Cigarro eletrônico faz mal à saúde, mesmo os que não têm nicotina

A nicotina é uma das mais poderosas drogas que temos em termos de poder viciante. É mais forte que a cocaína, o álcool e a maconha[1] [2]. Por mim, podia proibir tudo. Se não estão proibindo definitivamente o cigarro, no Brasil, estão limitando ao máximo. Não pode em locais fechados, restaurantes, bares, cinemas e nem na minha casa. Um dos motivos será visto mais à frente.

A indústria não perde tempo, e qualquer ação é o início de alguma oportunidade para lucrar. Foi assim que surgiu o cigarro eletrônico, com a promessa de ser mais "saudável" que o cigarro comum. Mas entre o Marketing e a saúde do consumidor fina existe a Ciência, e ela diz que não é bem assim que a banda toca.

Credita-se a Herbert A. Gilbert a invenção do primeiro dispositivo a simular o cigarro sem tabaco e/ou fumaça. A patente foi concedida em 1965[3], e descreve um sistema para dar de presente ao seu usuário uma certa quantidade de nicotina, substituindo o letal cilindro branco por um dispositivo que tem, em seu lugar, ar úmido aquecido, com sabor e aroma, ou ainda com a inalação de medicamento quente para dentro dos pulmões, em caso de uma doença respiratória sob supervisão médica.

Fica difícil saber se Gilbert realmente achou que médicos iriam usar seu dispositivo para mandar medicamentos para dentro do paciente, a fim de lhe curar doenças respiratórias, ou era apenas um migué para dar um uso consciente e responsável.

Em 2003, o farmacêutico chinês Hon Lik patenteou o que viria ser o cigarro eletrônico moderno[4], que faz uso de um sistema que funciona como um emissor de ultra-som piezoelétrico que vaporiza um jato pressurizado de uma mistura líquida que contém nicotina. Essa nicotina vai pros pulmões e pronto, a pessoa fica feliz.

Mas por quê?

Os neurônios se ligam mais com nicotina, que age feito periguete e se atraca com o primeiro que vê. O neurônio se apaixona e pronto, ferrou a vida do cara. A nicotina se liga bem no centro que integra as sensações de prazer do cérebro, o chamado "Centro da Busca". Esse centro é responsável por induzir alterações comportamentais com a intenção de nos obrigar a repetir ações que anteriormente nos trouxeram prazer: sexo, comida, temperatura agradável para o corpo, etc.

O problema é que, assim como o meu salário, mal a nicotina chega ela já é eliminada pelo organismo. Assim, o viciado na periguete, digo, na nicotina (tem que falar "dependente", né? É mais bonitinho) precisa mais e mais da mardita. O cigarro, como é inalante, manda a nicotina e umas trocentas substâncias cancerígenas direto pro sistema nervoso central, e, por isso, seu efeito é imediato e a pessoa perde toda a ansiedade. E isso vale para qualquer tipo de ansiedade, já que o cérebro é meio burro neste sentido e não difere ansiedade causada por fatores externos da ansiedade causada por falta do seu estimulantezinho nas áreas de prazer. Em outras palavras, não é o cigarro que acalma. O cerebrão bugado que arruma motivo pra se envenenar.

Ficando sem fumar, o dependente passa por MUITOS mal bocados, por causa exatamente do poder viciante da nicotina. Com uns 6 meses, ele até consegue suportar mais, mas não fica livre. De acordo com meu neurologista de plantão, que eu chamo de "neuro-geólogo", já que ele cuida do pessoal que tem pedras na cabeça, diz que mesmo longe da nicotina, não fica livre do vício.

Qualquer coisa que afete ação de neurotransmissores e receptores, ativa trechos do DNA e síntese proteica; vários fatores entrarão em conta. Há ainda o problema das vias neurais formadas e áreas específicas "viciarem" mais facilmente do que outras. Não há um padrão e depende da substância/atividade, mas costuma haver predisposição para compulsão, muitas vezes só muda o foco. No caso das substâncias inalantes, como é o caso da nicotina, só estar perto de um outro fumante já ganha sua substânciazinha que ativará o sistema de recompensa. Acontece com o álcool, também, mas como este ainda tem um caminho mais longo a percorrer até chegar no cérebro nosso de cada dia, não é tão forte quanto a nicotina. Por causa disso, criaram os adesivos de nicotina, de forma a sua pele absorver lentamente determinada quantidade de nicotina e, coo tempo, você ir reduzindo,. Outra invenção para isso, foi exatamente o cigarro eletrônico.

O cigarro eletrônico, e-cigarros, e-cigarrette ou e-cig basicamente contém, basicamente, propilenoglicol, glicerina, água, nicotina e flavorizantes, mas é proibido no Brasil, por determinação da ANVISA, mediante resolução RDC nº 46 de 28 de agosto de 2009, que "proíbe a comercialização, importação e propaganda de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar, conhecidos como cigarro eletrônico"[PDF]

As desculpas pela liberação do cigarro eletrônico são as mais bizarras: Não causa envelhecimento da pele, não promove risco de incêndio, não polui o meio ambiente com bitucas e pode ser usado por crianças, já que auxilia na prevenção de gripes e aumenta a imunidade contra bactérias.

