10 Anos de Ceticismo.net

Como se tornar um "bom" palestrante enganando manés
Menina quase é eletrocutada e acaba enterrada que nem tatu

São 3.986 posts (sem contar este aqui), 169 páginas com matérias especiais, 49.840 comentários e muita informação. uma história de muito, muito tempo, ainda mais em termos de Internet, em que um ano é muita coisa. Fiz amigos, alguns desafetos, gente me xingando, gente me elogiando, gente que buscou a informação que precisava, enfim… Migramos de mídia, participações em alguns podcasts (ok, só um, o SciCast, mas vários episódios), convite para ir no CampusParty (ok, só por causa do SciCast, mesmo), convite para escrever em outros sites (infelizmente, já não existem mais. Serei o culpado?) e hoje estamos no YouTube, no Canal do Ceticismo.net.

No dia 29 de outubro de 2006, foi publicado o primeiro de nossos artigos. Sim, o Ceticismo.net hoje faz dez anos, um dos mais antigos sites de divulgação científica e pensamento crítico da Internet Brasileira, e há muita história, e ela começa antes de 2006.

Antes de existirem blogs e redes sociais, existiam sites em HTML puro. Lá pelas bandas da década de 90 (sim, tem isso tudo), foi ao ar um antigo site que há muito deixou de existir. O nome desse site era Alquimia, a Homepage da Química (criativo, n]ao?). Eu chamava de “Revista Eletrônica”, antes do fantástico usar este nome, malditos! Eram artigos, biografias, divulgação científica, mini-aulas etc. Sim, queridos, eu se não sou o mais antigo divulgador científico da Internet Brasileira, estou entre os 10 primeiros.

Me lembro que tinha outro que era da mesma época: o Carbonarium. Também me lembro que graças a essa mesma internet, um site espanhol resolveu fazer parceria. Era o Divulgación 100tifica, que hoje é o Divulgación Cientifica. Lá tinha artigos em português, os meus e em espanhol, deles. O primeiro site da Zona do Euro em espanhol, português (não lusitano), sendo este último escrito por um irlandês de nascimento (eu, prazer).

Antes disso, porém, havia as newsletters e fóruns de discussão. Não sou do tempo do BBS. Vi o mIRC, vi o ICQ, vi o ODIGO, vi surgir o Religião é Veneno (acho que o primeiro fórum de discussão religiosa no Brasil), vi os primeiros blogs, como o Dragão da Garagem (não confunda com o podcast). Vi surgir o Ceticismo Aberto, o Projeto Ockham e muitos outros.O Religião é Veneno encerrou suas atividades em 31 de agosto de 2016, o último a parar da lista acima, e acabou por um motivo idiota, mas não é problema meu. Eu nunca participei de lá de qualquer forma.

Chegaram as redes sociais. O Orkut (melhor rede social até agora, apesar dos bugs e o desinteresse do Google em fazer algo decente) reuniu várias pessoas, várias comunidades foram formadas. Participei de excelentes comunidades, comunidades muito boas, comunidades “eu hein” e “mas que diabos eu estou fazendo aqui?”. Durei uns 2 dias nesta última. Lá eu participava da Contradições da Bíblia, As Contradições da Bíblia, Química, Professores de Química. Química Total etc. Me tornei moderador de algumas, e discutíamos de tudo. Mas com  o tempo começaram a se esvaziar, quando os aborrecentes idiotas (desculpem o pleonasmo) começaram a invadir.

Aí, num dia de conversa pelo Skype, tivemos uma ideia: e se a gente fizer um… blog? Como é isso? Bem, lá fomos montar um blog. Muitas ideias surgiram. Ceticismo E Ciência… não. Ei, que tal simplificar? Ceticismo. Só isso! Na verdade, o nome todo era Ceticismo, Ciência e Tecnologia, com o subtítulo “Porque você quer saber!”. O plataforma escolhida foi o WordPress, e a URL foi por muito tempo ceticismo.wordpress.com. O primeiro artigo? Sobre a Alquimia.

