Tag Archives: divulgação científica

A má compreensão sobre a Ciência

A má compreensão sobre a Ciência leva a pensamentos tolos e mesquinhos. As pessoas, na verdade, não passam de hipócritas, pois usam computadores, notebooks, tablets e celulares para dizer que Ciência não serve para nada. A Big Pharma é um câncer e o que é bom mesmo é ir na sua igreja ou qualquer outro templo religioso, mas na hora que o calo aperta, correm para a primeira farmácia. A pura hipocrisia.Este tipo de pessoa adora os presentes que a Ciência dá, mas não das perguntas que a Ciência faz. Perguntas demandam pensar e responder, e essa tosqueirada não quer pensar, mas acreditar.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer que acreditem em você? Melhore o som e não o conteúdo

Como determinar o que é verdade e boato? Como as pessoas parecem preferir tanto os boatos do que as informações verdadeiras? Bem, o marketing aprendeu há muito, muito tempo que não basta ter um bom produto. É preciso saber apresentá-lo. O hábito faz o monge? Sim, faz. E por “hábito” o dito está se referindo ao traje. Assim, a forma como você apresenta um material terá impacto na aceitação deste material, e isso serve até para divulgação científica, conforme um trabalho publicado demonstra.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Por que sites e canais falando besteira têm mais divulgação que os que trazem informação?

Várias pessoas lamentam nas redes sociais o conteúdo lixo das próprias redes sociais e em diversas mídias. Reclamam que há pouca divulgação de Ciência, enquanto a área “Em Alta” do YouTube é um reservatório de esgoto fétido. Reclamam que só compartilham bobagens e a pseudociência impera. Escuto que meu canal, assim como outros divulgadores científicos, é de suma importância, mas… bem, vamos resumir o que está acontecendo numa simples mensagem.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Os melhores artigos de 2017 parte 2

E aqui estamos de novo. Ontem foi a parte 1 dos melhores artigos do ano de 2017. Aqui vai a minha segunda relação.  Tem horas que eu penso se não exagero. Outras vezes eu queria colocar mais artigos.  Muitos desses links relembrando os artigos não são clicados, eu bem sei disso. Mas e uma forma de eu me lembrar. Muitos deles eu sequer lembrava que escrevi e passar por cada um deles me faz querer reler tudo… e eu releio (mas não todos).

Bem, tai a minha relação. Vocês podem colocar seus artigos favoritos nos comentários, também. e se vocês clicarem em pelo menos um link se lembrando junto comigo do artigo que eu escrevi, será algo muito importante.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Os melhores artigos de 2017 parte 1

Todo ano eu coloco uma seleção daqueles que eu considero os melhores artigos. Claro, muitos eu tenho que deixar de fora. Gosto de todos eles. A seleção é na base de “hummm, esse, esse não, aquele sim, esse outro…”. É praticamente a minha opinião de como eu me lembro do artigo e como eu o escrevi.

Esta é a parte um desta seleção (serão duas partes, no total). Que tal vocês colocarem a seleção de vocês nos comentários?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Cães são mais espertos que gatos, de acordo com neurociência (guaxinins são mais espertos)

Nós, carnívoros, somos mais inteligentes. Isso é um fato incontestável. A ingestão de proteína animal fez nos cérebros crescerem mais que que os de herbívoros estritos. Lamento, mas é assim mesmo. Um gato é mais esperto que um chinchila, um tigre é mais inteligente que uma zebra e eu nem posso me comparar com um comentarista de portal de notícias, já que este último não subiu na escala evolutiva para algo acima de um fungo.

Os cérebros de animais carnívoros e onívoros também são diferentes, principalmente porque grandes animais têm gastos energéticos maiores e padrões de alimentação não-confiáveis. O alto custo metabólico pode colocar grandes felinos, por exemplo, em risco. Animais pequenos, entretanto, conseguem desenvolver maior números de células do córtex cerebral (a parte mais “espertinha” do cérebro) por volume cerebral. Ou seja, apesar de ursos terem cérebros maiores, não possuem maior número de células corticais proporcionalmente se comparados com um gato ou um cachorro. Aliás, se formos ver por isso, cães possuem maior número de células corticais que gatos. Sim, o Spike é mais esperto que o Tom.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

A Marcha Pela Ciência

Eu sou do tempo que quando queriam fazer algo sem efetivamente fazer nada iam rezar. Aliás, esta técnica ainda é usada até hoje. Claro, em tempos de redes sociais, isso mudou. Agora temos o “precisamos falar de XYZ” (só isso. Ninguém fala nad; e se falar, saem palavras vazias). Também tem as petições online. Um monte de assinatura e pronto, resolveu-se. SQN! Então, seguindo os moldes de grandes iniciativas tipo o Viva Rio, que pretende discutir a miséria da população passeando pelo calçadão de Copacabana, inventaram de fazer uma Marcha Pela Ciência.

A Marcha Pela Ciência é algo muito incrível. Um monte de pessoas passeando por ruas vazias em pleno domingo. Não incomoda, não mexe no trânsito, ninguém vê. No máximo, acompanha pela Internet, para depois ver um vídeo de gatinho. E sim, claro, eu fiz um vídeo sobre isso.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Como fazer uma Feira de Ciências

É modinha muitos colégios fazerem Feira de Ciências. Modinha? Sim, apenas modinha. A verdade é que não se aprende nada de uma maneira geral. Isso está se generalizando, por sinal. Com o advento do YouTube e iniciativas como o Manual do Mundo, agora todo mundo acha que sabe fazer feira de Ciências. Inclusive, alguns professores também têm esta concepção. Direção de colégio só faz para ajudar a chamar a atenção de pais, num evento mais de marketing do que efetivamente aprendizado.

Bem, não se preocupe, pessoal. Uma hora o Caderno dos Professores ia voltar. Vamos aprender como fazer uma Feira de Ciências de verdade. E garanto que muitos de vocês não irão gostar do que irei falar. Ema! Ema! Ema!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Fidget Spinner… IN SPACE!!!

Randy “Komrade” Bresnik é astronauta. Ele está por aí, pelos espaços. Como todo astronauta ele se diverte trabalhando e explora essa diversão, compartilhando um pouquinho conosco. Sendo assim, ele levou um daqueles fidget spinners (que no brasil foi aportuguesado para Hand Spinner) pra Estação Espacial Internacional. É interessante como os rolamentos dos fidget spinner funcionam, mas o giro não é eterno. Não só por causa do atrito com o ar como até pela gravidade.

Já pensou se se pudéssemos tirar um desses fatores?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Com união, a Ciência pode, mas sem passear por rua vazia

O brasileiro tem sérios problemas em entender como a mais básica atividade humana funciona. Não, não estou falando de ir ao banheiro (se bem que larga maioria não sabe que é necessário dar descarga e lavar as mãos direito). Estou falando de política. Brasileiros ainda não entenderam como ela funciona, por isso, ainda ficam chocados com o que acontece nas notícias ou quando sai foto do Lula defendendo o Temer, PSDB se aliando ao PT etc.

Cientistas não entenderam isso, também. Querem que os políticos os adore, sem fazer nada por eles. Querem que a população os ame, mas se fecham nas torres de marfim. André quer divulgar ciência, mas isso não recheia Lattes, então, não falam comigo. Passeiam por ruas vazias, e acham que isso resolve. Até agora nada.

Então, me perguntaram como deveriam fazer.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας