Para canal de TV, o Sol é uma bola de fogo e vai nos cozinhar vivos

Eu sou um homem velho. Sou do tempo que o canal National Geographic era sobre Geografia, o Discovery era sobre Ciência e o History, sobre História. Agora essas bagaças viraram caça-níqueis trazendo gente maluca pelada num reality, que se fosse real mesmo, a taxa de sobrevivência seria medida em horas. Mostra gente comprando quinquilharias (e tudo real, o cara já chega arrumado, e com vários “especialistas” presentes) e malucos conspiracionistas com alienígenas, jesus, Jesus é um alien ou coisas loucas nesse sentido.

Agora, bom mesmo são os sites e os perfis nas redes sociais, em que compartilham todo tipo de insanidade que seria rebatida por qualquer criança matriculada num colégio que presta.

Sendo assim, façamos um favor aos jornaleiros com mais um capítulo do LIVRO DOS PORQUÊS!

Um dos meus preferidos em insanidade é o Canal History, principalmente seus perfis em redes sociais. Ainda hoje, eles soltaram esta maravilha no Twitter:

//platform.twitter.com/widgets.js

Superlabareda, History? Por quê? O Sol agora é um pedação de papel pegando fogo enquanto a Lua é feita de queijo?

Examinando o texto (sim, sou masoquista, às vezes), vejo que um grupo de pesquisadores da Universidade de Warwick (quem?) publicou um artigo (qual? onde?) que fala que uma estrela observada poderá ter uma física idêntica à do Sol (hein?) e que isso significaria que o nosso Sol tem o poder de produzir uma labareda de mais de 1 bilhão de megatons. Gostaram? Vamos ensinar como se escreve um artigo de divulgação científica.

Chloe Pugh é doutoranda e trabalha no Centro de Fusão, Espaço e Astrofísica. Felizmente, ela não é uma dessas boçais que fica chilicando que é preciso ter mais mulheres no STEM (Science, Technology, Engineering and Mathematics) porque ao invés dela ingressar num curso de Humanas, ela preferiu uma carreira no STEM. Como ela não gosta de andar nua nem se masturbar em praça pública, Chloe resolveu estudar estrelas, em especial quando elas descarregam colossais ejeções de massa coronal.

Estrelas basicamente são feitas de plasma, gases hiperaquecidos a temperaturas absurdas. Só a atmosfera dessas estrelas são mais “frias”. São tão frias que para você ter ideia, o núcleo da Terra é mais quente que a superfície de nosso Sol. Estrelas não são lindinhas bolas de fogo, porque não tem fogo lá, porque não há combustão. A imensa massa que elas possuem fazem com que núcleo atômicos sejam esmagados, tornando-se outros elementos e gerando uma quantidade estupenda de energia. Essa energia é emitida sob a forma de calor e emanações eletromagnéticas.

Se temos emanações eletromagnéticas, CLARO, temos campos magnéticos. O campo magnético do Sol é emaranhado e fica torcendo e retorcendo, que o Giliardi está procurando até hoje (se você riu, é velho). Esse campo magnético acaba sofrendo fica se “esticando” e se “retraindo”, as linhas de campo acabam mudando o padrão de conectividade em relação às suas fontes e é a isso que chamamos “reconexão magnética”.

Como todo bom elástico, mesmo como metáfora, quando o campo magnético se estica demais, ele arrebenta e impulsiona massa coronal para longe do Sol, acarretando isso:

Isso que você está vendo é massa coronal, não é chama, não é fogo, não é nenhuma labareda!

A pesquisa de Chloe baseia-se em observações com o telescópio espacial Kepler da estrela binária KIC9655129. Essa estrela teve uma imensa descarga de massa coronal, que em inglês é escrito como “superflare”, mas o pessoal do History traduziu como superlabareda.

FLARE

  • a :  a fire or blaze of light used especially to signal, illuminate, or attract attention; also :  a device or composition used to produce such a flare

  • b :  an unsteady glaring light b : solar flare; also :  a sudden increase and decrease in the brightness of a star often amounting to a difference of several magnitudes

  • Inglês de CCAA e Google translator não faz nminguém grande
    – Mestre Yoda

    A estrela emitiu um brilho absurdamente intenso, com uma potência equivalente a 100 milhões de megatons, ou seja, sabe a bomba Tsar, a bomba de hidrogênio mais fodástica ate hoje construída? Pois é, seu poder destrutivo ficou entre 50 e 57 megatons. Mas parte dessa energia ficou aqui na Terra,m quando a emissão coronal vista se espalha pelo espaço. Claro, acontecer perto da Terra não seria muito legal, principalmente para os aparelhos eletrônicos. A Chloe, provavelmente querendo causar, traçou um paralelo dizendo que o nosso Sol poderia emitir uma ejeção dessas com poder de um bilhão de megatons. Vamos com calma, menina!

