Perseverance e os seus próprios 7 Minutos de Terror


Adoro  ver a NASA dando significados científicos pros acrônimos que arruma

Quão difícil é pousar com segurança em Marte? Tão difícil que muitas mais tentativas falharam do que tiveram sucesso. A próxima tentativa será na quinta-feira, 18/02/2021. Pousar é tão difícil que os técnicos da NASA chamam de Sete Minutos de Terror, e eu até já falei sobre ele antes, quando o Curiosity pousou em Marte em 2012. Agora, mais um rover está a caminho: O Perseverance, pois só a Perseverança alcança o sucesso!

Continuar lendo “Perseverance e os seus próprios 7 Minutos de Terror”

A noite sonhadora e bela dos céus da Turquia

Há muitos canais com vídeos em lapso de tempo. De vez em quando, eu vejo um e posto. Eu acho fantástico, mágico. estou em outro continente vendo o céu noturno que eu não poderia ver por motivos de coordenadas geográficas e por causa da nossa pegada humana, vestígios de nosso sucesso como civilização: a luz artificial.

Continuar lendo “A noite sonhadora e bela dos céus da Turquia”

As prateadas fases de luar para 2021

Olá, como estão as férias de vocês? Ops, vocês não estão de férias, nem passeando nem se divertindo nem nada que um ser humano normal faz quando está de saco cheio de tudo e tem uma brecha no tempo? Que pena! Eu estou aqui curtindo meu tempo. Onde estou, o ar é limpo e posso ver o céu estrelado, o nascer do Sol e o brilho da Lua ainda que não seja exatamente o brilho dela, mas quem se importa com extrema correção científica? Continuar lendo “As prateadas fases de luar para 2021”

O balé de Júpiter

Júpiter em seu poderio gravitacional gigantesco é um sistema completo só para ele. Sua vastidão é esmagadora, só sendo superado pelo Sol. Ainda assim é belo ao se passar por cima dele. Sua imensa nuvem de gases e a fantástica tempestade que dura séculos (e é muito maior que a Terra) revolvem num balé mágico e lindo de se ver.

Continuar lendo “O balé de Júpiter”

TESS e as observações do céus amigos do norte

O TESS é o Transiting Exoplanet Survey Satellite (Satélite de pesquisa em trânsito de exoplanetas) tem como missão vasculhar o céu em busca de exoplanetas ao redor de estrelas brilhantes próximas. Ao examinar o céu aparente do hemisfério norte, o TESS dá aquela fuxicada para saber quais os potenciais de encontrar um planeta semelhante ao nosso ou de qualquer outro do Sistema Solar, de forma a pensar naquela velha hipótese: estamos sozinhos?

Continuar lendo “TESS e as observações do céus amigos do norte”

A múltiplas cores da Lua

Todos nós sabemos a verdadeira cor da Lua. Ela com seu branco límpido, lisos e perfeitos, cujos raios prateados iluminam nossa existência. Bem, ela não é branca, não tem uma cor límpida, não é lisa, nem perfeita; sequer mencionarei a parte dos raios, já que não somos como os redatores da Bíblia e sabemos que ela não tem luz própria.

Ainda assim é bela. Continuar lendo “A múltiplas cores da Lua”

O que sabemos sobre Enceladus?

Enceladus é o incrível mundo gelado do sistema de Saturno. Seus mistérios ainda estão sendo descobertos aos poucos, mas já sabemos muito sobre ele; mesmo porque, uma mísera informação a mais já é muito mais do que se sabia até então. Sua brilhante superfície reflexiva feita de gelo e metano em forma sólida o faz o astro mais brilhante se só levarmos em conta os corpos sem luz própria.

Continuar lendo “O que sabemos sobre Enceladus?”

Sonda dá um tapão na pedra e pega o pó

A missão Osiris-REx (Origins Spectral Interpretation Resource Identification Security Regolith Explorer) é uma missão do Programa New Frontiers, depois de Juno e New Horizons, todos da NASA, mas com participação de outros países. O lançamento ocorreu no dia 8 de setembro de 2016, consistindo em filmar, fotografar, estudar e coletar amostras do asteroide 101955 Bennu, um asteroide carbonáceo. Mas como seriam coletadas as amostras? Ora, dando um porradão no asteroide, ora! Continuar lendo “Sonda dá um tapão na pedra e pega o pó”