Repetindo: cigarro eletrônico tem um dos alcaloides mais viciantes, e pode ser usado por crianças, pois mata bactérias. Aham!

Nos Estados Unidos, apenas alguns estados proíbem a comercialização desses dispositivos, enquanto outros estados legalizaram a venda e alguns brecaram apenas que menores pudessem consumi-los, mas como temos uma coisa chamada "Internet", isso não quer dizer muita coisa. Compra-se maconha, cocaína, crack etc. Creio que comprar cigarrinho eletrônico, mesmo que careta, seja tão fácil ou mais.

Uma pesquisa do Centro de Controle de Doenças de Atlanta, EUA, o CDC, relata que o uso dos e-cigarretes triplicou entre jovens e adolescentes. E isso, em apenas UM ANO![5] De 2011 a 2014, a percentagem de estudantes do ensino médio que fumavam cigarros tradicionais caiu substancialmente, de 16 para 9%, e o uso de charutos e cachimbos também diminuiu. A pesquisa sugere que isso foi devido à migração para os cigarros eletrônicos como forma de parar de fumar, mas sabemos que não é só por causa disso e sim a ideia idiota que "nhé, isso não faz mal, então pode, né?".

Em 2014, o Ministério da Saúde do Reino Unido já aventava proibir a venda de e-cigarretes para menores de 18 anos, mas mantendo normal a venda para pessoas maiores. Em 2016 planejam classificá-lo como tratamento médico[6]. Dados mostram que o uso entre adultos não para de crescer por lá[7]. Na China, a prática é legalizada, mas os preços cobrados pelos cigarros comuns são muito mais baixos. Em Portugal, O Ministério da Saúde quer proibir o uso de e-cigarros com nicotina (isto é, praticamente todos), em espaços públicos fechados.[8] Como estamos no Brasil, proibições são mero detalhes. Pode-se muito bem comprar cigarros eletrônicos nas capitais.[9]

E se você pensa "meh, não dá câncer de pulmão, então tá sussa", tenho más notícias para você.

Pesquisa publicada no American Journal of Physiology mostra que a nicotina em qualquer forma é prejudicial aos pulmões e que mesmo os e-cigarrettes sem nicotina não fazem nada bem. Ou você realmente acreditou naquela conversa mole que "lhe previne contra bactérias"? Capaz de ter acreditado, sim. Ainda tem gente até hoje achando que cigarros convencionais não fazem mal, porque o tio Aristóbolo fumou até os 80 anos.

A perda de integridade nas células que revestem os pulmão causam lesões pulmonares e inflamação. Não se sabe, contudo, qual é o composto exato que causa isso, se a nicotina, os flavorizantes ou uma mistura de tudo (eu voto pela mistureba de substancias que estão ali). Dizer que glicerina não faz mal é apenas meia-verdade, e toda meia-verdade é acompanhada de meia-mentira.

Sabem a máquina de fazer fumaça? Ela não usa gelo seco, usa glicerina. Essa glicerina é aquecida, se transformando em acroleína, e é a acroleína que faz a fumaça. O problema é que esta porcaria fede horrores e, por isso, as máquinas de fumaça levam alguma essência para mascarar o cheiro. Entenderam porque o cigarro eletrônico leva flavorizantes?

A acroleína é muito tóxica por todas as vias de exposição, sendo um composto altamente reativo, causando reações cruzadas com sítios do DNA e inibindo a atividade de algumas enzimas, além de promover a supressão de defesas antibacterianas no pulmão, libera radical de oxigênio e reage com proteínas. Uma coisa linda para você ter dentro de si. Por isso, durante a fabricação de bebidas, ela é analisada e determinada até mesmo por HPLC.[10]

No caso dos cigarros eletrônicos, os pesquisadores expuseram ratos e células humanas a uma solução de fumaça de cigarro e e-cigarro, tanto os que contém nicotina quanto os que não contém.

Se cientista entendesse de alguma coisa, ao contrário do tio Aristóbolo, ficaria evidenciado os efeitos pulmonares deletérios que resultam na perda da função de barreira endotelial pulmonar, inflamação pulmonar aguda e diminuição da proliferação de células endoteliais de pulmão, com efeitos de curto prazo.

Claro, defensores do e-cigarro virão defender que não faz mal e tal. O que eu sei? Apenas um pouco de ciência e publicações indexadas. Não tenho numa chance de dialogar com pessoas tão bem embasadas quanto a sabedoria popular que coloca pasta de dente em queimaduras sérias.

65 comentários em “Cigarro eletrônico faz mal à saúde, mesmo os que não têm nicotina

  1. A desculpa é outra, a de que “prejudica o organismo 100 vezes menos do que o cigarro normal”, e “é tão nocivo quanto pegar Sol na praia”. Desculpas do nível das que tu postou (“Não causa envelhecimento da pele, não promove risco de incêndio”, etc).

  2. Quem quer fumar tabaco pode alegar motivos culturais: era uma tradição dos índios fumar tabaco.
    O mesmo argumento é usado para o hábito de mascar folha de coca e ninguém pode criticar sem ser chamado de preconceituoso.

