Trump foi eleito. And now, Joseph?

E agora… nada. Donald Trump, o cara que muitos julgaram que era um azarão, que não tinha capacidade de passar nem das primárias, foi eleito nessa madrugada como presidente da tida como Nação Mais Poderosa da Terra. Não sei se este termo ainda é aplicável hoje, mas não faz diferença. Com isso, os Republicanos estão rindo de orelha a orelha. Concentram a maioria no Congresso, tanto na Câmara dos Deputados quando no Senado. Com a eleição de Trump, o Executivo e Legislativo estão sob domínio da ala conservadora.

Mas o que isso significa de fato?

Significa que você deveria aprender como funciona as regras do jogo. No jogo político, o seu mimimi e petições no Avaaz não servem para nada. Significa também que se você não sabe nem em quem votar para vereador, nem como as leis brasileiras funcionam, no mínimo, é sentar e observar e não dar palpite como os outros países devem conduzir sua política. Significa ainda que numa eleição, ganha quem erra menos. Significa por último que você tem que convencer o eleitor para que ele seja SEU eleitor.

Se você não entendeu nenhuma dessas partes, desiste do mundo político. Tente jogar dominó.

Com tanta chuva de acusações, com tantas reviravoltas, tia Hillary deu uma de Vasco da Gama e ficou com o vice, que segundo o Senna, é o primeiro dos últimos. Apesar de todas as acusações, apesar de ser maluco, arrogante, prepotente, misógino, racista, xenófobo e falar um monte de bobagens, Trump foi eleito democraticamente.

Trump ter sido eleito é bem simples de explicar. com problemas na economia e no ramo social. com terrorismo batendo às portas, com o imenso fluxo de refugiados, é comum que haja aumento do nacionalismo e um desvio para a Direita Conservadora. quem reclama disso é o mesmo que denuncia os ataques sexuais dos imigrantes na Europa e dos atentados que ocorreu na Bélgica e na França, só para citar dois exemplos. As pessoas ficam com medo. O primeiro que mostrar uma posição mais firme e cometer menos erros ganha o caneco. Olhe ao longo da história e veja se eu não tenho razão.

Se o Trump foi eleito, é sinal que o eleitor gostou do que viu… ou quase.

Nos EUA, o voto não é direto. VOCÊ não elege o presidente. Você escolhe os delegados que – esses, sim – elegerão o presidente. Por isso, dá números discrepantes, como alegarem que o voto individual deu Hillary. Pouco importa. Num regime de colégio eleitoral, ganha quem agrada aos delegados. Também deve-se levar em conta que a grande maioria do que seria os eleitores de Hillary Clinton, que seriam negros, hispânicos e jovens, não foram votar, já que o voto não é obrigatório, e o índice de abstinência nessa faixa foi de 45%.

Dia de votação sequer é feriado; vai quem quer. Como aconteceu com o Brexit, quem foi votar foram as pessoas de mais idade e fundamentalmente mais conservadoras. Tinha que dar no que deu. A geração mimimi e do textão ficou em casa postando hashtag. A velharada do radinho de pilha e TV de tubo é que efetivamente levantou a bunda do sofá brocado e foi lá pegar fila, a despeito de todas as celebridades praticamente implorarem para as pessoas irem votar. Bem, não foram, e não adianta reclamar agora.

E o Brasil, como fica? A curto prazo? Vai ficar na mesma mediocridade de sempre. A médio prazo? Sou capaz de imaginar que vá mudar pouco. A longo prazo pode acontecer qualquer coisa, como um meteoro cair sobre nossas cabeças ou o Tiririca assumir como Presidente da Câmara (brincadeira, é mais fácil um meteoro, mesmo!). O pessoal que está lá nos EUA? Eu DUVIDO que serão expulsos, então parem de frescura, fingindo que se importam. E por que seriam expulsos? Preconceituoso? Não precisa, eles já são preconceituosos com quem já nasceu lá. A verdade é que não vão perder mão de obra barata. Liberdades? Direitos civis? Olha, eu me lembro que não só não foi na gestão do Kennedy as leis de direitos civis como ainda começaram a Guerra do Vietnã no governo Lindon Johnson. Acho melhor o pessoal meter na cabeça que o maniqueísmo Democratas são bonzinhos, Republicanos são malvados não funciona no mundo que não existe preto e branco, mas todos estão misturados no mesmo tom de cinza.

Se você tem a mania de achar que tudo é um eterno PT x PSDB, sugiro que tire a cabeça da bunda. Brasileiro tem a mania de ficar se metendo a (tentar) discutir o assunto, sendo que eleição americana é que nem baseball: todo mundo quer dar pitaco, finge que saca alguma coisa, mas na real ninguém sabe as regras, mas nem por isso deixam de xingar o juiz.

Por algum motivo louco, acham que o Trump vai realmente mandar construir um muro entre EUA e México, aumentar o arsenal nuclear, invadir países etc. a verdade é que não vai acontecer nada disso. Por quê? Porque lá o presidencialismo não é absolutista. Tudo ele dependerá de aval do Congresso, e mesmo os Republicanos não vão com a cara dele. Mais do que os Democratas, os Republicanos devem estar atordoados até agora com o como ele conseguiu chegar até agora e efetivamente ter ganho, e muitos dos congressistas republicanos são abertamente opositores do Trump. Sendo assim, os próprios Republicanos não vão deixar Donald fazer o que quer. Nem mesmo o Obama fez, não será o Trump, que pode ser maluco, mas ninguém vira bilionário sendo burro. Assim, mesmo que (e eu duvido muito) Trump solte alguma proposta de lei, sei lá, invadir a Amazônia para roubar nossos pandas, é muito improvável que o Congresso permita. Se passar, não é a culpa daquele maluco de cabelo esquisito, mas de quem não puxou as rédeas.

