A história esquecida não divulgada

Como sabem, eu chutei o pau da barraca faz tempo. Não dou mais atenção o que vocês querem ou não querem que eu escreva. Vocês dizem gostar do meu blog, mas como eu já mostrei várias vezes, gostam, na encolha e não muito. Não compartilham, não falam dele. Se eu fosse preferir, prefiro muito mais os idiotas que me odeiam. Esses sim fazem boa propaganda.

Continuar lendo “A história esquecida não divulgada”

A Verdadeira História da Morte

Quando a Indesejada das gentes chegar
(Não sei se dura ou caroável),
talvez eu tenha medo.
Talvez sorria, ou diga:
— Alô, iniludível!

Manoel Bandeira

Se há uma coisa realmente democrática, essa coisa é a Morte. Ela chega para todos nós, brancos, negros, indígenas, amarelos, inuítes etc. Todo mundo nasce, todo mundo vive um certo tempo, todo mundo morre, e isso é válido para todos os seres vivos. Não por acaso, todas as culturas tiveram e têm sua representação da Morte; entretanto, a mais usual hoje – e que permeia a nossa imaginação – é o Ceifador, usando um manto preto, capuz escondendo o rosto e uma enorme foice, daquelas que é preciso usar duas mãos para se usar. O Ceifador (em inglês, Grim Reaper) tornou-se parte da cultura pop, um ícone reconhecido através o mundo em livros quadrinhos, programas de TV, filmes e jogos como um indefectível símbolo da Morte. Como chegamos nessa figura sinistra, que possui diferentes representações, inclusive fofinhas como a Dona Morte do Maurício de Souza? De onde veio esta figura?

Continue a ler AQUI >>

A verdadeira história dos anjos

Anjos são personagens presentes em muitas mitologias, religiões e culturas. São entidades sobrenaturais com alguma incumbência, tarefa ou recado a ser dado, sendo praticamente, garotos-de-recado, mas não apenas isso. De acordo com as diferentes culturas, eles variam de verdadeiros sicários divinos ou apenas alguém servindo de carteiro, ou ainda estando lá apenas para ser puxa-saco divino. Continuar lendo “A verdadeira história dos anjos”

A origem da tonsura e cortes de cabelos dos monges

Você deve ter visto algum frade franciscano, e o que mais deve ser característico é seu corte de cabelo estiloso. Aquela careca, em que fica apenas um circulozinho de cabelo, é chamada “tonsura”. Mas você sabe de onde ela surgiu ou quem a criou? Certamente, você vai achar que foram os cristãos, mas não é bem assim.

Esta é mais uma edição do LIVRO DOS PORQUÊS Continuar lendo “A origem da tonsura e cortes de cabelos dos monges”

E os textos, André?

Eu prometi a vocês e para mim mesmo que ia reescrever alguns artigos. Muitos desses temas, eu fui o primeiro na Internet brasileira a escrever sobre. Com o tempo, esses artigos foram esquecidos. Surgiram outros (não tão bons) que acabaram recebendo atenção. A chegada do YouTube Profissa ajudou a afundar os blogs, ainda que, de novo, não tenha nada similar ao que eu tinha escrito antes. Ainda assim, muitos dos textos parecem fracos…

Fracos para o meu padrão.

Continuar lendo “E os textos, André?”

O maravilhoso atlas anatômico dobrável de Voghterr

O estudo de Medicina sempre foi difícil, ainda mais quando se precisa de modelos anatômicos e gravuras do que se deve estudar. Na Idade Média era mais complicado, já que estudar em corpos não era bem visto, em alguns locais terminantemente proibido. Quem tinha dinheiro, podia pagar por modelos anatômicos de marfim, mas essa não era a realidade de todo mundo. Então, os livros anatômicos era de sua importância. Por isso, o trabalho de Heinrich Vogtherr é tão importante.

Continuar lendo “O maravilhoso atlas anatômico dobrável de Voghterr”

De acordo com jornaleiros, uma pesquisa diz que aliens vem nos atacar

Imagina que você tenha que fazer um trabalho e precisa publicar alguma coisa. Então, você fuma cigarrinho de artista e tem visões. Ou sei lá, bebe cogumelo alucinógeno, cheira corote, come cocaína, injeta pitu. Não tem como o cara defender alguma tese maluca do tipo “Tem aliens querendo nos invadir SOCOOOORRO!!!”

Continuar lendo “De acordo com jornaleiros, uma pesquisa diz que aliens vem nos atacar”

Não olhe agora, mas a Virgem Maria está pagando peitinho

A iconografia cristã tem horas que é… como direi?… curiosa. Entre várias iconografias esquisitas, dessa vez vamos citar a iconografia de Maria, mãe de Jesus, mostrada amamentando. Esse tipo de iconografia é chamado Virgo Lactans ou Madonna Lactans (em latim), Madonna del Latte (em italiano), Γαλακτοτροφούσα (em grego, Júnior!) ou Млекопитательница (em russo). Em português, o termo é Virgem Amamentando, mesmo, e foi uma temática muito em voga durante a Idade Média, representando Maria como uma mãe, e Jesus apenas como um bebê como outro qualquer. Continuar lendo “Não olhe agora, mas a Virgem Maria está pagando peitinho”

O Control+Tab dos antigos

Quando eu escrevo artigos, não nem que sejam informações paralelas e adicionais, que não necessariamente farão diferença, mas ajudam em trazer mais subsídios para o melhor entendimento ou simplesmente porque é legal saber mais. No caso dos artigos especiais, eu fico com mais de uma janela dedicada a isso, com trocentas abas. É um trabalhão monumental, além de eu me perder várias vezes, mas no fim tudo dá certo.

Entretanto, fica a dúvida: como os antigos historiadores, eruditos, pesquisadores e cientistas faziam quando precisavam consultar mais de uma obra? Continuar lendo “O Control+Tab dos antigos”