Sobre dar o Koo, medievalismo e outras providências

As coisas no Twitter estão estranhas, mas parecem que vão se encaminhar, apesar dos histéricos. Elon Musk descobriu que Twitter era um cabide de emprego, com funças agindo como se aquilo fosse uma repartição pública (nem vou dizer brasileira, pois todas as repartições públicas são iguais). Então surgiu o Koo e todo mundo foi pro Koo e o Koo tá bombando.

Continuar lendo “Sobre dar o Koo, medievalismo e outras providências”

Mulher apaixonada vê seu sonho casamenteiro ir pro espaço

Ah, o amor. Dizem que ele faz o mundo girar, mas faz muito mais que isso: faz investimentos girarem, compra de ferraris e outros bens de consumo. Principalmente se o amor der o dinheiro necessário. Um exemplo disso é uma senhora não tão jovem que se apaixonou por um senhor trabalhador, bem apessoado e com um emprego importante: um astronauta. Problema que para voltar à Terra, ele precisava pagar a passagem de volta e pediu a ela. Nada demais.

Por algum motivo que me escapa, não deu muito certo

Vendo seus boletos subindo que nem foguete, esta é sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Mulher apaixonada vê seu sonho casamenteiro ir pro espaço”

A montanha do belo vale externa sua raiva avassaladora

Surtr se move do sul
com ramos ardentes.
lá, com o brilha em sua espada
o sol dos Deuses dos Mortos

Surtr, o negro,  é retratado no poema épico Edda como sendo uma figura importante durante os eventos de Ragnarök, o ocaso dos deuses nórdicos, em que Odin é morto pelo lobo Fenrir e  guerreiros trilham o caminho de Hel, quando os céus se fendem. A lava é cuspida dos montes e o horror e desolação tomarão conta de tudo.

Continuar lendo “A montanha do belo vale externa sua raiva avassaladora”

Seu cozinheirinho particular

Todo mundo quer um cozinheiro francês para chamar de seu. Não é algo barato de se ter em casa, então,o lance é ir num restaurante. O problema é que o chef não é bem “seu”. Ok que os chefs têm ajudantes, mas são ajudantes dele e não vão te dar moral (ok, depende do quanto você tem na conta bancária). mas as coisas podem ser um pouquinho diferentes. Já pensou em ter seu próprio chef?

Continuar lendo “Seu cozinheirinho particular”

A volta ao mundo em um hyperlapse

Ben Mikha é um aventureiro. Natural da terra dos Hobbits, ele saiu para dar um rolé, e por três anos tem viajado ao redor do mundo, audaciosamente indo em vários lugares, registrando timelapses e hyperlapses. O hyperlapse diferencia do timelapse, porque o timelapse você simplesmente coloca o tripé com a câmera e registra o movimento de tudo à volta. Quando muito, usa uma montagem equatorial para compensar o movimento da terra e das estrelas. O hyperlapse é registrado com a câmera em movimento.

Continuar lendo “A volta ao mundo em um hyperlapse”

Jovem cozinha frango com xarope e acha que está abafando

Jovem é uma praga. Ainda mais jovem com rede social. Não apenas isso, o jovem que quer hitar na Internet e fica inventando “desafios” idiotas que outros jovens acéfalos podem até tentar fazer, mas acaba sendo só replicação. De qualquer forma, as agências de saúde preferem o dito pelo não dito, e correm para explicar que aquilo que o Jovem Maldito está fazendo vai dar merda.

Um exemplo corrente é o bando de idiotas fritando frango em xarope e o FDA, a Anvisa dos EUA, correu para dizer o óbvio: vai dar ruim, imbecis! Continuar lendo “Jovem cozinha frango com xarope e acha que está abafando”

A falácia de estar bem informado.

Num certo dia, eu estava trabalhando quando vieram correndo me falar que tinha dado rebu nos EUA. Alguma coisa sobre um atentado, com avião se chocando com um prédio. Eu ri, achei que era pegadinha. Dei de ombros e continuei o meu trabalho. Muitas pessoas estavam trabalhando, fazendo compras, andando de ônibus, atravessando a rua etc. Só quando cheguei em casa já bem de noite é que eu fui ver que estava todo mundo em polvorosa. Rodei canal por canal até ver o que era: o atentado de 11 de setembro. Continuar lendo “A falácia de estar bem informado.”