Sim, cigarro eletrônico também ferra com seu coração

Toda vez que eu falo de cigarros eletrônicos, sempre aparece um dependente químico para dizer o quanto eles são inofensivos, não fazem mal etc, apesar da quantidade bem maior de nicotina que tem lá. Dizer que respira melhor e tudo é como colocar uma moedinha debaixo do travesseiro e dizer que aquilo é que foi responsável por uma boa noite de sono. Mesmo que tenha pesadelos, ninguém vai pensar na moedinha, só quando tiver sonhos lindos e maravilhosos. E mesmo que o sonho não seja lindo e maravilhoso, a mente crédula fará com que acreditem nisso.

E agora o que nós temos? OUTRO trabalho mostrando que cigarros eletrônicos são uma bosta para a sua saúde. Mas claro que vão ignorar, né?

Continuar lendo “Sim, cigarro eletrônico também ferra com seu coração”

Cigarro eletrônico: tão saudável quanto o convencional

Quando eu postei pela primeira ver um artigo sobre os malefícios do cigarro eletrônico, seus dependentes químicos vieram me xingar, vociferar, cravaram um pé no chão e puxaram o outro se rasgando. É como um viciado em cocaína tendo contato em como drogas são nocivas, mesmo porque, nicotina tem um poder mais viciante. Bem, toxicômano é toxicômano.

Alegaram mil besteiras, e uma delas é que os cigarros eletrônicos são mais inofensivos que os convencionais, somado a muitas bobajadas. Infelizmente, Ciência não se apega a esses besteiróis de fanáticos, por isso, pesquisas recentes mostram quais os compostos que estão ali presentes.

Continuar lendo “Cigarro eletrônico: tão saudável quanto o convencional”

Cigarro eletrônico detona com seus genes, mas quem se importa?

Ano passado eu escrevi dois artigos sobre cigarros eletrônicos (ou e-cigarrettes ou e-cigs).[1] [2] Vários dependentes químicos me xingaram (sim, quem precisa usar qualquer forma para controlar o vício em nicotina, é um dependente químico, e muito pior que quem é viciado em cocaína, já que nicotina tem poder viciante bem maior). O que aqueles viciados não conseguiram fazer é derrubar os links com as publicações científicas. No máximo mostraram site que vende cigarro eletrônico dizendo que cigarro eletrônico é muito bom É mais ou menos como site criacionista que diz que Evolução é mito. Aliás, do jeito que estava o discurso, cigarro eletrônico parece uma igreja: não pode falar mal que seus seguidores ficam ofendidos e lhe xingam, além das falácias religiosas de sempre.

Agora, uma pesquisa mostra que os cigarros eletrônicos, que não fazem nenhum mal, altera centenas de genes importantes para a sistema imunológico entrar em ação. Obviamente, é tudo uma conspiração. Nada disso é verdade. Não acredite em Ciência.

Continuar lendo “Cigarro eletrônico detona com seus genes, mas quem se importa?”

Cigarro eletrônico não só não afasta como atrai para cigarros convencionais

artigo sobre os males dos cigarros eletrônicos (os e-cigarrettes). Vários dependentes químicos vieram me xingar, claro. E sim, ao ponto que você é dependente de nicotina, pois esta tem um poder viciante maior que o da cocaína, você é um dependente químico sim. Aceite que dói menos (depois, procure uma clínica para desintoxicação).

Uma das alegações é que usavam o dispositivo pois ele fazia menos mal que o cigarro e viciava menos (aham!). Infelizmente, existe algo chamado Realidade, a Destruidora de Mundos,e  uma pesquisa mostra que, sim, cigarros eletrônicos, longe de afastar, estão servindo de porta de entrada para cigarros convencionais. Onde está seu Mata-Rato agora?

Continuar lendo “Cigarro eletrônico não só não afasta como atrai para cigarros convencionais”

Cigarro eletrônico faz mal à saúde, mesmo os que não têm nicotina

A nicotina é uma das mais poderosas drogas que temos em termos de poder viciante. É mais forte que a cocaína, o álcool e a maconha[1] [2]. Por mim, podia proibir tudo. Se não estão proibindo definitivamente o cigarro, no Brasil, estão limitando ao máximo. Não pode em locais fechados, restaurantes, bares, cinemas e nem na minha casa. Um dos motivos será visto mais à frente.

A indústria não perde tempo, e qualquer ação é o início de alguma oportunidade para lucrar. Foi assim que surgiu o cigarro eletrônico, com a promessa de ser mais "saudável" que o cigarro comum. Mas entre o Marketing e a saúde do consumidor fina existe a Ciência, e ela diz que não é bem assim que a banda toca.

Continuar lendo “Cigarro eletrônico faz mal à saúde, mesmo os que não têm nicotina”