Iapetus: o satélite esquisitão de Saturno

Iapetus (eu me recuso a chamar de Japeto) é o terceiro maior satélite natural de Saturno. Ele (Iapetus, não Saturno) possui diâmetro de 1.471,2 quilômetros e um período orbital de 79,32 dias, e cuja distância até seu planetão controlador é de 3.564.300 km. Para você ter uma ideia, nossa Lua tem diâmetro de 3.474,8 km e está a uma distância de 384.400 km.

Continuar lendo “Iapetus: o satélite esquisitão de Saturno”

Geldingadalir, o vulcão estrelinha

Na Península de Reykjanes, na Islândia, o terreno é extremamente instável. De um lado temos o vulcão Fagradalsfjall, cujo cume mais alto é Langhóll de 385 m. Ao sul temos Geldingadalir outro vulcão, cuja erupção começou em 19 de março deste ano e está lá até agora cuspindo lava. Continuar lendo “Geldingadalir, o vulcão estrelinha”

O planeta que ganhou atmosfera de backup

Poucas pessoas têm uma segunda chance, e em se tratando de planetas, é mais raro ainda. Cientistas usando o telescópio espacial Hubble encontraram evidências de que um planeta orbitando uma estrela distante que pode ter perdido sua atmosfera, mas ganhou uma segunda por meio de atividade vulcânica.

Continuar lendo “O planeta que ganhou atmosfera de backup”

A maravilha única das Wet Mountains à noite

Faz tempo que não posto um timelapse. É um video feito nas Wet Mountains, do Colorado, EUA. Elas formam uma pequena cadeia de montanhas no sul do Colorado, cujo nome deriva da quantidade de neve que recebem no inverno. As Wet Mountains são uma sub-cordilheira das Montanhas Sangre de Cristo, no sul do Sistema de Montanhas Rochosas.

Continuar lendo “A maravilha única das Wet Mountains à noite”

Apollo 14 e um passeio pela cratera Cone

Depois de pousar na Lua em fevereiro de 1971, os astronautas da Apollo 14 partiram em uma caminhada em direção à cratera Cone. Andar por este terreno provou ser uma tarefa difícil, e eles não chegaram à borda da cratera, mas conseguiram cumprir seus objetivos científicos ao longo do caminho.

Continuar lendo “Apollo 14 e um passeio pela cratera Cone”

Antigos mortos contam histórias antes do Egito ser o Egito

Todo mundo adora o Egito. Egito é uma espécie de T-Rex entre as civilizações. Não que todos os dinossauros fossem gigantões como o T-Rex, da mesma maneira que o Egito não era o único império fodão em seu tempo. Mas ainda assim mexe com nossa imaginação. Por isso, cada descoberta no Egito é divulgada com pompa, como foi o caso das 110 tumbas localizadas no Delta do Nilo, contendo os restos mortais de adultos e crianças que datam de cerca de 5.000 anos. Continuar lendo “Antigos mortos contam histórias antes do Egito ser o Egito”

Preguiça de pensar num titulo. Toma um timelapse aê

Eu adoro timelapses, e não canso de falar isso. Também não canso de postar timelapses. Este a seguir, por exemplo, foi gravado durante o ano 2017, ou 3 a.C. (Antes do Coronga). Este vídeo foi composto por fotos tiradas da Estação Espacial Internacional mostrando a Terra à noite.

Continuar lendo “Preguiça de pensar num titulo. Toma um timelapse aê”

Tudo o que você precisa saber sobre Titã

O titânico Titã é gigantesco; uma das maiores luas (ok, satélite natural) do Sistema Solar. Ele é um mundo à parte. Talvez, as respostas de como chegamos aqui estejam lá. Talvez as respostas para perguntas que ainda não foram feitas é que estejam. Um lugar maravilhoso e complexo, lindo e mortal. O que atualmente sabemos sobre ele?

Continuar lendo “Tudo o que você precisa saber sobre Titã”

O primeiro voo da Ingenuity em Marte

A Perseverance pousou em Marte em 18/02. Eu até contei até como foi a descida dela. Em 19 de abril de 2021, o Perseverance estava estacionado no “Van Zyl Overlook”, a cerca de 64 metros e registrou um voo muito especial e mais ainda amado: o voo da primeira aeronave em outro planeta.

Continuar lendo “O primeiro voo da Ingenuity em Marte”

Vulcão caribenho manda um “Olá” à maneira dos vulcões. CORRAM!!

O bicho tá pegando para as bandas do sul do Caribe. Motivo? O vulcão La Soufrière entrou em erupção, daquelas mais explosivas que aquela diarreia que você teve quando começou mocotó estragado numa banquinha de camelô. Esta coisinha que você está vendo na abertura não é uma bomba atômica, é o motherfucking expelindo nuvens de cinzas por quilômetros por dia, forçando  milhares de pessoas picar a mula de lá o mais rápido possível.

Continuar lendo “Vulcão caribenho manda um “Olá” à maneira dos vulcões. CORRAM!!”