      1. Vá reclamar com a Funai e receberá uma enxurrada de críticas dos guerreiros da justiça social ( que parecem não se importar com as crianças índias mortas ou devoradas).

        1. Que os guerreiros da justiça social levem seus próprios filhos para serem sacrificados, se acham que isso é lindo.

  3. Gente, não tem como negar. Cigarro eletrônico é composto por 3 componentes basicamente. O cigarro convencional tem mais de 5000 sobstâncias, sendo 100 delas tóxicas. Ninguém deve dizer que cigarro eletrônico não faz mal, mas sim que faz muitíssimo menos mal que o tabaco. Nós que somos atrasados. Nós que temos a industria do tabaco dominando nossa Anvisa. desde quando o Brasil é exemplo pra essas cosias?

    Fumo cigarros eletrônicos a 3 anos. Nunca mais fui em um hospital por causa de bronquite, gripe ou enxaqueca.

    Falam muita merda por aí, e algumas delas foram ditas nesse artigo. Se quiserem mostro os erros e aponto as pesquisas.

    Não se esqueçam que existem pesquisas contra o cigarro eletrônico financiadas pela indústria do tabaco e vice-versa.

    1. Gente, não tem como negar. Cigarro eletrônico é composto por 3 componentes basicamente. O cigarro convencional tem mais de 5000 sobstâncias, sendo 100 delas tóxicas. Ninguém deve dizer que cigarro eletrônico não faz mal, mas sim que faz muitíssimo menos mal que o tabaco. Nós que somos atrasados. Nós que temos a industria do tabaco dominando nossa Anvisa. desde quando o Brasil é exemplo pra essas cosias?

      HAHAHAHAHAH Mesma desculpinha dos viciados em outros entorpecentes.

      Fumo cigarros eletrônicos a 3 anos. Nunca mais fui em um hospital por causa de bronquite, gripe ou enxaqueca.

      Compra uma coisa ilegalmente. Diferença para um viciado em maconha ou cocaina? Nenhuma.

      Falam muita merda por aí, e algumas delas foram ditas nesse artigo. Se quiserem mostro os erros e aponto as pesquisas.

      Vício é uma coisa triste, mesmo. Olhem o estado de desespero dessa criatura.

      Não se esqueçam que existem pesquisas contra o cigarro eletrônico financiadas pela indústria do tabaco e vice-versa.

      AHAN

        1. Mais um dependente químico, burro o suficiente para ignorar o fato que ANVISA segue leis, votadas por deputados.

          Agora, me diga: TODAS as pesquisas estão erradas, só os maconheiros dependentes químicos de cigarros eletrônico estão certos?

          1. serio que quando vc fica sem argumentos vc chama as pessoas de burras e anafabetos funcionais? Desculpa mas tanto eu quanto os outros que estao ARGUMENTANDO com você estamos perdendo tempo, porque simplismente nao da pra ARGUMENTAR com ingnorantes sem respeito.

          2. Argumentação sem evidência sustentada por periódico científico é baboseira.

            Periódicos científicos: eu trouxe, vcs são apenas dependentes de nicotina sem embasamento.

            Aceita que dói menos. E procure uma clínica de desintoxicação.

          3. dois anos na mesma discussao e vc ainda acha que tem razao?? chama até quem nunca usou nada de deoendente quimico que finge que nao é… cada um que existe nesse mundo

          4. Ué? Nicotina é sim extremamente viciante e quem não consegue largar dela é dependente químico, sim. Consulte um profissional de saúde.

            Ah, não, péra! Vocês só consultam site que vende cigarro eletrônico ilegalmente, nada muito diferente do que tráfico de drogas.

            Os artigos científicos ainda estão lá esperando você l~e-los, mas claro que você jamais fará isso para não acabar o seu mundinho.

          5. ue quando foi que eu disse que nicotina nao era viciante? vc nao sabe nem argumentar, quem te disse que eu, ou alguns outros aqui, usam nicotina, seja no cigarro ou no E-cig? vai aprender a argumentar e para de achar que sua opinião é superior a dos outros

          6. Então pq a princesa chilicou pq eu chamei pessoal viciado em nicotina de dependente químico? Ah, bem, vamos logo pro inevitável.

            Dá tchau

  4. André, você gosta de pesquisar, então pesquisa direito.
    Das 6 milhões de pessoas que morrem por ano no mundo (200 mil no Brasil), quantas morrem pela nicotina?
    Quem disser que e-cig não faz mal é babaca. Mas quem disser que tabaco é melhor, como algumas das fontes citadas no seu texto, é o que?
    Se precisar de uma lista de cientistas sérios que estão estudando o assunto e profissionais experientes no combate ao tabagismos que têm apoiado o uso do e-cig, é só falar que eu forneço.
    Boa sorte.

    1. Das 6 milhões de pessoas que morrem por ano no mundo (200 mil no Brasil), quantas morrem pela nicotina?

      Quantas pessoas morrem por envenenamento por cianetos? Cianetos deixaram de ser venenosos?

      Quem disser que e-cig não faz mal é babaca. Mas quem disser que tabaco é melhor, como algumas das fontes citadas no seu texto, é o que?

