Espertões tentam barrar lama com espuminha. Claro que daria certo…

Quantidades moderadas de cafeína consumidas por gestantes não afetam QI de bebês
Viés de confirmação ou casos do acaso

Anotem a citação a seguir:

TU SERÁS PUNIDO POR NÃO SABERES CIÊNCIA!

Eu tinha avisado que o que aconteceu na bacia hidrográfica do rio Doce era logo demais para a boa vontade idiota de acredirtarem que as mudinhas da ONG do Sebastião Salgado iam salvar a todos. Mas no Brasil que odeia Ciência, é mais fácil acreditar em entidades mágicas, pratos de pipocas com poderes sobrenaturais e messias carecas. Pessoal que nunca plantou nem feijãozinho no algodão molhado achando que reflorestamento se faz com mudinhas. Ok, Ok. Eu tentei argumentar, mas o retardo mental desses idiotas inviabiliza qualquer coisa.

Afinal, nosso complexo de Ajude-nos Capitão Planeta vem sempre na frente. Pelo menos, a Samarco está agindo, espalhando bóias absorventes, e isso está resolvendo tudo, certo? Nah, você já sabe que eu direi “ERRADO!

As pessoas ainda não entenderam a enormidade da tragédia e…

Péra, eu disse tragédia? Tragédia é uma enxurrada matar pessoas. Quando documentos provam que já se sabia da potencial chance das barragens em Mariana se romperem, e examinando o que aconteceu depois, o que temos é uma verdadeira catásrofe em todos os sentidos, uma hecatombe se levarmos em conta todos os seres vivos que morreram, estão morrendo e morrerão dali adiante, pouco importando se alegarem que foram poucas pessoas que efetivamente morreram. Uma só já é muito!

Acham que plantar mudinhas vai resolver o problema? Sério, tem que ser muito idiota! Mas vou entrar na onda. Vamos tentar plantar mudinhas. Primeiro, nivelamos o terreno. Depois, fazemos mutirão para dispor as mudas da mata nativa. Acompanha-se o desenvolvimento delas. As mais fracas são removidas e substituídas por outras. Controla-se o nível de nutrientes da terra, quantidade de água, monitora-se o Sol e faz-se correções quando necessário. Daí, tendo sorte, uns 50 anos teremos tudo como o que era antes.

Mas o diabo está nos detalhes!

Pra princípio de conversa, não estamos falando de terreninho baldio. Estamos falando de uma imensa área que atinge duas unidades da Federação (estados, para os íntimos). A água veio arrastando tudo, plantas, animais, gente, e terra, muita terra, além de argila, formando uma avalanche de lama impregnada com lixo tóxico com metais pesados; coisas lindas como chumbo, arsênio, cromo, ferro etc. Alguns dizem não ser provável isso tudo, mas laudos comprovam esses materiais contaminantes. Você acha que matinha ciliar vai resolver isso? Vamos dar uma olhadinha em duas regiões (na base do Antes e Depois) para vermos se plantar matinho vai resolver:

Sim, claro que algumas mudinhas vão resolver. Se é que mudinhas crescerão no meio da lama encharcada e envenenada, que quando secar fará daquilo praticamente um semi-árido. Flora e fauna foram pro saco, o microclima da região será alterado, o que garantirá que essas mesmas espécies voltem, mas não voltarão, porque simplesmente foram arrastados.

Como bem disse a Menina Andréa, com o aumento da turbidez da água, a luz não consegue ir muito fundo, o que detona com organismos fotossintetizantes, fazendo com que fitoplâncton vá pra vala. Sem fotossíntese, nada de oxigênio na água, seres aeróbios vão pro colo de Nosso Senhor Darwin e a cadeia alimentar começa a desabar feito uma fileira de dominós.

Achou isso ruim? A argila arrastada, como é de sua característica, tem uma granulometria bem pequena. Em contato com a água salgada os queridíssimos metais pesados sofrerão adsorção, porque estarão no meio de colóides, ou seja, você não conseguirá simplesmente filtrar a água para retirá-los. Aliás, já estava difícil retirar da lama antes, aí então fica qase impossível, a não ser que você gaste muito, muito, muito dinheiro. Sabe quando isso vai acontecer? Quando despoluírem a Baía da Guanabara, que é muito mais fácil de limpar e está rolando há décadas, e rolará por mais umas boas décadas aquela imundície. E já que falamos da pequena granulometria da argila, ela causará entupimento de brânquias e estruturas de alimentação e/ou respiração dos animais. O que acontece? POuca coisa, senão morte, eles apodrecem, atraindo seres decompositores e causando o afastamento de outros peixes dali. Sabe quem não vai achara legal? pescadores, mas eles ganharão um salário miínimo. Tá bão dimais, né, sinhozinho?

Mas o que a Samarco fez para conter a lama descendo o rio, correndo pro mar que nem a piroga de cristal? Tentou uma técnica que dá muito certo com petróleo. Assim, espalhou uma barreira de boias absorventes. Resultado?

É… parece que não deu certo. Por que será? Vamos tentar sumular em laboratório uma mistura de água e óleo e água e barro:

Deixando descansar um pouquinho, temos…

Só uma mula vai usar bóia absorvente de petróleo que fica sobrenadando, para deter uma torrente de lama que não só não será absorvida como ainda vem pelo fundo. Mas eles até falaram que 80% da lama foi detida. O fator REALIDADE não parece ser levada em conta.

