Analisando séries e filmes de super-heróis I

Introdução (a preliminar pode ser já com a introdução, né?)

Eu resolvi escrever esta série porque é um assunto que eu gosto e nunca escrevi a respeito, só brevemente e sem aprofundar muito. Gosto de histórias de super-heróis e não apenas os da DC e Marvel, mas desde os tempos dos filmes épicos como Jasão e os Argonautas, a série de filmes do Simbad (adoro o Simbad. Deveriam fazer mais filmes dele hoje e não aquele desenho tosco) e até mesmo os Dez Mandamentos (eu acho Moisés super-herói. Problema meu!)

Continuar lendo “Analisando séries e filmes de super-heróis I”

Toscas discussões idiotas proferidas por quem quer aparecer

Como sempre, a falta do que fazer leva as pessoas a criarem tretas no Twitter. E a de hoje é por que temos que ter aula de Literatura estudando Machado e Assis, quando crianças deveriam ler Harry Potter. Óbvio, esta ideia retardada não poderia vir de outro lugar se não do cu de um youtubeiro (cu é aquele negócio de onde sai merda, né?). O problema, mais uma vez, é não entender para que ser escola e muito menos aula de Literatura. Continuar lendo “Toscas discussões idiotas proferidas por quem quer aparecer”

O caçador africano que humilhou o filósofo grego


Soninho…

As migrações dos pássaros provavelmente foram um dos primeiros fenômenos naturais a atrair a atenção e despertar a imaginação do homem. As observações registradas sobre o assunto datam de quase 3.000 anos, indo lá para os tempos de Hesíodo, Homero, Heródoto, Aristóteles e outros. Aristóteles foi um dos primeiros a discutir o assunto da migração de pássaros. Ele notou que grous (pássaros que abrangem catorze espécies distribuídas pela América do Norte, Europa e Ásia, África e o norte da Austrália) viajavam das estepes da Cítia aos pântanos nas cabeceiras do Nilo, bem como pelicanos, gansos, cisnes, trilhos, pombas e muitos outros pássaros também passavam para regiões mais quentes para passar o inverno. Continuar lendo “O caçador africano que humilhou o filósofo grego”

Pela volta dos blogs!

Sério, eu me cansei disso. Não tenho mais nada pra ler na Internet. Os blogs morreram graças à sua usura de só quererem ganhar, ganhar e ganhar. Nada de errado com isso, mas o resultado foi a preocupação com o ad-sense e não conteúdo. O que vai ofender o google? O que não vai ofender? Ain, não posso perder a monetização. Socorro, perdi a monetização.

Desistiram dos blogs, mas quem desistiu foram os blogueiros, não os leitores.

Continuar lendo “Pela volta dos blogs!”

Maria, A virgem que não era

Os cristãos têm vários dogmas. Alguns são mais fortes que outros. Alguns deles são tão fortes que as principais vertentes cristãs, apesar de divergirem em quase tudo, aceitam de comum acordo, como o nascimento milagroso de Jesus de uma mãe virgem. Isso vale para católicos romanos e ortodoxos, e protestantes (não todos). Maria é cognominada “A Virgem” (ou Virgem Maria, o Virgi, ou Vixi, ou só Ixi), pois Jesus foi gerado sem que sua mãe tivesse feito sexo com alguém, muito menos José. Assim, o nascimento milagroso de Jesus o livra do Pecado Original, o que já o deixa mais santo que todos os mortais que nasceram e morreram. Claro, as coisas não são tão simples assim, e o problema é que, ao entendermos tudo o que estava por detrás disso, vemos que foi apenas fruto de uma briga política pelo poder, sustentada debilmente por uma confusão por parte dos redatores da Bíblia.

Continuar lendo –>

Quando um batom ajudou nossas avós a vencer a Guerra

Uma guerra (as de verdade, não arranca-rabo temporário) causam sérios problemas nos países envolvidos. Não, não estou falando de democracia caindo no seu quengo. Estou falando a população depender de recursos básicos, como comida, por exemplo. Os governos tentam (ou deveriam tentar) garantir que sua população tenham o mínimo do mínimo possível. Mas esse mínimo pode dar uma resvalada, quando é por um bem maior.

Num momento que tudo começa a ser racionado, alguns itens de primeira necessidade são indispensáveis e escapam ao racionamento; isso inclui pães, remédios e… batons.

Continuar lendo “Quando um batom ajudou nossas avós a vencer a Guerra”

Inácio de Antióquia: A questionável história de um mártir

Um dos perfeitos exemplos de devoção, amor a uma causa e estabelecimento da profissão de fé são os mártires. Eles se entregaram ao flagelo, ao sofrimento e à morte para mostrar o quanto seu amor a Jesus Cristo era maior e mais importante que tudo na vida, inclusive a própria vida. Um  dos mais conhecidos e venerados mártires cristãos é Inácio de Antióquia, que mesmo preso e sendo levado ao seu destino em Roma, onde seria jogado aos leões, manteve-se sereno e resignado, professando sua fé e exortando as pessoas a seguirem o Salvador, Jesus Cristo, o verbo feito carne.  Mas quem é esse Inácio de Antióquia que desperta tanta veneração? O que a História sabe sobre ele? Vamos buscar a verdade, pois ela nos libertará.

Continue lendo aqui

Liberada a primeira parte do livro

Então chegou o prometido. A primeira parte do livro que estou escrevendo  já foi liberada para os apoiadores. Basicamente, o assunto deste livro será religião, como a origem do Cristianismo e seu primeiro milênio, entre outros assuntos. Como eu tinha prometido, estou liberando os textos aos poucos para aquele pessoal que me deu uma forçam imensa me mandando doações. Achei justo dar um bônus para eles, um presentinho ou agrado. Chamem como preferirem.

Mas e os outros, André?

Continuar lendo “Liberada a primeira parte do livro”

Incríveis e importantes pesquisas que você jamais imaginaria

Eu adoro pesquisas científicas. Algumas são o máximo e farão a imensa diferença no mundo, trazendo melhor qualidade de vida e conhecimento para o povo, fazendo-nos galgar os degraus da Evolução, indo para um outro patamar de nossa existência. Eu não tenho como pensar outra coisa ao ver que tem pesquisas que provam que pobres precisam sair pra trabalhar enquanto ricos podem ficar em casa. Já saber que prevenir é melhor e mais barato que remediar, mas o bom mesmo será mostrado no final deste artigo, com incríveis contribuições de pesquisadores, mesmo que seja no terreno do óbvio.

Ah, ia me esquecendo: Pesquisando a maluquice no Conhecimento, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Incríveis e importantes pesquisas que você jamais imaginaria”