      Não sei, mas sei como pessoas como você são chamadas: “analfabetos funcionais”. Leia a porra do artigo e veja se eu disse isso.

      Se precisar de uma lista de cientistas sérios que estão estudando o assunto e profissionais experientes no combate ao tabagismos que têm apoiado o uso do e-cig, é só falar que eu forneço.

      E eu lhe forneço uma lista de professores para lhe ensinar interpretação de textos.

      1. Esse daí fugiu por falta de argumentos, ou por medo da divulgação do IP?

        Dr., você realmente mostra como o mundo funciona: os argumentos dos defensores de sandices fundamentadas em aterro sanitário são todos iguais!

  5. Cara, você não pode ser tão ignorante quanto seu texto dá a entender. Usado por crianças? Sério, me dá uma única fonte confiável em que alguém tenha dito isso sobre o e-cig e eu paro amanhã. Mas não, você prefere inventar um monte de coisa, porque hoje em dia a moda é ser polêmico e não coerente.

    E eu, como pesquisador, li as mesma pesquisa que você citou e digo: Sim, você não a entendeu, elas são com células em vitro e em ratos e só mostram que há algum tipo de dano, que é parecido com o de respirar em cidades. Mas mesmo sem entender você paga de fodão porque… porque gosta de parecer assim perto de ignorantes, deve te fazer se sentir bem. Força aí, que a internet sirva pra lhe dar um pouco do gozo que não deve conseguir na vida real.

    1. Cara, você não pode ser tão ignorante quanto seu texto dá a entender.

      Ad hominem. Sabemos como será o comentário por antecedência.

      Usado por crianças? Sério, me dá uma única fonte confiável em que alguém tenha dito isso sobre o e-cig e eu paro amanhã.

      Você viu os números entre olchetes? São links. Clique neles. Ademais, se vc usa, compra ilegalmente, já que sua venda é proibida no Brasil.

      Mas não, você prefere inventar um monte de coisa, porque hoje em dia a moda é ser polêmico e não coerente.

      Não tanto quanto ser analfabeto funcional. Cara, eu não me inmporto se vc for um viciado. Curta seu cigarro comprado ilegalmente. Vc e um maconheiro são a mesma coisa. Usam os mesmos “argumentos”, até.

      E eu, como pesquisador

      HAHAHAHAHASHSUAHSUAHSUAHSUAHUASHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHA

      li as mesma pesquisa que você citou e digo: Sim, você não a entendeu, elas são com células em vitro e em ratos e só mostram que há algum tipo de dano

      Deveria ter lido os outros links, também. Mas para analfabetos funcionais isso realmente é difícil. Eu compreeendo, meu caro pobre coitado. Já procurou seu traficante de cigarrinho eletrônico hoje?

  6. Em resposta a um comentário, você disse:
    “Compra uma coisa ilegalmente. Diferença para um viciado em maconha ou cocaina? Nenhuma.”

    Além de ignorante em ciência, é ignorante também em direito.
    Onde que cigarro eletrônico é ilegal?
    Cresça um pouco mais, leia um pouco mais, você vê muita televisão, cara.

    1. Além de ignorante em ciência, é ignorante também em direito.

      Ih, o dependente químico voltou!

      Onde que cigarro eletrônico é ilegal?

      No Brasil. Você realmente não viu os links, né, meu pobre analfabeto funcional?

      Cresça um pouco mais, leia um pouco mais, você vê muita televisão, cara.

      Não só vejo TV como leio as publicações da ANVISA (como a que eu linkei.

      Agora karakuta@hotmail.com • 179.99.65.216, dá tchau, dá.

      1. Cara no Brasil usar “cigarro eletrônico” não vai contra qualquer lei.. Mostra a lei que proíbe o uso de “cigarro eletrônico” no Brasil.. Deixa de ser arrogante, fica parecendo uma criança mimada que não aceita ser contrariada..

        1. Cara no Brasil usar “cigarro eletrônico” não vai contra qualquer lei.

          Usar crack, também não.

          Mostra a lei que proíbe o uso de “cigarro eletrônico” no Brasil.

          Tá no link. Não pode comercializar, vender ou fabricar. Se você faz uso é porque comrpou aqui (crime) ou trouxe lá de fora (crime) ou fez em casa (crime). A realiade é essa.

          Deixa de ser arrogante, fica parecendo uma criança mimada que não aceita ser contrariada..

          Olha, não é bem eu, não. Por mim, pode continuar com sua maco… seu cigarro eletrônico.

  7. Parece que é dono de alguma empresa de cigarros.. Mas sério, parece que foi no Google e procurou “cigarro eletrônico faz mal”.. Seria interessante também, colocar o outro lado, muitas pesquisas de universidades, medicos, cientistas, apoiam o Vaporizador como um meio de parar de fumar..
    Glicerina não tem cheiro ruim como cita o texto, na verdade não tem cheiro algum, experiência própria, pois já vaporei 100% VG USP e qualquer não fumante diz o mesmo..
    Pode vir com suas respostas arrogantes e sem base, mas sou testemunha, de que minha saúde melhorou muito com o que ignorantemente você chama de “cigarro eletrônico”..