Era um tempo de minha vida um tanto diferente. Eu e meus amigos nos dedicamos um bocado. Eu mesmo cheguei na marca de colocar 4 artigos num único dia. Uma loucura para hoje em dia, mas a vida há 10 anos era diferente e, rapaz, como dez anos faz diferença, como uma década é muita coisa!

Depois, entrei numa espiral descendente, deixei um pouco o site de lado, mas meus amigos continuaram. Eu só fazia uma revisão ou outra. O domínio foi comprado. Eu queria Ceticismo.com , mas ele já existia, só não existia o site, mas o domínio tinha dono. Então, sugeriram Ceticismo.net. Até o som é legal. Eu acho!

O tempo passou e meus amigos tiveram caminhos diferentes. Eu os agradeço pelo que ajudaram a construir e ninguém se separou com inimizade. Eu já tive 5 pessoas compondo artigos, hoje, só eu e esporadicamente a Bárbara, especializada em Linguística.

Meu site não é grande, não tenho zilhões de views, mas já causei muito incômodo em muita gente grande. Grande mesmo! Até sites de ateus de fim-de-semana quiseram arrumar barriga comigo. Só me resta reservar-lhes o escárnio e desdém.

Se eu queria ter o triplo de visitantes? Meu amigo, eu queria era ter mil vezes o que tenho hoje, mas não me incomodo com números. Quando recebo e-mail de gente “eu era ruim em Ciências, mas seu site me ajudou”, me sinto recompensado. Tenho um botãozinho de doação do paypal. Há que doe. Há quem ache errado. Não dou a mínima. Tinha adsense mas nunca critiquei quem usava AdBlock. Ora, eu mesmo uso! Um dia me emputeci e tirei, deixando sem aquela poluição.

O Ceticismo.net não me dá lucro nenhum. Também não me dá prejuízo. Eu mantenho este espaço porque gosto. Porque adoro escrever, adoro compartilhar conhecimento. Eu nunca gostei dos modos empolados de certos blogs que mais parecem ser preparar para uma defesa de tese. Eu quero escrever para quem não sabe. Para quem quer aprender. Gravo os vídeos para me divertir, uma forma de arejar a cabeça de meus problemas e adorei editar vídeo. Sei que não vou virar YouTubeiro famosão. Não é meu estilo. Grandes empreendedores da Internet não vão se interessar por mim, logo não terei ampla divulgação, me tornando alguma referência. Se eu quero? Hummm, sim, mas também quero cem mil, cem mil dólares, além de mulheres, iates, mulheres, mansões, mulheres, carros esporte, mulheres…

Not gonna happen.

Eu ficarei aqui ainda um bom tempo. Estarei compartilhando o tanto de conhecimento que vou adquirindo, um pouco as minhas opiniões e muita informação. Mesmo que eu tenha um único visitante, eu continuarei. Porque eu gosto, porque me importo, porque me divirto. Como diz o Mestre Oogway (me processe!), o Ontem é história. O Amanhã é um mistério. O dia de hoje é uma dádiva, e é por isso que chamamos de “Presente”. E este é meu presente para vocês neste dia, amanhã, todos os dias. Não vamos fechar tão cedo, assim espero. Pelo menos, tenho mais 2 anos de hospedagem paga. 🙂

O Feliz Aniversário não é só meu. É para todos vocês que me acompanham ao longo desses 10 anos ou que começaram a ler meus artigos hoje. Meu muito obrigado a todos vocês.

Este é André, do seu Ceticismo.net.

Como se tornar um "bom" palestrante enganando manés
Menina quase é eletrocutada e acaba enterrada que nem tatu

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • cloverfield

    Eu acompanho seu site desde 2007 e vi muita coisa por aqui (inclusive o Robson sendo espancado e sair correndo choramingando, ou o Sabino O criacionista Lusitano) e posso dizer que esse e o melhor site de divulgacao cientifica do Brasil… valeu por todos esses textos que muito me ensinaram e pelas risadas que eu dei lendo alguns comentarios.

