Uma bomba de hidrogênio feita em casa

Ok, confesso: não é uma bomba de hidrogênio, segundo a definição própria de uma Bomba H. Uma bomba de hidrogênio, basicamente, é um dispositivo termonuclear que funde átomos de hidrogênio, produzindo hélio e liberando uma quantidade boçal de energia. A mais poderosa de todas as bombas atômicas recebeu o código RDS-220, mas é mais conhecida como Bomba-Tsar, lançada pela União Soviética em 30 de outubro de 1961, com o poder de seus arrogantes 57 megatons de fúria e destruição.

O vídeo a seguir é inofensivo, ou quase. Ele mostra uma série de explosões que ilustram o grau de inflamabilidade do hidrogênio e o que acontece quando chegamos um ponto de ignição perto do mais idiossincrático de todos os elementos químicos, mas quando você é o elemento que gerou todos os demais elementos do Universo, você pode ter lá as suas manias.


KABOOOOMMMMMM!!!

O vídeo faz parte do acervo do canal Periodic Table of Videos, e como sempre é apresentado pelo meu quimico favorito ainda vivo: Martyn Poliakoff. Ele mostra como um simples gás pode estragar o dia de muita gente. Os passageiros do Hindeburg não e deixam mentir.

O slow motion nos dá detalhes que não percebemos durante a detonação, onde vemos detalhes de como todo o gás malvadão se torna a plácida água ao reagir com o oxigênio. Nem de longe é o que acontece no interior das estrelas, nem chega perto dos primeiros instantes do Big Bang. É apenas um gás se inflamando e virando algo que conhecemos bem, e este algo é o que foi responsável por estarmos aqui. Então, de uma forma ou de outra, você aí sentado deve sua existência ao simples e humilde hidrogênio e seu singelo próton circundado por um distante elétron.

Para finalizar: o título é uma licença poética. Não seja imbecil de ficar repetindo isso em casa, porque fatalmente você não tomará os devidos cuidados. Os poderes da Química são fortes, mas poderosa também é a Força da Seleção Natural. Darwin te abençoe.

6 comentários em “Uma bomba de hidrogênio feita em casa

  1. Eu li um artigo em uma revista cientifica (faz muito tempo) que essa bomba de hidrogênio Russa assustou até mesmo os cientistas que a construíram, pois de acordo com o artigo eles não esperavam a potência que ela gerou, inclusive o referido artigo mencionou a hipótese de, a explosão sair do controle e reagir com o hidrogênio presente na atmosfera e a terra se transformar em um pequeno sol, sei que parece absurdo, e talvez hoje esse artigo da referida revista provocasse risos, mas na época, lembro-me bem, ficamos assustados pois eu ainda era um menino e era os anos da guerra fria, alguém já leu a esse respeito?? :?: :???:

    1. @sergiobiju, medo infundado. A temperatura necessária para se iniciar um processo de fusão dos átomos de nitrogênio presentes na atmosfera é alta demais, os cientistas envolvidos no projeto Manhattan já haviam descartado essa hipótese antes de realizar o teste da Trinity.

  2. essa experiência que está no vídeo, minha professora de ciências na escola SENAI repetiu de uma forma diferente (lá pelos idos de 1976/79). Ela fazia eletrólise da água com dois terminais de cobre dentro de tubos de ensaio, numa caixa de vidro cheia de água, ao passar a corrente elétrica (não me lembro se no meio liquido havia uma solução salina) separa-se hidrogênio do oxigênio,cada um dos gases sobe por um tubo, ela aproximou um bico de bunsen do tubo com hidrogênio e BUM, explosão, como no caso da bexiga que aparece no vídeo. me corrijam se eu estiver errado, bom artigo :shock: ;-) Andre

    1. Se sua professora tivesse usado uma solução salina (cloreto de sódio, por exemplo), ela teria produzido gás cloro também. É quase certo que ela preferiu usar solução de soda cáustica, onde libera hidrogênio e oxigênio, cada um em um terminal.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s