    1. Seria interessante também, colocar o outro lado, muitas pesquisas de universidades, medicos, cientistas, apoiam o Vaporizador como um meio de parar de fumar

      Outro analfabeto funcional. Em nenhum momento, preclaro dependente de nicotina (ou seja, dependente químico por definição), eu disse o contrário. Só que é irrelevante.

      Glicerina não tem cheiro ruim como cita o texto, na verdade não tem cheiro algum

      Caro analfabeto funcional, releia o texto, sim?

      experiência própria

      Você tem grduação em Química?

      pois já vaporei 100% VG USP e qualquer não fumante diz o mesmo.

      Vc “vaporou”. Curioso. COmprou a maco… seu cigarro eletrônico onde? A Polícia Federal vai querer saber.

      Pode vir com suas respostas arrogantes e sem base, mas sou testemunha

      Mesmo papo de qualquer religioso fanático ou viciado em entorpecentes “maconha não faz mal, encontrei Jesus, meu cigarrinho eletrônico que não pode ser comercializado no Brasil faz bem”.

      Vocês são muito interessantes como objeto de estudo.

      de que minha saúde melhorou muito com o que ignorantemente você chama de “cigarro eletrônico”..

      E Nossa Senhora apareceu numa vidraça.

  8. Meu argumento não foi um ad hominem. Pra ser ad hominem, é preciso que a crítica à pessoa tenha o intuito de desqualificar os argumentos, o que não foi o caso.

    Me chamou de ignorante. Mas quem foi mesmo que não leu os links?

    Foi apenas uma crítica pessoal, seguida de uma argumentação.

    Argumentação sem prova é falácia.

    Se uma coisa não está diretamente ligada à outra, não é uma falácia.

    Como qualquer religioso fanatico diria.

    Já você, ignorou meus argumentos completamente e me chamou de viciado pra desqualifica-los. isso sim é um ad hominem.

    Se vc usa a maco… o cigarro eletrônico para deixar de fumar, é porque não consegue se livrar da nicotina. Sim, é dependente químico. Lamento. Como qualquer grupo de ajuda pode confirmar, o principal problema é o viciado se conscientizar do que é. Seja no que for: entorpecentes, jogos etc

    Eu li seus links e nenhum deles contém informação sobre o uso ser recomendado pra crianças, acho que você precisa lê-los de novo.

    Isso eu sei, meu caro analfabeto funcional. Não foi isso que eu disse. Leia a porra do texto de novo.

    Aliás, li muito mais artigos sobre o assunto do que você citou aqui.

    Leu em site de defensor de maco… de cigarro eletrônico. Ou vc tem link da Science, The Lancet, New England Journal of Medicine e similares?

    Viciado é que nem crente. mesmos “argumentos”.

    Li inclusive revisões sistemáticas e todas são taxativas em dizer que faz muito menos mal do que o cigarro convencional.

    Sim, e cocaína é menos viciante que nicotina. Todo mundo cheirando pó, então?

    Btw: eu disse no texto que fazia menos mal que tabaco, o que mais uma vez prova sua incapacidade de interpretar textos.

    Quando a ser crime, errado de novo, não é crime comprar.

    Vender, é.

    Acho que você precisa ler mais sobre isso também

    Como a resolução da ANVISA?

    existe uma distância enorme entre a ANVISA proibir a comercialização e ser um crime compra-lo.

    Se não pode importar, vender ou fabricar, você vai comprar como? Comprar crack tambémn não é crime. Usar também, não.

    Aliás, de onde tirou que eu comprei no Brasil?

    Importação também é probido, e não venha com a hstória “fui no exterior e comprei vários lá” Não vai colar. Se fez isso, cometeu um crime. Liga para a Polícia Federal e pergunte a eles.

    Finalmente, já que não isso não ajuda no seu argumento, porque me acusou de viciado se realmente não se importa com isso?

    AHSUHSAUHSUAHSUAHSAUHAHAHAHAHA MAS É INCRÍVEL!

    Por que maconha te incomoda? Por que Jesus te incomoda? Por que pedofilia te icomoda? Por que bater em velhinhas te incomoda?

    Mesmos acrgumentos SEMPRE! Não me incomoda. Ao contrário, acho divertido ver o quanto vocês são patéticos.

    Foi meio contraditório… Aliás, não sou um pobre coitado, adoro meu e-cig e tenho dinheiro pra comprar, não me faz mal e vivo feliz.

    Substituam por qualquer outra droga e joguem no Google para ve se não encontram esse mesmo blábláblá.

    Você que parece meio irritado com isso, mesmo que afirme que não se importa ;)

    Quem está muito incomodado com meu artigo parece ser você. Sua maco… seu cigarrinho eletrônico não está lhe deixando tão melhor assim.

  9. Caro dependente químico, o FDA pode liberar até crack que não fará a menor diferença.

    E não, não pode trazer. Sinto muito. E não, não tem o que debater: maco… digo, cigarro eletrônico está proibido no Brasil. Procure um grupo de ajuda. Eles te ajudam com seu vício, cara.

