Quando um batom ajudou nossas avós a vencer a Guerra

Uma guerra (as de verdade, não arranca-rabo temporário) causam sérios problemas nos países envolvidos. Não, não estou falando de democracia caindo no seu quengo. Estou falando a população depender de recursos básicos, como comida, por exemplo. Os governos tentam (ou deveriam tentar) garantir que sua população tenham o mínimo do mínimo possível. Mas esse mínimo pode dar uma resvalada, quando é por um bem maior.

Num momento que tudo começa a ser racionado, alguns itens de primeira necessidade são indispensáveis e escapam ao racionamento; isso inclui pães, remédios e… batons.

Continuar lendo “Quando um batom ajudou nossas avós a vencer a Guerra”

Inácio de Antióquia: A questionável história de um mártir

Um dos perfeitos exemplos de devoção, amor a uma causa e estabelecimento da profissão de fé são os mártires. Eles se entregaram ao flagelo, ao sofrimento e à morte para mostrar o quanto seu amor a Jesus Cristo era maior e mais importante que tudo na vida, inclusive a própria vida. Um  dos mais conhecidos e venerados mártires cristãos é Inácio de Antióquia, que mesmo preso e sendo levado ao seu destino em Roma, onde seria jogado aos leões, manteve-se sereno e resignado, professando sua fé e exortando as pessoas a seguirem o Salvador, Jesus Cristo, o verbo feito carne.  Mas quem é esse Inácio de Antióquia que desperta tanta veneração? O que a História sabe sobre ele? Vamos buscar a verdade, pois ela nos libertará.

Continue lendo aqui

Rinha de Parasitas: jogue já!

Nenhum de vocês é melhor do que ninguém, o que já configura que está a um pequeno passo da psicopatia. O máximo que vai diferir é mediante qual parasita ocupando cargo político vocês adoram passar pano, além de gente como eu, que queria passar pano em volta do pescoço deles num nó e apertar com força. De qualquer forma, o sonho de todos nós é vermos políticos saindo na porrada (o que pode mudar é a intenção). Já pensaram se vocês pudessem ajudar um político a meter a porrada no outro? SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!

Continuar lendo “Rinha de Parasitas: jogue já!”

Artigos da Semana 29

Além dos artigos de divulgação científica, vocês devem ter percebido que eu estava blogando, dando mais opiniões. Um dos motivos é que eu não achei nada de muito interessante e o outro motivo é que eu não ia gastar digitação em postar no Twitter. Melhor escrever no blog, mesmo, né? mais opinião no blog. Tentarei manter assim, vai depender do que eu julgue que valha a pena vir pra cá.

Então, senta e aproveita., Se não leu, leia agora. Se leu, relembre, ou apenas divulgue

Programa de Conscientização Ceticismo.net

Eu já falei que não gosto do primeiro energúmeno, mas querer colocar a culpa nele, acusando o governo de Anti-vaxxer por não dar valor às vacinas e à ciência é um pouco demais pra mim.  mas talvez eu esteja errado. A população só precisa de programas de conscientização.

Com sérios programas de conscientização, teremos uma resposta positiva na sociedade. Vamos dar exemplos de como conscientização funciona:

Continuar lendo “Programa de Conscientização Ceticismo.net”

O que eu sei sobre a explosão no porto de Beirute

Deu muito ruim em Beirute ontem. Não sanduíche, a capital do Líbano. As notícias que começaram a chegar foi que houve uma enorme explosão. Começaram com um monte de informações desencontradas, como é normal em acontecimentos deste tipo. Achava-se que era algum ataque, você sabe… Líbano, né? Israel disse que não teve nada a ver com aquilo. Hezbollah confirmou que Israel não teve nada a ver com aquilo (sim, pois é). Alguns acharam que era um depósito de mísseis do Hezbollah e um energúmeno que meteu um texto no Google Translator achou que era uma loja de mísseis. Afinal, o que aconteceu?

Aconteceu uma sucessão de erros, foi isso que aconteceu!

Continuar lendo “O que eu sei sobre a explosão no porto de Beirute”

5 descobertas magníficas da Arqueologia

arqueologo

Arqueologia é uma ciência fascinante. Ela nos conta sobre nossos antepassados e nos ensina como eles viam o mundo de sua época. Muitas das descobertas mudou muito nossas concepções sobre os Antigos, seus modos de vida, suas cidades e a forma como tocavam seus interesses.

Algumas das descobertas são impressionantes e resolvi fazer uma lista, mas não apenas das pirâmides, esfinge etc. Ainda assim, claro, tem Egito no meio. Essas são 5 descobertas magníficas da Arqueologia.

Continuar lendo “5 descobertas magníficas da Arqueologia”

Famosos dando palpites sobre o que não entendem. Nem o jornaleiro entende

O problema do jornalismo é que ele deixou de existir para dar lugar ao que eu chamo de jornaleirismo. Sabem aquela figura clássica do molequinho vendedor de jornais? Para vender mais jornais ele gritava as manchetes e quanto mais sensacionalista, mais chamava a atenção. Com isso, eles gritavam manchetes que efetivamente não estavam no jornal, inventando polêmicas que não existiam, seguidos de EXTRA! EXTRA! Isso despertava a curiosidade das pessoas e saiam vendendo os jornais, para então o bando de otários perceberem que foram enganados e o moleque ter picado a mula com bolso cheio de moedas. No dia seguinte, o processo se repetia. Com o tempo, jornais perceberam que poderiam facilitar este trabalho sem mentir (muito), bastando adequar as manchetes ou dando ao público o que o público quer: opinião de famosinhos. Celebridades sempre venderam tudo, você sabe.

Continuar lendo “Famosos dando palpites sobre o que não entendem. Nem o jornaleiro entende”

Casal é impedido por funcionária malvada de batizar a pobre criancinha com nome fofo

Algumas ideias são bizarras demais e, por isso mesmo, são divertidas. Outras são completamente sem-noção. Algumas são completamente estúpidas e retardadas. Eu, sinceramente, não sei como classificar a ideia que um casal britânico teve mediante o nascimento de seu primeiro filho.

Qual a ideia? Pouca coisa. Eles só resolveram batizar seu filho de “Lúcifer”. A funcionária do escritórios de registros não pareceu achar uma boa ideia e isso acabou em briga jurídica.

Continuar lendo “Casal é impedido por funcionária malvada de batizar a pobre criancinha com nome fofo”