Artigos da semana 141

Depois de novembro, dezembro e janeiro com temperaturas de gente, fevereiro começou com as portas das fornalhas do Inferno abertas, no melhor estilo “tá pegando figo, bicho!”. Minha conta de luz vai dar um salto triplo carpado por causa do ar-condicionado e para diminuir minha tristeza vocês bem podiam ler e compartilhar os artigos que postei durante a semana, né?

Continuar lendo “Artigos da semana 141”

Os antigos e fiéis amigos dos egípcios

Eu estava pensando no meu amiguinho hoje, no meu chapa, e pensei como as pessoas tem tido animais de estimação desde longos milênio. A rigor, os pets fazem parte da Humanidade desde os tempos antigos, e os egípcios não foram exceção. Animais de estimação no Egito Antigo eram companheiros amados e até mesmo mumificados após a morte. Os cães eram os animais de estimação mais populares no Egito Antigo, por sua referência direta ao deus Anúbis, mas gatos e outros animais também eram companheiros do pessoal do Nilo. Continuar lendo “Os antigos e fiéis amigos dos egípcios”

A Verdadeira História do Desastre da Mars Climate Orbiter

Há muito tempo me falaram que não existe outra causa de um desastre aéreo se não falha humana. Máquinas não aparecem do nada nem se reproduzem. Essencialmente, são construídas e operadas por humanos. Se deu algum erro, é falha humana. Se teve algum problema estrutural, foi problemas no projeto, em copo o equipamento ia ser operado, as condições que não foram estudadas adequadamente etc. Aliás, isso serve para tudo, não? Desde o desastre da Challenger até a cagada que fizeram no projeto do iPhone 4. Continuar lendo “A Verdadeira História do Desastre da Mars Climate Orbiter”

Querendo fazer suas próprias esculturas? Há um robô pra isso

Esta notícia vem direto de Carrara, Itália. Sim, é daí que vem o tal mármore, cuja sabedoria popular corrompeu o ditado para que os filhos fossem cuspidos e escarrados. E se você olha triste para suas mãos achando que nunca será um Miquelângelo, você tem toda razão, nunca será; mas não é por causa disso que você não poderá ser um escultor. É tudo uma questão do principal mote da engenharia: nada é impossível tendo tempo e dinheiro, ainda mais tendo o primeiro.

Continuar lendo “Querendo fazer suas próprias esculturas? Há um robô pra isso”

Artigos da semana 140

Sim, eu sei. Não postei os artigos da semana no domingo da semana passada. Aconteceu um monte de coisa e só agora pude tirar alguns dias de férias. Sim, este artigo aqui está sendo postado de forma agendada, pois devo voltar só amanhã. Ou não. Não sei. Talvez comece um ano sabático (gíria para gente que está desempregada), contando apenas com o seu dinheiro de doações. Talvez viaje pelo mundo, como até a agência do SINE. Ou pode ser que eu esteja apenas escrevendo alguma asneira para ter o que dizer. Bem, vamos aos artigos das últimas duas semanas.

Continuar lendo “Artigos da semana 140”

Transient: Um timelapse eletrizante

Timelapses são maravilhosos principalmente os de fenômenos da natureza ainda mais os atmosféricos. Eles nos dão uma compreensão de coisas que cotidianas que acontecem sob uma nova perspectiva. Assim, vemos a fantasia que se traduzem quando colocamos em velocidades facilmente perceptíveis às nossas mentes tão fracas no quesito espaço-tempo.

Continuar lendo “Transient: Um timelapse eletrizante”

A magnificência austral de uma aurora

Os Pólos (Norte e Sul) são os pontos mais extremos da Terra, em termos de distância, não de altura, lógico. Todos queriam ir até lá, vencer o desafio dos grandes oceanos e varar por terras congeladas. O Pólo Norte até é tranquilo em cmoparação ao Pólo Sul. Este, sim, é pros destemidos.

Continuar lendo “A magnificência austral de uma aurora”

Uma questão de referência

A Física é uma Ciência Exata; claro, você sabe disso. Entretanto, nem sempre ela lida com a exatidão. O que é exato é a forma como ela aborda certas questões. No contexto da Física dos movimentos, tudo depende de referenciais, inerciais ou não. O movimento não é absoluto e nossas impressões são enganosas.

Continuar lendo “Uma questão de referência”