  10. Me chama de ignorante mediante os vários artigos que o preclaro dependente químico NÃO LEU.

    Ok, vamos parar com isso. Volta lá pra maco… pro cigarrinho eletrônico que é proibido no Brasil. Cuidado com a Polícia Federal.

  11. Aqui está um resumo, caso seja muito esforço clicar no link do PDF da ANVISA:

    “A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das atribuições que lhe confere o inciso IV do art. 11 e o art. 35 do Regulamento da ANVISA aprovado pelo Decreto nº 3.029, de 16 de abril de 1999, e tendo em vista o disposto no inciso e nos §§ 1º e 2º do art. 54 do Regimento Interno aprovado nos termos do anexo I da portaria nº 354, de 11 de agosto de 2006, republicada no DOU de 21 de agosto de 2006, em reunião realizada em 25 de agosto de 2009, adota a seguinte Resolução e eu, Diretor Presidente, determino sua publicação: Considerando a Lei nº 9782 de 26 de janeiro de 1999, especialmente os arts 6º e 8º, § 1º, inciso X, que conferem à ANVISA a finalidade institucional de promover a proteção da saúde da população, com a competência para regulamentar, controlar e fiscalizar os produtos e serviços que envolvam risco à saúde pública, inclusive cigarros, cigarrilhas, charutos e qualquer outro produto fumígero, derivado ou não do tabaco?
    Considerando a Lei nº 6437 de 20 de agosto de 1977, que configura as infrações à legislação sanitária federal e estabelece as respectivas sanções?
    Considerando a Convenção Quadro para Controle do Tabaco, promulgada através do Decreto 5.658 de
    02 de janeiro de 2006? Considerando a inexistência de dados científicos que comprovem a eficiência, a eficácia e a segurança no uso e manuseio de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar, conhecidos como cigarro
    eletrônico, em face da incidência do Princípio da Precaução, resolve:
    Art. 1º Fica proibida a comercialização, a importação e propaganda de quaisquer dispositivos eletrônicos para fumar, conhecidos como cigarros eletrônicos, ecigarretes, eciggy,
    ecigar, entre outros, especialmente os que aleguem substituição de cigarro, cigarrilha, charuto, cachimbo e similares no hábito de fumar ou objetivem alternativa no tratamento do tabagismo.
    Parágrafo único. Estão incluídos na proibição que trata o caput deste artigo quaisquer acessórios e refis destinados ao uso em qualquer dispositivo eletrônico para fumar.”

    fonte: http://portal.anvisa.gov.br/wps/wcm/connect/e93e3f80474597579fe1df3fbc4c6735/2009-08-31_RDC+46_+Proibi%C3%A7%C3%A3o+Cigarro+Eletr%C3%B4nico_31Ago09_OKpdf.pdf?MOD=AJPERES

  12. A FDA pode até ter liberado, mas a Anvisa ainda proibe venda e importação no Brasil incluíndo ai os refis do cigarro eletrônico.

  13. Amigo, li o texto, e tenho que dizer que não há qualquer pesquisa conclusiva que possa afirmar que o cigarro eletronico faz mais mal a saude que o cigarro comum, a menos que considere a crença pessoal como evidência. Quando clamou a autoridade da ciência, no segundo parágrafo , não apresentou qualquer estudo que corroborasse suas informacoes, portanto respeito sua crença pessoal , mas não há evidências. Por outro lado, o cigarro é comprovadamente malefico a saude e sua comercializacao é permitida pelos mesmos organismos que se proclamam defensores da saude pública. Quanto aos maleficios da nicotina, se esse é o argumento, paths de nicotina podem ser comprados por qualquer pessoa, mesmo menores de idade em qualquer farmácia.

    1. Amigo, li o texto, e tenho que dizer que não há qualquer pesquisa conclusiva que possa afirmar que o cigarro eletronico faz mais mal a saude que o cigarro comum

      O texto NÃO DIZ ISSO, seu analfabeto funcional.

      Quando clamou a autoridade da ciência, no segundo parágrafo , não apresentou qualquer estudo que corroborasse suas informacoes, portanto respeito sua crença pessoal , mas não há evidências.

      Você não respeita nem a inteligência alheia ao NÃO LER o artigo, meu caro dependente químico.

      Por outro lado, o cigarro é comprovadamente malefico a saude e sua comercializacao é permitida pelos mesmos organismos que se proclamam defensores da saude pública.

      Sim, regulamentada, mas não proibida. por mim, podiaproibir, também. Mas venda de raticida também não é proibido.

      Quanto aos maleficios da nicotina, se esse é o argumento, paths de nicotina podem ser comprados por qualquer pessoa, mesmo menores de idade em qualquer farmácia.

      Sim, e…?

  14. Ainda acho que, quem sofre mais com isso são os produtores familiares que tem de colher manualmente as suas plantações de tabacos e pulverizar os fungicidas manualmente também.

  15. Sem defender nenhuma das esferas, cabe citar que um poderia visitar o pubmed e em 15 minutos juntar 10 “publicações anexadas” (indexadas, vish) pra sair por aí escrevendo opiniões polarizadas e artigos egocêntricos, tanto pró quanto contra. Esse tipo de discussão imbuída de opiniao pessoal sempre soa a groselha.