    A pesquisa foi publicada no periódico The Astrophysical Journal (aprende como se faz, History. Não pegue notícia da edição em espanhol da ABC) e, curiosamente, o foco da pesquisa não é que o nosso Sol vai mandar todo mundo pra vala (ele vai, mas não dessa forma). O paper é sobre períodos em que ocorre multipulsações periódicas que liberam estas super ejeções. Só isso. Então, vamos parar de besteiras, seus jornaleiros. Ao invés de copiarem outros jornaleiros, experimentem fazer o dever de casa, de preferência, pegando um telefone e ligando para o Observatório Nacional, INPE ou alguma Universidade.

    17 comentários em “Para canal de TV, o Sol é uma bola de fogo e vai nos cozinhar vivos

    1. Cacete… A Tsar, com todo aquele poder de mandar um milhão de comentaristas de portal para a vala, se torna nada quando diante de uma estrela…

      E eu achando que sabia bastante sobre o universo…

      MANDA MAIS, PROFESSOR!

    2. Durante os anos que acompanho o Cet.Net aprendi três frases que fazem o Prof. André tirar os óculos, fechar os olhos, colocar uma mão no rosto e abanar a cabeça pensando “em que mundo eu vivo?”
      – O Sol é uma bola de fogo flutuando no espaço;
      – A bíblia já comprovou;
      e
      – Química? Serva para nada!

    3. History Channel.
      Sinceramente, André e colegas comentaristas, algum de vocês ficou surpreso ao ver que tal “notícia” era do HC?
      Há algumas semanas, isso aí foi postado, mas dessa vez, no Facebook:

      GRANDE DESCOBERTA: NASA ENCONTRA ÁGUA EM 5 PLANETAS! Pela primeira vez na história da ciência, os astrólogos conseguiram medir e comparar as distintas quantidades de água existente em outros planeta.

        1. Pena que sempre haverá um André Basílio, Enézio e páginas que defendem a Terra plana sendo levados a sério.

            1. Que nada, não é preciso tanto, é só gritar como um maluco, “chingar” tudo e todos, falar do quanto a mídia manipula e dizer que quem discorda de qualquer uma de suas ideias é alienado.
              Ironias à parte,acho melhor eu parar por aqui, sinto cheiro de desvio do assunto.

    4. Exatamente o que eu vivo dizendo. Dizem que a Globo manipula as pessoas porque so coloca novela, mas não conseguem entender que ela só coloca novela pois é isso o que as pessoas querem ver.

      1. Na União Soviética, a televisão é manipulada por VOCÊ!
        Parece até aqueles que dizem que as indústrias farmacêuticas escondem as curas de doenças.

      1. Aproveitando, uma pequena história:

        Sofativista: Futebol é o mal do Brasil, se não tivesse futebol o Brasil seria um país sério!

        Eu: Mas Alemanha, França e Inglaterra são tão fanáticas por futebol e mesmo assim são países de primeiro mundo.

        Sofativista: (com ódio) Mas eles não param de trabalhar na copa… só no Brasil blá, blá, blá…

        Eu: Param sim pra ver os jogos e quando a Alemanha ganhou o tetra deles ele comemoraram a noite toda…

        Sofativista:….

    5. É assim mesmo. E piorando. Estava dando aulas de Word para alguns alunos e – não lembro porquê – coloquei na lousa: Sol – estrela mais próxima da Terra. Uma das alunas (12, 13 anos) criticou; “O Sol é uma estrela, prof?!?!? Pelo amor de Deus!!!”.
      COMO – numa época de TV, internet, revistas, uma mocinha não sabe isso? E ela estava falando sério!!! Tive que mostrar na Wikipedia… E ela respondeu: Noooooossa: é mesmo!!! :”'(

    6. Esse texto me fez lembrar da época em que eu chegava ansioso da escola e, depois, faculdade, para poder assistir O Universo no History. Alguns anos depois, quando começaram a falar muito de Nostradamus, percebi que algo estava errado e achei que o canal estaria afundando. E assim foi.

    7. Cheguei tarde aqui, pena que não vi essa “desnoticia” do History, quem dera, parei de assistir TV faz alguns anos, ainda bem!…

    Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

    Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

    Logotipo do WordPress.com

    Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

    Foto do Google

    Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

    Imagem do Twitter

    Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

    Foto do Facebook

    Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

    Conectando a %s