Grandes Nomes da CIência

Biografias de cientistas conhecidos ou não tão conhecidos assim. Curiosidades e fatos sobre suas pesquisas, inclusive gente anônima que fez ciência e não recebeu os devidos créditos. Mais »

Livro dos Porquês

A sabedoria e o conhecimento. Isso é Poder! Abra sua mente, aprenda mais sobre questões básicas (e complexas) e tire suas dúvidas, de forma mais didática possível, sem ser aquelas aulas chatas de colégio. Mais »

Grandes Mentiras Religiosas

O mundo não é tão bizarro quanto fazem parecer. Mentiras e enganações para ludibriar as pessoas, lindamente desmontados, de forma a trazer à luz a desonestidade para tentar lhe fazer parar de pensar e simplesmente aceitar o que querem que você pense. Mais »

Caderno dos Professores

Para quem quer ensinar e muitas vezes se pergunta como abordar um tema. Como deixar a aula interessante, como levar conhecimento aos seus alunos por meios que pedagogos lhe odiarão, mas serão amados pelos estudantes. Mais »

 

Morreu uma guerreira, morreu uma heroína, morreu uma mãe

Contam os Antigos que no início havia apenas Obatalá, o Senhor dos Céus, e Odudua, a Senhora da Terra. E esses se casaram e dessa união nasceram Aganju, que a ele foi designado ser o orixá dos vulcões e desertos, e Iemanjá, senhora dos mares e oceanos. E conta-se também que Aganju e Iemanjá se casaram, e tiveram um filho, Orungan. Orungan, como em qualquer tragédia, apaixona-se pela própria mãe e, aproveitando a ausência do pai, deitou-se com ela. Desta união, que muitos dirão ser incestuosa, mas orixás não prendem à moral humana, nasceram quinze orixás, e a cada um foi atribuído uma função. Uma orixá recebeu o nome de Oyá, deusa do rio Niger, senhora das tempestades, que com sua alfanje e cauda de animal entra em campo de batalha. E Oyá recebe um título de Xangô, seu amor: Iansã, “Senhora do Céu Rosado”. Oyá é guerreira, Oyá não recua. Oyá não teme o inimigo. Oyá corre para enfrentar o seu destino.

Assim como Oyá, África teve uma guerreira. Salomé Karwah, a guerreira imortal, sobreviveu a tudo, menos a uma simples gravidez.

Em Balneário Camburiú, tem cego que não se enxerga

Olga Souza tem 57 de inutilidade. Como professora devia se tocar de certas coisas, mas não. Essa senhora – professora ainda por cima! – é completamente sem-noção. Saiu do seu Rio Grande do Sul e resolveu se achar mais que todo mundo insistindo em algo chamado “diversão pessoal”, pois é uma hedonista egocêntrica, para quem só existe ela e mais nada. Quando muito, essa senhora, que só pensa em si mesma, levou seu cachorro para a praia em Balneário Camburiú, que nada mais é que uma praia mixuruca, mas isso é detalhe. O problema é que esta senhora não sabe que é proibido levar cães às praias, mas se achou acima de todo mundo e não atendeu ao pedido de outros banhistas. Uma pouca vergonha!

Observar pássaros perto de casa faz bem. Ainda mais pra quem tem dinheiro

Ah, os pássaros são tão legais! Observar pássaros é uma maravilha; são tantas as belezas! A mãe alimentando os filhotes no ninho em cima da árvore, também há criaturas estranhas e sinistras, inteligentes e pomposas que quase espantam o observador. Sim, tudo o que eu aprendi sobre pássaros foi vendo o Pica-Pau. Me processe!

Agora, uma pesquisa demonstra que pessoas que vivem em bairros com mais aves, arbustos e árvores são menos propensos a sofrer de depressão, ansiedade e estresse. É que nem eu, que adoro aves, principalmente à beira-mar, servidas sob a forma de galeto.

