Perseverance e os seus próprios 7 Minutos de Terror


Adoro  ver a NASA dando significados científicos pros acrônimos que arruma

Quão difícil é pousar com segurança em Marte? Tão difícil que muitas mais tentativas falharam do que tiveram sucesso. A próxima tentativa será na quinta-feira, 18/02/2021. Pousar é tão difícil que os técnicos da NASA chamam de Sete Minutos de Terror, e eu até já falei sobre ele antes, quando o Curiosity pousou em Marte em 2012. Agora, mais um rover está a caminho: O Perseverance, pois só a Perseverança alcança o sucesso!

Continuar lendo “Perseverance e os seus próprios 7 Minutos de Terror”

O balé de Júpiter

Júpiter em seu poderio gravitacional gigantesco é um sistema completo só para ele. Sua vastidão é esmagadora, só sendo superado pelo Sol. Ainda assim é belo ao se passar por cima dele. Sua imensa nuvem de gases e a fantástica tempestade que dura séculos (e é muito maior que a Terra) revolvem num balé mágico e lindo de se ver.

Continuar lendo “O balé de Júpiter”

O Rock do Espaço, bismillah!

Música é algo comum entre os humanos. Difícil quem não gosta de música, seja qual gênero for. A sonoridade mexe muito com nossa psique e não por acaso cursinhos apelam pra isso para “ensinar” o conteúdo. Sabem quem gosta também de música? O pessoal da Agência Espacial Europeia, a ESA. Sendo assim, eles gravaram um vídeo cantando uma melodia que vocês reconhecerão, a não ser que vocês sejam jovens malditos e jovem só presta para uma coisa: acabar. Continuar lendo “O Rock do Espaço, bismillah!”

TESS e as observações do céus amigos do norte

O TESS é o Transiting Exoplanet Survey Satellite (Satélite de pesquisa em trânsito de exoplanetas) tem como missão vasculhar o céu em busca de exoplanetas ao redor de estrelas brilhantes próximas. Ao examinar o céu aparente do hemisfério norte, o TESS dá aquela fuxicada para saber quais os potenciais de encontrar um planeta semelhante ao nosso ou de qualquer outro do Sistema Solar, de forma a pensar naquela velha hipótese: estamos sozinhos?

Continuar lendo “TESS e as observações do céus amigos do norte”

Para o alto e avante, mas sendo observado de longe

Estamos acostumados de vermos foguetes sendo lançados rumo ao Espaço. É uma visão magnífica do engenho humano saindo do nosso berço aqui na Terra e galgando novas fronteiras. Já pensou você bem alto podendo ver o foguete subir, subir, voar assim? Os astronautas da Estação Espacial Internacional veem isso com frequência.

Continuar lendo “Para o alto e avante, mas sendo observado de longe”

Sonda dá um tapão na pedra e pega o pó

A missão Osiris-REx (Origins Spectral Interpretation Resource Identification Security Regolith Explorer) é uma missão do Programa New Frontiers, depois de Juno e New Horizons, todos da NASA, mas com participação de outros países. O lançamento ocorreu no dia 8 de setembro de 2016, consistindo em filmar, fotografar, estudar e coletar amostras do asteroide 101955 Bennu, um asteroide carbonáceo. Mas como seriam coletadas as amostras? Ora, dando um porradão no asteroide, ora! Continuar lendo “Sonda dá um tapão na pedra e pega o pó”

Sonda fofoqueira prestes a visitar pedregulhão espacial

O 101955 Bennu é um asteroide, um pedregulhão com um diâmetro médio de 490 metros e classificado como asteroide carbonáceo por ter grande quantidade de carbono. Não, não tem vida lá e carbono não é raro no Universo. Ele possui a classificação de objeto potencialmente perigoso, já que tem 1 chance em 2.700 de cair aqui na Terra entre 2175 e 2199. Sim, eu sei, parece uma probabilidade pequena, mas em termos de universo é bem alta. Minha sorte que eu já estarei confortavelmente morto por esta época. Vocês que se danem!

Você já pensou em dar um rolé por ele? Seus problemas acabaram!

Continuar lendo “Sonda fofoqueira prestes a visitar pedregulhão espacial”

Um nascer, passeio e poente. Uma viagem pela Terra

É fantástico o nosso planeta. Vemos o escuro se transformar dia. Podemos acompanhar o caminhar do Sol pelo céu, mesmo sabendo que é a Terra que se move. Vemos cenas magníficas, ainda mais quando estamos de fora, até que chega o cair da noite.

Continuar lendo “Um nascer, passeio e poente. Uma viagem pela Terra”