    Continue por mais dez anos e que seus inimigos sejam sodomizados por elefantes tarados.

    jefferson fernando respondeu:

    hahaha, mas temos que admitir que a tenacidade do Sabino era digna de reconhecimento.

    Inacio Santos respondeu:

    ótimas lembranças… rsrsrs o portuga Sabino !

  • Marcelo Franzoi

    Parabens, te acompanho desde muito tempo, vida longa ao site e a sua pessoa. Obrigado por tudo.

  • mslcms

    Obrigado por não desistir de nos ensinar! Continue com o excelente trabalho!

  • Comentando apenas para agradecer pelo conteúdo crítico disponível, que em meus anos juvenis – cinco anos atrás- mudaram radicalmente minha visão de mundo, assim como debater sem recorrer às falácias. Obg!

  • Slade

    Parabéns. Adoraria uma edição do “Voz dos alienados” com os melhores (ou piores) comentários da década.

  • Juh

    Opa, só faz alguns meses que eu acompanho o site e de verdade, ajudou muito, um grande Parabéns aos prezados senhores do ceticismo.net e que continuem postando e nos mostrando o caminho do conhecimento, um abraço e até mais.

  • Silvio Soares da Silveira

    Parabéns Chefão!
    Continue firme e forte na divulgação científica.

  • Johnny

    Graças ao Ceticismo eu comecei a ler com muito mais frequência e aprendi a ter um senso crítico que não tinha antes. Só digo isso cara, obrigado por me ajudar a evoluir, e tomara que o Ceticismo continue por muito mais do que décadas, pois nada detém o conhecimento.

    Lucho respondeu:

    Somos dois.

  • Imagino a tristeza.

  • João Ferrari

    André,
    Acompanho o Ceticismo.Net tem apenas uns 5 anos.
    Muito me abstenho de comentar, pensando “vou cai no Voz dos Alienados” (uso isso para assustar minhas filhas – 11 e 8 anos!). Não por discordar, mas muito pelo que teria a dizer e, afinal, o blog é seu!
    Já arrumei muita inimizade por causa do Cet.Net.
    Iniciei em 1993 dando aulas de Matemática (Licenciatura, UFRGS), hoje dou aulas preparatórias para concursos e cursos livres (Autocad, RH & DP, Informática Avançada, e afins). Quando vem uma ameba me dizer “o homem nunca foi para a lua”, “a biblia previu tudo isso”, “jesus é o senhor”, etc… tacava eles aqui… e, adivinha? Quase recebi processo!
    “Gravo os vídeos para me divertir”
    Adoro seus vídeos! Grava mais a caveirinha? Estamos no mês certo!

  • Júnior Rodrigues

    André, sou um leitor assíduo e silencioso do seu blog, até por que não tenho muita coisa a acrescentar, mas muito a aprender, então é rotina diária acessar e ler o post do dia, após dar a mamadeira e botar a filhota pra dormir, fico meio puto quando não tem mas, enfim. Se é divertido pra você, é divertido pra mim e certeza que pra outros também, continue nessa pegada! Valeu mesmo, de um cara que a cada post fica algumas linhas menos ignorante!

  • jefferson fernando

    Desde 2008 que acompanho seu site. Sempre venho aqui para obter informações e explicações sobre ciência, que é o que esse site faz magistralmente. Este blog tem que continuar ativo enquanto houver internet, pois só assim poderemos aprender sobre ciência sem firulas e sensacionalismos e de bônus rir dos malucos que vem aqui pra esbravejar e esbanjar ignorância.

  • Renato Vital

    Muito bom o site, serve de fonte pra estudo e conhecimento com certeza. Aprendi muito por aqui, um grande Abraço.

  • Inacio Santos

    Parabéns !

  • Edu Gyn

    Que venham mais 10 anos!!! Parabéns!!