Novas pistas sobre migrações humanas nas Américas

A história de nossos avós é fascinante. Eles saíram da África e perambularam o mundo. Sim, todos somos afrodescendentes, inclusive os africanos modernos, que fizeram apropriação cultural dos árabes e passaram a usar turbantes. Muitos desse pessoal rodou o mundo e acabou vindo parar no Brasil. Hoje, pesquisadores analisam os crânios dos antigos moradores encontrados no sudeste do Brasil e estão revendo a complexa migração humana desde a África subsaariana até as Américas.

A Grande Revolução Tecnológica que não revoluciona

Eu adoro revoluções tecnológicas. Pensem no quanto elas mudaram o mundo. Poderei relacionar várias, como a pedra lascada. Dali tivemos ferramentas melhores, armas para nos protegermos, caça etc. Que grande mudança! Outra tecnologia excelente: o arado. Uma quebra total de paradigma. Outro exemplo? As máquinas simples, os teares automatizados e a computação (estou falando de Charles Babbage). Só que as pessoas não entendem o significado de revolução tecnológica. Acham que só porque fizeram um aplicativo, UAU, fizeram uma imensa mudança.

Bactérias sem senso de camaradagem produzem substâncias antibacterianas

Bactérias são uma constante em nossa vida, seja para o bem ou para o mal. Algumas bactérias são patogênicas e isso significa que fazem um mal desgraçado. Vírus não são nada perto de uma bactéria daquelas bem motherfucker. A nossa pele está lá, cheinha de bactérias, sendo que larga maioria pode viver na pele humana sem prejudicar o hospedeiro, mesmo porque isso seria uma atitude burra do parasita, e nós sabemos o quanto tudo foi divinamente planejado, né?

Agora, pesquisadores estão atrás dessas colônias de bactérias que não só não nos prejudica, como ainda produzem substâncias antimicrobianas.

Papa chuta o balde e diz que é melhor ser ateu que um católico hipócrita

Papa Chicão é o chefe do maior império do mundo, com 2 bilhões de seguidores, apesar de ser um império que não é império, mas ainda tem muita influência política por todos os cantos. ele volta e meia solta umas declarações polêmicas, para horror do colegiado. Uma delas foi ter dito que até ateus podem ir pro Céu, o que levou ao núncio apostólico correr para dizer que não era bem assim. Claro, comentamos o assunto.

Agora, o Papa Zuêro aprontou mais uma das suas, dizendo que era preferível ser ateu do que ser um católico hipócrita. Sim, eu ri!

Ter gatos não deixa seu filho psicótico. Não arrume desculpas esfarrapadas

Quando eu li “Donos de gatos não têm problemas mentais”, eu pensei algo na linha de “Não, sério? Valeu!”. Coo sempre, ao investigar o que era, vi que era mais uma manchete jornaleirística. Não é que ser dono de um gato faça de você um psicopata. Você é um psicopata, sim, mas por outros motivos.

A ideia era que, já que os gatos são hospedeiros do Toxoplasma Gondii, as pessoas se infectariam, principalmente no caso de mulheres grávidas, pois afetaria o bebê.

Pesquisadores querem trazer mamutes de volta à vida

Eu aprendi muitas coisas com Jurassic Park. A primeira delas é que pessoal de Exatas sempre tem razão, ainda mais quando o Matemático-Mosca falou que trazer espécies extintas de volta à vida pode não ser lá uma boa ideia. Deve ser por isso que quando vejo a notícia de cientistas querendo clonar espécies que já foram para vala evolutiva porque… bem, a única explicação aceitável é que, sei lá, seria muito maneiro?

Pesquisadores estudam as propriedades das teias da aranha-marrom

Nada é tão maneiro quanto teias de aranhas. Com uma resistência superior à do aço, as teias do amigo da vizinhança das aranhas são inigualáveis em termos de resistência e facilidade de trabalhar. Quimicamente, aquilo é um imenso fio de uma proteína (que é um polímero) que é produzido no fiofó das pernudas. Cientistas estão até hoje tentando sintetizar algo semelhante ao que 3 bilhões de tentativa-e-erro deram às filhas de Aracne. Mas uma espécie está chamando um pouco mais de atenção: a aranha-marrom (Loxosceles laeta) e seu modo de fiar suas teias.