  16. “As desculpas pela liberação do cigarro eletrônico são as mais bizarras”. Cara, eu não fumo, mas penso que a única coisa bizarra aqui é alguém acreditar que as pessoas precisam dar desculpas para fazerem o que bem entender das suas próprias vidas, por piores que sejam suas escolhas….

  17. Pensei que este site era pra ter um olhar cético sobre tudo, inclusive as leis, mas o argumento usado para desmerecer os comentarios são (o ad hominem) “voce é dependente químico” e um paralelo entre cigarro eletronico e maconha, pois ambos são proibidos. Claro que os cigarro eletronico faz mal, assim como morar em São Paulo ou Cubatão, afinal vc respirando ar poluido. O Estado não proibe o que faz mal pra população e sim o que faz mal pro Estado. Antes que vc me xingue, eu nao fumo e nao uso drogas ilicitas, mas acho que as pessoas devem ser livres para usar o que quiser e o papel da Ciência deve ser de informar quanto aos malefícios e assim evitar que outras pessoas se tornem viciadas. A proibição não evita o consumo e ainda causa outros problemas e chamar alguem de dependente químico não desqualifica seus argumentos.

    1. Mais um dependente químico que finge que não é.

      Não tem diferença nenhuma dos religiosos que chegam aqui fingindo que são ateus achando que ganharão bônus

  18. Vc começa a ler a matéria e já vê que o blogueiro expõe sua opinião pessoal com a frase:
    “Por mim podia proibir tudo”
    Ja desisto de ler pq a matéria é tendenciosa, unilateral e pessoal logo não serve de base de estudo ou informação visto que foca unicamente no que o Blogueiro quer expor ignorando todo o resto que não agrada a personalidade do mesmo.

    1. Claramente vemos um analfabeto funcional que só leu uma frase e preferiu não ler o resto.

      Hummm, ele não gostou que eu escrevi que por mim poderia proibir todo tipo de drogas lícitas e ilícitas. Dependente química, talvez? Não, é burrice, mesmo.

  19. 1) Minhas pesquisas foram sustentadas com periódicos indexados.

    2) Sim, quem é dependente químico o é independente da sociedade. “Fumo faz mal só pra quem fuma”. E o tratamento de câncer fica de boas, os familiares não são afetados, certo?

    3) O fato de eu ser jovem ou não não implica em nunca ter fumado. Não, eu nunca fumei, não eu não sou jovem e essa sua falácia é chamada “non sequitur”

    4) Vcs só me citam este link. Não é interessante que os sites de publicações indexadas mostram outra coisa? pq será que só este site seria imparcial? Pode continuar com seu cigarrinho eletrônico (com componentes ilegais como mostrei), mas não tente se justificar, pq parece que vc mesmo não acredita no que fala, como todos os defensores

    1. só um toque.
      existe dois tipos de analfabetos, o Literal e o Funcional (que você cita muito aqui).
      o Literal não sabe ler e escrever e não escreve nem o nome.
      o Funcional não sabe ler e escrever, mas sabe escrever o nome.
      Vejo aqui, muita gente com preguiça ou ignorante à leitura, mas nenhum analfabeto funcional, até porque ele não sabe escrever. :D kkkk eu racho com seus comentários, é na lata.

  20. Gostaria que meu pai parasse de fumar em casa (já que não vai parar de vez) e vou comprar um desses para ele usar enquanto estiver em casa…pode ser ruim, mas pelo menos não fede. Acho um nojo, não sei mais o que fazer para ele parar…

  21. Não estou defendendo nenhum lado. Mas você esqueceu que para começar a decomposição de Glicerol em Acroleína você deve aquecer a substancia a 260°C. Tenho pra mim que aquelas Vapepens (canetinhas) não chegam nem a 150°C. Dando uma pesquisada rápida, vi que a temperatura de trabalho de alguns outros aparelhos mais avançados, são um pouco mais altas, chegando a 220°C mas, ainda não chega ao necessário para ocorrer a decomposição. Por incrível que pareça existe glicerina vegetal em tudo que é alimento, respiramos acroleína quando aquecemos algum oleo aos 260°C acontece em qualquer motor, e em muitas cozinhas. Fiz uns testes por mim mesmo, aqueci o glicerol a 200°C sem odor, e sem decomposição, as partículas se condensaram em glicerol novamente (vou pesquisar e experimentar mais).

  22. equiparar fumantes a usuários de drogas como maconha, crack e cocaína é, no mínimo, um analfabetismo funciona

    Analfabetismo funcional é não saber o que significa analfabetismo funcional. Não tenho culpa se nicotina é alcalóide mais viciante que cocaína. Sim, você vai largar de fumar passando a fumar e-cig que tem mais nicotina.

    Você é espeeeeeeeeerto!

    O cigarro é legal e o seu uso foi incentivado durante muito tempo.

    Cocaína e heroína também.

    Qualquer política que reduza os danos do tabagismo deveria ser celebrada

    Fala que eu sou analfabeto funcional, mas não leu o artigo, com link para uma pesquisa realizada e publicada em periódico com revisão de pares, provando que e-cig faz muito mais mal.

