Quando uma brincadeira de rádio se tornou fatal

Rádio é um incrível veículo de massa. É um poder fenomenal, mas você sabe o que o Tio Ben pensa sobre grandes poderes. E foi uma irresponsabilidade que causou uma morte. Uma morte que seria evitada com uma única palavra. Mas essa palavra não veio e aconteceu o que aconteceu: uma família perdeu a sua mãe. Continuar lendo “Quando uma brincadeira de rádio se tornou fatal”

A Verdadeira História da Morte

Quando a Indesejada das gentes chegar
(Não sei se dura ou caroável),
talvez eu tenha medo.
Talvez sorria, ou diga:
— Alô, iniludível!

Manoel Bandeira

Se há uma coisa realmente democrática, essa coisa é a Morte. Ela chega para todos nós, brancos, negros, indígenas, amarelos, inuítes etc. Todo mundo nasce, todo mundo vive um certo tempo, todo mundo morre, e isso é válido para todos os seres vivos. Não por acaso, todas as culturas tiveram e têm sua representação da Morte; entretanto, a mais usual hoje – e que permeia a nossa imaginação – é o Ceifador, usando um manto preto, capuz escondendo o rosto e uma enorme foice, daquelas que é preciso usar duas mãos para se usar. O Ceifador (em inglês, Grim Reaper) tornou-se parte da cultura pop, um ícone reconhecido através o mundo em livros quadrinhos, programas de TV, filmes e jogos como um indefectível símbolo da Morte. Como chegamos nessa figura sinistra, que possui diferentes representações, inclusive fofinhas como a Dona Morte do Maurício de Souza? De onde veio esta figura?

Continue a ler AQUI >>

Quer dar um fim na vida? Vá para a Suíça

Eu gosto dos suíços porque eles são um povo muito civilizado. Eles resolveram o problema de quem quer se livrar de si mesmo. Como? Trazendo para a realidade o que era piada em Futurama.

Sim, meu amigo, sim, minha amiga. Você quer dar cabo a si mesmo~? Bem, na Suíça não tem Morro do Vidigal para você subir com uma camiseta escrita VIVA A PM, MORTE AOS TRAFICANTES. Assim, a maneira como eles encontraram de se conduzirem desta pra melhor foi criando cápsulas de suicídio. E não, não terá nada lhe impedindo! O conselho de revisão médica do país anunciou a legalização dos Sarco Suicide Pods esta semana. Não é maneiro?

Continuar lendo “Quer dar um fim na vida? Vá para a Suíça”

Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior

Você é daqueles que olha a notícia e fica pesaroso com mortes, assassinatos e violência extrema, achando que estamos, se não indo pro inferno, nos tornando o próprio. Nunca o mundo foi tão violento, certo? Nunca antes houve tantos assassinatos, não é mesmo? Pois pasme-se, jovem. Como sempre, você não sabe nada. A verdade é que as taxas de homicídio e demais expressões de violência estão caindo.

Sim, o mundo está melhor!

Continuar lendo “Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior”

Pesquisadores filmam gorilas velando seus mortos

Algumas pessoas pensam que humanos são diferentes dos outros animais, porque nós estabelecemos vínculos sociais. Lobos andam em matilhas, peixes em cardumes e elefantes em manadas. Alguns acham que nós somos especiais por velarmos os nossos mortos e sentirmos a perda, o que não é verdade. Gorilas também velam seus mortos, como mostrado nesta reportagem da National Geographic, e isso não foi um caso à parte. Entretanto, pesquisadores de Ruanda e na República Democrática do Congo puderam examinar de perto as respostas comportamentais à morte de três indivíduos entre um grupo de gorilas.

Continuar lendo “Pesquisadores filmam gorilas velando seus mortos”

Casos de sarampo aumentam em todo mundo. Brasil finalmente segue o munto inteiro. Eeeee!!! Ops!

Eu já noticiei antes, mas vamos pra mais uma notícia da série “Parabéns, Retardados”. Segundo a Organização Mundial da Saúde, os casos de sarampo aumentaram em 30% no mundo todo. Ótimo, né? Mas aqui no Brasil está tudo tranquilo, né? Se você acha que é tranquilo a ocorrência de mais de 10 mil casos de sarampo e 12 mortes pela doença até agora, então, ótimo, né?

Continuar lendo “Casos de sarampo aumentam em todo mundo. Brasil finalmente segue o munto inteiro. Eeeee!!! Ops!”

A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga

A senhora da foto é a dona Antônia Conceição da Silva. Dona Antônia era uma boa pessoa. Ela não incomodava ninguém. Era uma pessoa pobre, mas nem por isso fazia mal às pessoas. Você não sabe nada sobre ela. Ninguém sabe. Muito mal saiu uma notícia de jornal informando que essa pobre senhora foi assassinada de forma brutal. Foi estrangulada e morta a pauladas, e isso por dinheiro. Sim, ela foi assaltada, e seu assassino levou a vultosa quantia de 30 reais. Não trinta milhões ou sequer trinta mil. Trinta reais. Uma nota de vinte e uma de dez. só isso. Mas você não sabe., ninguém mais sabe.

Dona Antônia não era ninguém e para a humanidade continua não sendo ninguém.

Continuar lendo “A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga”

Adolescentes psicopatas queriam matar crianças, beber o sangue e comer a carne delas

Muitas pessoas são notadamente ruins. Outras são loucas, mesmo. De minha parte, poderia arrastar ambos pro mesmo lugar, escuro, úmido e fétido, de preferência jogando a chave fora. Um bom exemplo disso foi o que aconteceu na Flórida, ou melhor, o que ia acontecer se não tivessem descobertos a tempo: duas garotas (loucas ou psicopatas) resolveram que seria uma boa ideia atrair colegas de colégio no banheiro e matar geral, para depois beber o sangue deles.

Halloweenizando a maluquice generalizada, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Adolescentes psicopatas queriam matar crianças, beber o sangue e comer a carne delas”

A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras

Já fez 20 dias desde que Marielle, a famosa vereadora que ninguém conhecia até seu fatídico dia, foi assassinada junto com seu motorista. Todo mundo rasgou as roupas de consternação, prantou-lhe o seu ocaso, choraram e exigiram Justiça. Artistas internacionais como Viola Davis, Naomi Campbell e Lauren Jauregui (quem?) postaram nas redes sociais suas indignações, reiterando o grande trabalho que ela exercia (e quase ninguém aqui sabia, quanto mais lá fora). Viola Davis até postou que está “de pé e lutando com vocês, Brasil”. Eu ainda não vi Viola Davis desembarcar no Rio e ir na favela da Maré, mas deve estar fazendo isso em segredo.

Continuar lendo “A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras”

Quando chega a hora do médico dar as más notícias

Lidar com a vida e a morte diariamente mexe com as pessoas. Elas acabam ou se envolvendo demais, ou tendo que ficar à parte, ou não aguentaria tanto sofrimento alheio, muitas vezes sem poder fazer nada, outras lutando bravamente, para um desfecho que não gostaria, e isso se resume a um ser humano perder a vida; para, depois, ter que dizer aos entes queridos daquela pessoa que as coisas não correram como eles imaginavam.

Continuar lendo “Quando chega a hora do médico dar as más notícias”