobres e ricaços poderiam pagar por elas, já que eram feitas sob medida e demorava um bocado de tempo e custava uma fortuna, e só nobres tinham as duas (mas nem todos, também). Quanto mais “rica” a armadura, com pintura, desenhos, enfeites e entalhes, mais ricaço ainda era o cavaleiro. Para guerra normal, a peãozada ia protegido com… bem, na verdade se fossem com um escudo de madeira estavam com sorte. E, claro, o nobre não ia na frente. Isso do rei em sua armadura brilhante, montado num cavalo branco, indo na frente liderando é coisa de filme, também.

Sim, cavaleiros negros existiam, porque existiam armaduras negras. Havia de todas as cores que o cliente quisesse (e pudesse) pagar. Algumas chegariam ao preço de um jatinho particular, mas hoje você pode comprar por uns 1000 dólares, que convertendo pra real, com frete e impostos, dá o valor de um jatinho particular.

Algumas dessas armaduras tinham lindos tons de azul, preto e dourado, mas isso remete a um pequeno problema: como os armeiros dos séculos entre XV e XVII conseguiam isso? Magia? Nah, algo um pouquinho mais engenhoso que isso!

Enfermeiro usa magia para curar ratinhos lesionados. E não cura

Existem um sem-número de tratamentos da chamada “Medicina Alternativa”. O mais legal é o Toque Terapêutico, um tipo de Reiki ou “passe”ou qualquer bobagem que se limite a passar as mãos por cima do paciente, dizer que ele está curado, mas curiosamente só funciona se o referido paciente estiver sob tratamento convencional também. Aliás, se Medicina Alternativa funcionasse seria chamada “Medicina”.

Claro, não é por causa disso que devemos parar pesquisas e mesmo para esta palhaçada há quem dedique pesquisar a sério. Sendo assim, não achei nada demais sacrificar alguns ratos para se testar o Toque Terapêutico. Só que há muitos detalhes a serem observados.

Peixe esperto sintetiza álcool para sobreviver no frio

Imagine que você tenha uma capacidade X-Men. Qual seria? Bem, eu preferiria disparar feixes de energia, mas há alguns mais modestos que preferem sintetizar a própria birita. Sim, vocês mesmos, seus pudins de cachaça! Bem, vocês não deram sorte com isso, mas alguns peixinhos ganharam um presentinho do processo por seleção natural e conseguem sobreviver durante invernos rigorosos em lagos congelados. Como? Produzindo álcool, ué.

Desafio Idiota da Vez: Jogar água fervendo nos amiguinhos

O século XXI é maravilhoso e nos trouxe muitas coisas legais. Tudo bem que nos anos 80 achávamos que íamos ter carros voadores e hoje nós temos gente tomando banho de Nutella. poderia ser pior? Sempre pode e ficou pior. Agora, trem um desafio imbecil, idiota e retardado, consistindo em jogar água fervendo nos amiguinhos for the lulz. Qualquer um que tenha um mínimo de bom senso sabe no que isso vai dar e deu no que deu. Há um crescente número de vítimas desta brincadeira imbecil, que não afeta só adultos (eles que se danem), mas até crianças!

Os gelados segredos do interior de Netuno

É um tanto irônico Netuno, o Deus dos Mares, ser o nome de um planeta frio, mas tão frio, que quase tudo lá está em estado sólido. Água, amônia (com ponto de fusão -77,3 ºC) e metano (P.F. -182 ºC) são dois exemplos daquele lugar desolado, um inferno de gelo em contraposição ao seu primo Vênus (isso soou estranho, já que Vênus é nome de mulher, mas manterei assim). A imensa calota polar que reveste todo o planeta despertou atenção e curiosidade em cientistas planetários. Afinal, o que diabos tem ali por baixo?

Dentes demonstram que humanos chegaram bem antes na Ásia e Austrália

A história de nossos tatatatatataravós é repleta de aventura, romance, drama e perigo. Saindo da África, nossos antepassados dominaram os quatro cantos do mundo, indo parar em todos os lugares literalmente. Pesquisas estimavam mais ou menos quando eles chegaram na Ásia e na Austrália, mas evidências arqueológicas mostram que isso pode ter acontecido muito, mas muito antes, da ordem de 20 mil anos antes. E 20 mil anos é muita coisa

O mundo da TV sem TV e a modernidade voltando a antigamente

No artigo que eu falei sobre como o Google age fazendo do YouTube uma terrinha em que ele dita as regras, faz você concordar, muda quando você não sabe, muda de novo e todas as desventuras que isso causa. Mencionei meio de passagem como as pessoas começaram a ver o YouTube de uma forma um tanto anárquica e, hoje, transformaram o YT num canal de TV a mais, mas não me aprofundei nisso.

(in)Justiça dá ajudinha à Samarco e livra a cara de 22 pessoas

Em 2015, aconteceu uma das maiores catástrofes ambientais. Toneladas de barro, térrea e lixo tóxico desmoronaram com uma tromba d’água e aquela nojeira foi levada pela enxurrada, destruindo a cidade de Mariana e matando o rio Doce. O Sebastião Salgado, depois de muito pressionado, já que sua fundação recebe uma verba gordinha da companhia Vale do Rio Doce, de quem a Samarco é subsidiária, soltou um migué dizendo que ia ajudar a resolver. Quando eu apontei a estupidez disso, me xingaram, como sempre. O tempo passou e as mudinhas e matinhas ciliares do Tião resolveu algo? Lino, eu acho que não.

A Samarco tentou depois jogar uma conversa mole que estava fazendo algo, espalhando espumas flutuantes para conter a lama tóxica. O detalhe dessa espuma fica sobre a água e servir para absorver petróleo foi tido como coisa de menor importância. Hoje, as famílias estão desabrigadas, a pesca já era. O que aconteceu depois disso tudo?