A magnificência austral de uma aurora

Os Pólos (Norte e Sul) são os pontos mais extremos da Terra, em termos de distância, não de altura, lógico. Todos queriam ir até lá, vencer o desafio dos grandes oceanos e varar por terras congeladas. O Pólo Norte até é tranquilo em cmoparação ao Pólo Sul. Este, sim, é pros destemidos.

Continuar lendo “A magnificência austral de uma aurora”

Uma questão de referência

A Física é uma Ciência Exata; claro, você sabe disso. Entretanto, nem sempre ela lida com a exatidão. O que é exato é a forma como ela aborda certas questões. No contexto da Física dos movimentos, tudo depende de referenciais, inerciais ou não. O movimento não é absoluto e nossas impressões são enganosas.

Continuar lendo “Uma questão de referência”

Timelapse das tempestades

O vídeo desta postagem é magnífico, e como todo timelapse deu trabalho. Foi  composto por mais de 5.000 fotografias, tiradas em diferentes lugares, animadas para criar um lapso de tempo incrível. Não basta juntar as fotos, precisam ser tratadas e o vídeo editado, com uma musiquinha de fundo, porque ninguém é de ferro.

Continuar lendo “Timelapse das tempestades”

Sumérios ensinam como fazer cerveja. Prove você também

Cerveja é uma coisa que une nações. Ninguém fez amigos ao marcar com um pessoal para beber água mineral juntos. Cerveja está presente desde que começaram as civilizações, talvez até antes. Você sabe, Egípcios faziam cerveja; aliás, a mais antiga cervejaria do mundo foi encontrada lá. Os Babilônios tinham cerveja, os Hititas faziam cerveja, judeus faziam cerveja. Todo mundo fazia cerveja, inclusive o pessoal de Java na era pré-islâmica. Romanos faziam, mas não eram muito chegados na cerveja, mas o pessoal que ficava entre os dois rios (em grego: Mesopotâmia) adorava o suco de cevada.

Já pensou se você pudesse ter um saborzinho dessas antigas cervejas? Bem, você pode.

Continuar lendo “Sumérios ensinam como fazer cerveja. Prove você também”

O dominó que derrubou o arranha-céu

Tem um experimento muito interessante, criado pelo professor Lorne Whitehead e ficou conhecido como Domino Chain Reaction (reação em cadeia de dominó), publicado no American Journal of Physics, em 1983. Ele estipulava que ao se colocar peças pequenas de dominó enfileiradas, em que o primeiro dominó tivesse 5 mm, o último seria capaz de seria capaz de derrubar um prédio. Mas seria mesmo?

Este é mais um Livro dos Porquês. Continuar lendo “O dominó que derrubou o arranha-céu”

Casamento indiano fica animado, mas não da forma como os noivos gostariam

Na Índia, tudo é hardcore. A mínima coisa pode se tornar uma tempestade catastrófica. Até os casamentos tem que ser rox. Olha só, você se organiza para um casamento, e quando falamos de indianos, eles FESTEJAM MESMO! Às vezes, levam anos (sim, ANOS!) de trabalho árduo por parte da família da noiva, que arca com a maior parte das despesas e precisa organizar tudo. Então, com tudo na Santa Paz de Vishnu, em meio à cerimônia, o que acontece? Sai porrada no meio dos convidados e os noivos ficam na base do “mas hein?”

Sentando a porrada no bando de visitante sem noção, esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Casamento indiano fica animado, mas não da forma como os noivos gostariam”