Visionários brasileiros lançarão uma sonda para a Lua… algum dia

O Brasil é o país do futuro e o ano do Linux é definido por YEAR(NOW())+1. Vivemos com a cabeça nas nuvens, mas bem que poderíamos ter as patinhas no chão. Convenhamos, algumas coisas não são para o Brasil. Um exemplo disso é o vexame que passamos na nossa porquíssima participação na Estação Espacial Internacional. Eu tinha alertado que ia dar merda quando o Brasil foi convidado para participar do Observatório Europeu do Sul, o se mostrou não um mau-olhado, nem uma premonição, apenas uma comprovação que eu estou sempre certo. A Agência Espacial Brasileira não passa de um pulgueiro, cuja única coisa notável que conseguiu fazer foi criar um ICBM de matar pinguim.

Em dez anos, a SpaceX saiu do zero e passou a vender tecnologia pra NASA, cujos cientistas disseram que os módulos Dragon são coisa de ficção científica. Brasil manda satélite pro espaço, sem ter escrito software. Ou seja, um treco flutuando (eu sei!) lá em cima sem fazer nada. Se orgulham de um Cubesat, que é literalmente trabalho de escola. Mas agora estamos livres disso. Começou uma nova era na nossa aventura espacial. Estamos com idealistas que olham pro céu, apontam pra Lua e disseram “É lá que a gente vai!”

O Projeto Garatéa é a nossa resposta à SpaceX. Se eles puderam, nós TAMBÉM podemos!

A Missão Garatéa, segundo eles mesmos, tem o nome vindo do Tupi-Guarani “Busca Vidas”, e eu tenho certeza que eles se consultaram com alguém que fale Tui-Guarani para ter este insight. Aliás, antes de continuar, eu gostaria de saber que tara é essa de tudo ter que ter nome de índio, sendo que eles não chegaram nem no neolítico ainda, e o máximo de tecnologia que criaram foi uma canoa e uns arcos sem graça.

Continuando, Garatéa é “uma iniciativa Vingadores brasileira que procura promover a ciência no Brasil através de projetos fantásticos”. Eu gostei. Veio lágrimas nos olhos. Isso bem poderia ter sidodito pelo Nick Fury. Mas calma! Tem mais!

Nosso principal projeto, Garatéa-L, é a primeira tentativa brasileira de colocar uma sonda na órbita da Lua.

Isso mesmo! Brasil-IL!-IL! Estamos lá, brigando com gigante e já estamos desenvolvendo MUITO! Vamos examinar o site:

MISSÃO

Através de projetos fantásticos, a Missão Garatéa pretende colocar o Brasil além da fronteira final, garantindo que interesses públicos e privados se beneficiem da revolução do acesso de baixo custo ao espaço.

Você ouviu os acordes de Star Trek que eu sei!

OBJETIVO

Através de 3 pilares: Ciência, Indústria e Inspiração Educacional; queremos fundar um Instituto de Ciência e Tecnologia e nos tornarmos referência em iniciativas espaciais, garantindo participação brasileira na atividade econômica espacial internacional e promovendo a ciência com o público geral.

Fundar um Instituto de Ciência e Tecnologia. Mas o Brasil já não tem o INT e as universidades? Não estou entendendo!

Vendo o Nossa História, o que eu vi foi que eles mexeram com nanossatélites. Vocês sabem.. aqueles cubesats que você pode comprar e fazer o seu na base do DIY. Legal, né? Depois lançaram dois balões… e só! Agora eles querem mandar a porra de uma sonda pra Lua. Como? Estilingue? Num barquinho branco com espelhinhos no Reveillon, com uma cartinha para Iemanjá dar uma forcinha?

Como nada disso sai barato, o projeto Garatéa (cada vez que eu escrevo este nome, eu fico rindo), conta com A SUA AJUDA! Sim, isso mesmo! Eles precisam da sua ajuda para conseguir ridículos 35 milhões de reais para mandar uma sonda para o espaço. Para vocês terem uma ideia, aqui está o PDF com o orçamento da NASA para o ano de 2016 e subsequentes (valores expressos em milhões de dolares).

Quanto será que fica o lançamento de um satélite para a Terra, contratando a SpaceX do Elon Musk? Vamos perguntar a ele:

//platform.twitter.com/widgets.js

Olha… eu acho que mesmo assim 35 milhões para mandar uma sonda pra Lua vai sair um tantinho mais caro. Não esqueçam que eles querem fundar um centro de ciência e tecnologia, encontrar gente para trabalhar e comprar tudo do zero, inclusive os clipes de papel! Se bem que eles são honestos em falar que os 35 mil reais são só para mandar um pedação de metal para dar um rolê na Lua, que para eles deve ficar pouco depois de Belford Roxo.

Deve ser por isso que o pessoal do Garotinho, digo, Garatéa “incentiva parceiros industriais a participarem, em parceria, do desenvolvimento de novas tecnologias, objetivando não apenas a necessidade tecnológicas dos projetos em questão, mas auxiliando na adaptação dessas novas tecnologias para aplicações diversas do dia-a-dia”.

Tradução: ele quer que empresas façam as coisas de graça para eles. Pode até ser. A Lockheed Martin deve até ter um satélite vagabundo no canto do depósito, construído pelo filho de um dos engenheiros como trabalho de feira de ciências. Mas é de se pensar o que as empresas irão querer em troca. Talvez que nem filme brasileiro, que passa uns 10 minutos só mostrando os logos dos patrocinadores antes de efetivamente começar o filme.

Para finalizar, Chico Anysio, na falta dos Simpsons, previram como seria o lançamento do foguete brasileiro

Brasil: eu acredito…


Via @Cardoso, via @rbertizini

2 comentários em “Visionários brasileiros lançarão uma sonda para a Lua… algum dia

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s