Supercomputação pode emular mais de 500 bilhões de neurônios. Quero uma aspirina

3 anos de pesquisa são muita coisa e nada ao mesmo tempo. Pensamos que que a Ciência caminha a passos lentos, e até não estaríamos errados ao pensarmos que modelos cosmológicos começaram nos tempos de filósofos pré-socráticos, para depois os pós-socráticos até que seu vizinho resolveu apontar a luneta pro céu, já que a vizinha estava com frio e fechou as cortinas. Mas também a Ciência é rápida. Desde a confirmação da existência do átomo por Albert Einstein, analisando o movimento browniano até uma bomba atômica cair em Hiroshima demorou cerca de 40 anos.

Em 2009, a IBM anunciou um progresso significativo para a criação de um sistema de computador que simula e emula as habilidades do cérebro; mas parece que eles resolveram desdenhar a ignorância e partiram logo para a boçalidade em termos tecnológicos, criando um sistema capaz de emular muitos BILHÕES de nossos queridos neurônios.Sim, pode começar as piadinhas sobre o Skynet, exterminadores ou mesmo o Bender. Eu aguardo.

Enquanto nós, o supra-sumo dos animais intelectuais inteligentíssimos que mal sabe limpar a bunda depois de ir no banheiro, temos ridículos 100 bilhões de neurônios (apesar de pesquisas indicarem que este número não passa de cerca de 86 bilhões), os pesquisadores da IBM Research, Almaden, em colaboração com o pessoal do Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA) desenvolveram um sistema computacional capaz de emular e simular cerca de 533 bilhões de neurônios, mediante o projeto Systems of Neuromorphic Adaptive Plastic Scalable Electronics (SyNAPSE).

Eu postei a respeito no longínquo ano de 2009.

Ok, você já deve estar pensando em Inteligência Artificial, ciborgues pouco amistosos, nas 3 Leis da Robótica e em filmes que fazem miscelânea de Pinóquio com Mad Max, mas não é bem assim. Seria como se eu pudesse determinar todas as substâncias químicas do meu corpo, dosá-las e atirar num caldeirão, esperando que saísse outro André de lá, mas isso não vai acontecer. Praticamente, o que estão criando é um hipermegamotherfucker computador, mas não muito mais que isso, apesar de já ser muita, muita coisa. Mas temos que nos resguardar que somos produto de incontáveis modificações, mutações, adaptações e seleções por vias naturais ou não, mediante todo o processo evolutivo que já conhecemos. Ainda assim, o projeto SyNAPSE é fantástico pela gama de tecnologia empregada e que até mesmo teve que ser inventada.

Na conferência Supercomputing 2012, que aconteceu na semana passada, a IBM apresentou seu bebê, uma máquina não-von Newmann (você leu meu outro artigo, não leu?) . Praticamente, o "PlayStation de Adulto" tem 262.144 CPUs, e 256 TB memória, os quais, se você comparar com as especificações de 3 anos, terá uma surpresinha.. Esta COISA alcança uma escala sem precedentes de 256 milhões de núcleos neuro-sinápticos contendo 65 bilhões de neurônios e 16 trilhões de sinapses. Isso chega a dar dor no meu cérebro.

Claro, não há ainda uma simulação realista de um cérebro humano completo, conforme é dito no trabalho, cujo PDF você poderá ler AQUI. Ainda não será agora que o sonho da Inteligência Artificial será atingida nos moldes das histórias de ficção científica, onde nem mesmo conseguiremos algo como um robô maníaco-depressivo. Mas a robótica não era o que pensávamos e se não temos a Rose, conseguimos muitas outras coisas fantásticas. Sobre a notícia, não fique tristinho, tem videozinho para lhe alegrar:

Meu bisavô exclamava "Deus já deu saber demais ao Homem!". Mediante sua maneira de pensar, ele estava certo. Nós sabemos muito e a vantagem é que nosso cérebro consegue saber mais e mais, além de criar um cérebro que possa saber mais e mais, embora não da mesma maneira. Não sabemos para onde a computação está nos levando nem como estamos levando a computação. Alan Turing ficaria gratamente surpreso por saber como o mundo que ele ajudou a criar está se desenvolvendo, ainda que em nosso dia-a-dia não tenhamos essa compreensão.

Eu fico extasiado ao ver o que está acontecendo, mas triste por saber que nunca poderei ver o desfecho, já que não haverá desfecho, enquanto um simples cérebro estiver disposto a consumir energia procurando respostas e possibilidades e isso, muito dificilmente, uma máquina conseguirá emular.

3 comentários em “Supercomputação pode emular mais de 500 bilhões de neurônios. Quero uma aspirina

  1. Desde a confirmação da existência do átomo por Albert Einstein, analisando o movimento browniano até uma bomba atômica cair em Hiroshima demorou cerca de 40 anos.
    Posso estar enganado mas, pelo que me lembro, Einstein não confirmou a existência do átomo.
    O estudo (matemárico) de Einstein sobre o Movimento Browniano serviu para fornecer base (matemática) para a determinação da massa e dimensão dos átomos, não para a confirmação da existência dos átomos.

    1. Foi o que eu disse. Não havia nenhum argumento convincente para a existência do átomo, oque levou Boltzmann a cometer suicídio. Porque, no final das contas, não se pode provar exatamente a existência do átomo per se e sim dos seus efeitos e interações.

  2. Como assim não temos Bender ainda? Eu ainda tenho calafrios com as quantidades de velocidade e capacidade que eles aplicam conforme evoluem a pesquisa, 16 trilhões de sinapse… E eu me pergunto se meu cérebro chega a pelo menos 1 milhão.

Deixe uma resposta para Joseph K Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s