Os governos do Espírito Santo e Minas Gerais, juntamente com o Governo Federal se articulam para entrar com ação conjunta na Justiça contra a mineradora Samarco que já foi multada, mas nada disso resolverá a catastrófica ingerência de vários setores. Tiveram a cara de pau até de dizer que a Samarco também é vítima. Vítima por não ter uma fiscalização eficiente. Sim, e isso foi dito na maior da desfaçatez. Mesmo que pague uma multa imensa, quão imenso teria que ser para restaurar tudo? Respondo: sem preço. A vida ali já era, não tem volta. A Seleção Natural seguirá seu curso e a vida dará um jeito. Outras espécies brotarão e vicejarão… ou não. É uma questão de tempo, e a Natureza tem isso de sobra. Nós, não. Ainda veremos a nossa marca ali, a marca da irresponsabilidade cravando fundo uma ferida que não terá cura nas´próximas décadas, com um pouco de sorte. Uns 150 anos, seria o mais provável.

Não ouvem os cientistas, mas ouvem fotógrafos, cartomantes, médiuns que recebem seres que controlam o tempo, videntes que preveem coisas que já aconteceram. Ninguém ouve cientistas. Para que? Bem, não importa. Ignoraram a Ciência, arquem com as consequências. Ou não. A alta cúpula da Samarco, Vale e o Governo Federal estarão muito bem, obrigado. Tião Zé das Couves que teve sua vida destruída não entra nessa equação. Ele é apenas um número numa longa lista de catástrofes que já ocorreram e ocorrerão de novo. E isso vai durar até que não teremos mais animais no Brasil a serem extintos, exceto nós, então a Seleção Natural dirá: bola oito na caçapa do canto.


Fontes:

Quantidades moderadas de cafeína consumidas por gestantes não afetam QI de bebês
Viés de confirmação ou casos do acaso

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • EiligKatze

    Qualquer agricultor meia boca sabe que plantar no lamaçal não funciona.
    a única coisa que vai crescer lá vai ser erva-daninha, isso se crescer……

    Bruno Ligiéro respondeu:

    Acho até difícil para a erva-daninha… Essa lama está impregnada com metais pesados da extração.

  • André K

    Ciência no Brasil!? http://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2015/11/no-amapa-oficina-de-siririca-e-chuca-em-universidade-gera-polemica.html

    Pryderi respondeu:

    Próxima mudança de assunto acarretará em banimento.

    Único aviso.

  • Lismar Cardoso

    Os caras não têm ideia do que fazer. Imagino todos eles em uma mesa redonda discutindo o tema:

    “O que vamos fazer?!”
    “Vamos plantar mudinhas”
    “Não deu, o que fazemos agora?””
    “Vamos Colocar bóias!”
    “Não deu, e agora?!”
    “Ah, sei lá, vamos tentar qualquer merda aleatoriamente, vai que…”

    Leandro, o Almeida respondeu:

    Qualquer criança de ensino fundamental sabe que a maior parte da lama vem por baixo, o que me faz crer que foi tudo mídia. Mostrar que estão fazendo algo.

    Terráqueo respondeu:

    Agora para completar a festa, só falta algum “vidente” vir anunciar que já havia previsto isso.
    Pelo menos os carniceiros devem estar gostando (claro, a água possui metais pesados, mas quem liga para isso? “É coisa de cientista”).

  • Aguardo pelo capítulo sobre correntes marítimas. Excelente texto até aqui, André. (como sempre, aliás.)

  • Robson_Costa

    existem sempre os organismos pioneiros , fungos , ervas daninhas que conseguem se manter em ambientes inóspitos, desastres assim são uma oportunidades para eles.

    NestorBendo respondeu:

    A Seleção Natural tira, a Seleção Natural dá.

    Infelizmente, ela tira (ou nós tiramos, no caso) em escala de tempo humana, e dá em escala de tempo geológica.

  • Bruno Ligiéro

    Pelo amor do Monstro do Espaguete Voador! Barreira de boias para conter lama??? Deixa eu advinhar… Ideia de “desáiner”?

    Estamos na “lama” mesmo… Mas uma vez, um show de imbecilidade devido a falta do MÍNIMO de conhecimento que uma criança no primário saberia.

    TU SERÁS PUNIDO POR NÃO SABERES CIÊNCIA!

    Esta frase ficará marcada! Excelente texto André!

  • Thales Francisco

    Minha hipótese é que usaram a espuma só pra dizer que estavam tentando fazer algo (que na realidade nunca foi uma tentativa, apenas marketing), quem sabe se livrar de alguma multa na justiça “por não ter tentado fazer nada”, aproveitando justamente dessa premissa que ninguém tenta entender de verdade esse troço, especialmente nas esferas jurídicas.

    E pra somar a porcaria das redes de tv dizendo que as boias foram ineficientes ao invés de totalmente inúteis ajuda a espalhar pela população que a empresa tentou fazer algo.

    É uma tragédia lastimável, especialmente pelas pessoas acreditarem nessas não-soluções

  • Honorio Sergio Menuci

    Já teve passeata em Mariana “Fica Samarco, precisamos do emprego”

  • Pingback: Pesquisadores desenvolvem filtro capaz de reter metais pesados | Ceticismo.net()