Grandes Nomes da Ciência: Martyn Poliakoff

O Manual do Ateu na missa católica
As estrelas que passam por nossas vidas

Divulgadores de ciência sempre temos nossas personalidades favoritas. Nunca escondi que Carl Sagan é o modelo que todos os que escrevem sobre Ciência deveriam ser. É injusto, no mais das vezes, termos que escolher um ou outro como preferido, mas isso vai de nossa opinião, onde sabemos que isso em nada desmerece o trabalho de outros. Entretanto, posso escolher mais um, na categoria "Ainda Vivos".

O meu amigo oculto cientista vivo favorito é alguém bem conhecido e muito provavelmente você deve ter visto um vídeo dele (a não ser que você tenha perdido vendo vlogueiros mimizentos) e ele é um dos mais conhecidos por traduzir a Química de forma simples e elucidativa (depois de mim, claro). Seu nome é Martyn Poliakoff.

O que eu gosto do tio Martyn é a forma descontraída como ele fala e se veste. Não, é sério! A foto acima não é nenhum "tipo" que ele criou. Aquela cabeleira é genuína e faz parte de seu modo de ser. Isso denota que ele é descontraído e aprendeu que a vida é importante demais para nos preocuparmos com coisas sem importância… como penteados, por exemplo. Eu não sei (e nem me importo muito) como vocês o veem, mas a visão do sujeito ativa áreas de meu cérebro responsáveis pela minha memória afetiva, pois, se colocarmos um jalecão verde berrante nele, tio Martyn ficará a cara do Beakman. Claro que se formos recuar um pouco no tempo, teremos outro personagem que nos alegrava em nossa infância.

O dr. Poliakoff (que eu ainda prefiro chamar de tio Martyn) estudou em Cambridge em 1969 e tirou seu doutorado em 1973). Sua tese era sobre a Matriz de Isolamento de Macromoléculas. Em 1972, tinha sido nomeado como Diretor de Pesquisa no Departamento de Química Inorgânica da Universidade de Newcastle. Em 1979, foi nomeado para uma cadeira no Departamento de Química da Universidade de Nottingham. Além de sua cadeira em Nottingham, tio Martyn é Professor Honorário de Química da Universidade Estadual de Moscou. Em 2008, ele foi agraciado com o título de Commander of the Order of the British Empire (CBE), por seus"serviços à Ciência" e é Membro Honorário da Sociedade Química da Etiópia.

Mas, para mim, ele ainda é tio Martyn. O tio contador de casos (com O e não E, pois usar anglicismos desnecessários é coisa de gente pedante, achando que é intelectual), de histórias e sobre como o mundo funciona. Seu trabalho mais conhecido não foi bem caçar o Robin Hood (que está mais pra ativista do MST do que pra heroi) e sim ser a estrela de vídeos da série Periodic Table Vídeos, onde ele fala sobre cada um dos elementos químicos, com sua calma e desenvoltura de quem realmente sabe o que está falando.

Tio Martyn nos deu o ar de sua graça aqui no Rio de Janeiro, onde ele visitou o Corcovado (e eu estou à beira do suicídio por não ter ido lá falar com ele). Lá ele mostra as semelhanças entre a estátua do Nazareno maluco Beleza e talcos. Antes que vocês pensem besteira, não, os dois não têm como peculiaridade serem passados na bunda.

Os vídeos de Martyn Poliakoff são fantásticos pela clareza de suas explicações. E se já não bastava uma Tabela Periódica de vídeos, temos uma tabela periódica com QR Codes.

Seus alunos também o têm em muita conta, pois deram de presente a ele a menor tabela periódica do mundo. Um presente mínimo em tamanho, mas enorme em significado, pois Martyn Polyakoff é um grande professor, um grande químico e um Grande Nome da Ciência.


Em tempo, este é o QRCode do Cet.net.:

O Manual do Ateu na missa católica
As estrelas que passam por nossas vidas

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!