Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior

Você é daqueles que olha a notícia e fica pesaroso com mortes, assassinatos e violência extrema, achando que estamos, se não indo pro inferno, nos tornando o próprio. Nunca o mundo foi tão violento, certo? Nunca antes houve tantos assassinatos, não é mesmo? Pois pasme-se, jovem. Como sempre, você não sabe nada. A verdade é que as taxas de homicídio e demais expressões de violência estão caindo.

Sim, o mundo está melhor!

Continuar lendo “Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior”

Pesquisadores filmam gorilas velando seus mortos

Algumas pessoas pensam que humanos são diferentes dos outros animais, porque nós estabelecemos vínculos sociais. Lobos andam em matilhas, peixes em cardumes e elefantes em manadas. Alguns acham que nós somos especiais por velarmos os nossos mortos e sentirmos a perda, o que não é verdade. Gorilas também velam seus mortos, como mostrado nesta reportagem da National Geographic, e isso não foi um caso à parte. Entretanto, pesquisadores de Ruanda e na República Democrática do Congo puderam examinar de perto as respostas comportamentais à morte de três indivíduos entre um grupo de gorilas.

Continuar lendo “Pesquisadores filmam gorilas velando seus mortos”

Casos de sarampo aumentam em todo mundo. Brasil finalmente segue o munto inteiro. Eeeee!!! Ops!

Eu já noticiei antes, mas vamos pra mais uma notícia da série “Parabéns, Retardados”. Segundo a Organização Mundial da Saúde, os casos de sarampo aumentaram em 30% no mundo todo. Ótimo, né? Mas aqui no Brasil está tudo tranquilo, né? Se você acha que é tranquilo a ocorrência de mais de 10 mil casos de sarampo e 12 mortes pela doença até agora, então, ótimo, né?

Continuar lendo “Casos de sarampo aumentam em todo mundo. Brasil finalmente segue o munto inteiro. Eeeee!!! Ops!”

A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga

A senhora da foto é a dona Antônia Conceição da Silva. Dona Antônia era uma boa pessoa. Ela não incomodava ninguém. Era uma pessoa pobre, mas nem por isso fazia mal às pessoas. Você não sabe nada sobre ela. Ninguém sabe. Muito mal saiu uma notícia de jornal informando que essa pobre senhora foi assassinada de forma brutal. Foi estrangulada e morta a pauladas, e isso por dinheiro. Sim, ela foi assaltada, e seu assassino levou a vultosa quantia de 30 reais. Não trinta milhões ou sequer trinta mil. Trinta reais. Uma nota de vinte e uma de dez. só isso. Mas você não sabe., ninguém mais sabe.

Dona Antônia não era ninguém e para a humanidade continua não sendo ninguém.

Continuar lendo “A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga”

Adolescentes psicopatas queriam matar crianças, beber o sangue e comer a carne delas

Muitas pessoas são notadamente ruins. Outras são loucas, mesmo. De minha parte, poderia arrastar ambos pro mesmo lugar, escuro, úmido e fétido, de preferência jogando a chave fora. Um bom exemplo disso foi o que aconteceu na Flórida, ou melhor, o que ia acontecer se não tivessem descobertos a tempo: duas garotas (loucas ou psicopatas) resolveram que seria uma boa ideia atrair colegas de colégio no banheiro e matar geral, para depois beber o sangue deles.

Halloweenizando a maluquice generalizada, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Adolescentes psicopatas queriam matar crianças, beber o sangue e comer a carne delas”

A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras

Já fez 20 dias desde que Marielle, a famosa vereadora que ninguém conhecia até seu fatídico dia, foi assassinada junto com seu motorista. Todo mundo rasgou as roupas de consternação, prantou-lhe o seu ocaso, choraram e exigiram Justiça. Artistas internacionais como Viola Davis, Naomi Campbell e Lauren Jauregui (quem?) postaram nas redes sociais suas indignações, reiterando o grande trabalho que ela exercia (e quase ninguém aqui sabia, quanto mais lá fora). Viola Davis até postou que está “de pé e lutando com vocês, Brasil”. Eu ainda não vi Viola Davis desembarcar no Rio e ir na favela da Maré, mas deve estar fazendo isso em segredo.

Continuar lendo “A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras”

Quando chega a hora do médico dar as más notícias

Lidar com a vida e a morte diariamente mexe com as pessoas. Elas acabam ou se envolvendo demais, ou tendo que ficar à parte, ou não aguentaria tanto sofrimento alheio, muitas vezes sem poder fazer nada, outras lutando bravamente, para um desfecho que não gostaria, e isso se resume a um ser humano perder a vida; para, depois, ter que dizer aos entes queridos daquela pessoa que as coisas não correram como eles imaginavam.

Continuar lendo “Quando chega a hora do médico dar as más notícias”

O problema da complacência

Há um problema sério hoje em dia. É uma coisa séria e as pessoas estão ignorando. O Tio Bem ensinou há muito tempo: grandes poderes trazem grandes responsabilidades, mas as pessoas estão ignorando isso. Acham que não devem ser responsabilizadas por quaisquer burradas que por ventura venham cometer. Afinal, inventaram que não devemos culpar a vítima. Mas em muitos casos, a culpa É, SIM, da vítima.

Continuar lendo “O problema da complacência”

Ghostwatch: o programa da BBC que enganou uma nação e causou uma morte

Hoje, estamos acostumados com os programas chamados “reality shows”, que efetivamente não tem realidade alguma. No Discovery Home & Health (o qual eu chamo de Discovery Casa Cláudia) traz diferentes tipos deles. É confeitaria mostrando como atende os pedidos, é um casal retardado disputando se ajuda uma família comprando uma casa nova ou reformando a antiga, é aqueles Master Chef que ninguém leva para dentro da quadra do Salgueiro para fazer caldo de mocotó ou feijoada pro pessoal etc.

Mas nos anos 90 isso não era muito comum. Até a BBC inventar de brincar de investigação paranormal e isso acabar em morte.

Continuar lendo “Ghostwatch: o programa da BBC que enganou uma nação e causou uma morte”

YouTubeiro usa um livro como colete à prova de balas. Darwin diz: “not this time”

Nada pior que YouiTubeiro zuão. Eles se acham incrivelmente divertidos. Aí, apelam para pegadinhas e experimentos idiotas. Para ser rápido, porque estou com pouca paciência para blábláblá, um imbecil resolver se esperto bagarai. Este inútil chamado Pedro Ruiz olhou um livro, olhou uma arma e disse algo como “segura minha cerveja e me dá um tiro enquanto seguro este livro, pois ele vai segurar a bala”.

Versão TL;DR? O livro não era A Origem das Espécies, mas mesmo assim Evil Darwin selecionou o miserável. E esta é a segunda edição da QUINTA INSANA!

Continuar lendo “YouTubeiro usa um livro como colete à prova de balas. Darwin diz: “not this time””