Claro, aqui no Brasil já tem gente criticando, pois Trump é um negacionista do Aquecimento Global, o que não significa muito pois o próprio Aldo Rebelo, enquanto Ministro da Ciência e Tecnologia, também é, além de darmos muitas vantagens a templos religiosos e aceitarmos cartas psicografadas como prova.

Está todo mundo em polvorosa, começará a 3ª Guerra Mundial, invasões, fundamentalismo, ataques do ISIS, Apocalipse Zumbi. Claro, isso explica porque nossos índices escolares são tão ruins, pois pessoal não sabe o que causou as guerras mundiais, as campanhas napoleônicas, a queda da Iugoslávia, ascensão e queda do 3º Reich e do Regime Soviético etc. querem opinar, mas falta-lhes conhecimento, conteúdo, cultura e inteligência.

A democracia é assim, e é a regra do jogo. Você aceitá-la ou não é irrelevante. Se não gostou, vem a fórmula: faça melhor para ser eleito. Entre como alguém importante e mude as regras do jeito que você quiser… e puder. Caso contrário, senta e aceita, que dói menos.

Se eu apoio o Trump? A política é muito importante para você confiar apenas nos políticos e deixar tudo a cargo deles; óbvio que não confio, assim como não confio na tia Hillary e nem no Harambe (não sabe quem é? Pois é. O maniqueísmo Republicanos e Democratas faz isso, mas é a mania Nós x Eles que impera). Querem mudanças, querem democracia, mas quando a democracia faz algo que não querem, reclamam. Bem, democracia é isso: uns ganham, outros perdem. É algo maior que você e seus sonhos tão mesquinhos, que serão triturados pelos moinhos da vida, como diria o Cartola.

O mundo é muito mais complicado que o seu copinho de nescau.

16 comentários em “Trump foi eleito. And now, Joseph?

  1. Dr.André, sei que minha pergunta quase(digo quase pq foi falado que Trump é um negacionista) não tem nada relacionado ao post, mas,queria saber, O Dr. acha que o ser humano consegue alterar o clima de um planeta? Não seria o aquecimento global um evento “comum” em nosso planeta, muito antes das fábricas e indústrias?

  2. O pior de tudo é que Hillary e Trump eram muito ruins, mas ninguem sequer cogitou votar nos outros 8 candidatos.

    Parece que a mentalidade PT x PSDB não se restringe só ao Brasil.

  3. Também acho que ele vai frustar muito dos seus eleitores que acreditam que ele irá criar um paraíso WASP, bluecollar-working-people. O problema é que os os xenofóbicos e racistas só vão ganhar mais força.

  4. Votos diretos elegeram o Tiririca e se bobear elegerão o Jair Bolsonaro. O problema lá é que o pessoal descolado NÃO FOI VOTAR.

    Depois ficam se questionando pq não colocam voto facultativo aqui. Daria em algo pior ainda.

    1. Sim isto é verdade,segundo algumas pesquisas,acabou de que 46.9% dos Americanos não votaram,ou seja,praticamente metade da população não votou,e por isto ocorreu o que ocorreu,fora os protestos dos Democratas que por causa de não irem votar,Hillary Clinton acabou não ganhando(mesmo ganhando por voto popular).

      Outros especialistas apontam que por causa de pessoas que votaram em um terceiro partido(cerca de 1.7%) fizeram com que Hillary acabasse não ganhando.

      Mas eu acredito que o voto não obrigatório seja de certa forma melhor mesmo,pois se o cidadão tem direito de votar ele deve ter o direito de não votar também.

      Aqui da toda essa palhaçada no Brasil,por que a maioria da população não leva a sério as votações,e acaba que ocorre esses casos de por exemplo do Tiririca.Se bobear o Jair Bolsonaro será o próximo presidente,pois pelo jeito,há muitos brasileiros que querem votar nesse fascista e homofóbico.

      1. Acho que o voto facultativo não é a melhor opção,pois com voto facultativo poderia acontecer (quase certo) de candidatos ligados a certas instituições religiosas acabem se elegendo mais facilmente pela manipulação dos pastores,um exemplo do que poderia acontecer foi a cidade do Rio de Janeiro.
        http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/eleicoes/2016/noticia/2016/10/eleicao-no-rio-tem-13-milhao-de-abstencoes.html
        Agora imagine a possibilidade de o voto nulo ser validado tendo peso para anular uma eleição em primeiro turno(claro que não seria só validar o voto nulo,teria que revisar outros aspectos do sistema eleitoral).

        1. Eu só não digo que nunca li tanta bobagem na minha vida, pois eu sei que daqui a alguns minutos lerei algo tão imbecil, estúpido e retardado (senão mais) que este texto.

          Pessoal não consegue nem eleger quem ele quer de governo, quanto mais este sistema idiota.

  5. Na verdade,existia sim outros candidatos,inclusive um que estava com aproximadamente 2% dos votos da população,o problema é que a maioria das pessoas nem sequer sabia que existia uma terceira opção,e ai foi o que deu,com as investigações do FBI sobre a Hillary até alguns Democratas votaram para o Trump,e acabou que ele ganhou.

Deixe uma resposta para Marcelo Paz Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s