    Depois não querem que eu chame de viciado. A negação é um típico instrumento de autodefesa para sustentar o vício.

    e não demonizada por idiotas e analfabetos funcionais.

    Vai, meu caro dependente químico. Relincha mais. Mostra aí o quanto você fica descontroladinho por falarem mal da sua droga.

    1. Você é apenas um hater que se acha mas na verdade é mais burro que o meu cachorro. Antes de falar merda procure saber do que fala. Sim, a nicotina é uma droga altamente viciante. No e-cig, se usada de maneira correta, ela vem praticamente sozinha Pelo seu discurso aposto que você apoiaria pena de morte aos fumantes.

      1. Você é apenas um hater que se acha mas na verdade é mais burro que o meu cachorro.

        Seucachorro não é dependente químico. Logo, acho que ele é mais esperto que você.

        Antes de falar merda procure saber do que fala.

        Tenho doutorado em Química. Vc é daqueles que acessa Vice, o site que ensina a chupar o próprio pau

        Sim, a nicotina é uma droga altamente viciante. No e-cig, se usada de maneira correta, ela vem praticamente sozinha

        E é altamente viciante. Mas só em site de dependente químico, digo, que vende e-cig diz que ela é inofensiva.

        Pelo seu discurso aposto que você apoiaria pena de morte aos fumantes.

        “Buáááááááá, o malvado dono do site está falando mal da minha droga. Buáááááá”

        Continue, filho. Seu desespero está engraçado. Crise de abstinência? Só pode!

    2. Vai ler um pouco mais hater…

      https://motherboard.vice.com/en_us/article/vaping-emits-less-formaldehyde-than-previously-thought-health-smoking-ecigarettes-vape-news

      https://www.theguardian.com/society/2015/aug/19/public-health-england-e-cigarettes-safer-than-smoking

      Para se formar acroleínas e formaldeídos o líquido (juice) do e-cig deve chegar a altas temperaturas.

      Ninguém disse que os e-cigs fazem bem, nem mesmo que não fazem mal. A questão é se são uma alternativa menos danosa que o cigarro “analógico”.

      Eu sei que para haters é tudo 8 ou 80. Ou é PT ou Bolsonaro. Preto ou branco…

      Pare de passar vergonha e vai se tratar, doente.

      1. Vice? O site que ensina a chupar seu próprio pau? https://www.vice.com/pt_br/article/como-chupar-seu-proprio-pau

        Eu coloco links de publicações com revisão de pares e você vem com site de chupar pau. Você acha que eu sou quem? O Tedson?

        Para se formar acroleínas e formaldeídos o líquido (juice) do e-cig deve chegar a altas temperaturas.

        Qual é a fonte? O site que ensina a chupar pau, de novo?

        Ninguém disse que os e-cigs fazem bem, nem mesmo que não fazem mal.

        O presente artigo mostra o contrário. E com link da publicação.

        A questão é se são uma alternativa menos danosa que o cigarro “analógico”.

        https://ceticismo.net/2016/08/02/cigarro-eletronico-tao-saudavel-quanto-o-convencional/

        https://ceticismo.net/2017/02/06/sim-cigarro-eletronico-tambem-ferra-com-seu-coracao/

        https://ceticismo.net/2016/06/20/cigarro-eletronico-detona-com-seus-genes-mas-quem-se-importa/

        https://ceticismo.net/2015/09/08/cigarro-eletronico-nao-so-nao-afasta-como-atrai-para-cigarros-convenconais/

        Todos eles com links para publicações com revisão de pares. Mas você não vai ler, pois não são publicações que ensinam a chupar o próprio pau.

        Eu sei que para haters é tudo 8 ou 80. Ou é PT ou Bolsonaro. Preto ou branco…

        Ou gente culta e bem informada, que lê publicações com revisão de pares ou é simplesmente gente como você.

        Pare de passar vergonha e vai se tratar, doente.

        Eu não sou dependente químico. Já procurou o narcóticos anônimos?

  23. Caramba. Após ler o artigo, e muitos dos comentários aqui postados, só posso chegar a uma conclusão: esse site permite que qualquer imbecil sem senso crítico nenhum possa escrever o que quiser. Talvez seja um adolescente, nao sei. E antes que você venha com o seu “va comprar sua maco… cigarro eletrônico”, eu nao sou fumante, nem de cigarro nem de e-cigs. Agora claramente você não tem o mínimo de maturidade pra escrever ou responder os comentários em relação a uma questão, que, sem a moderação de um adolescente jogando argumentos sem sentido (como o do cianeto, eu preciso realmente te dizer as falhas logicas nessa analogia e o porque nao é uma analogia valida?), é uma questão importante que em outros sites serão discutidas de forma madura. Boa sorte cara, espero que qd vc faça 18 anos vc amadureça. E se ja é adulto, só espero que amadureça, ainda que tardiamente.

    1. O artigo coloca as publicações científicas. Isso não é maduro para você? Claro que não. Você quer um artigo maduro que concorde com sua opinião.

      Mas, beleza, pode ir lá comprar sua maco… seu cigarro eletrônico ilegal. Não serei eu quem irá impedir.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s