Igreja da Manguaça ou Gabola Church: Vai uma bebidinha aí, Jesus?

Eu sempre fui contra a religião institucionalizada. É uma forma de controle social e político. Nunca aprovei tal coisa. Contra a religiosidade, não. Eu até acho legal que a pessoa tenha alguma crença em algum salvador pessoal. Com isso, eu achei muito legal a iniciativa de uma igreja africana que reconhece que o álcool, a causa e solução dos problemas, é uma forma de chegar a Deus.

Aproveitando para curtir uma birita esta é sua SEXTANDO INSANA!

Continuar lendo “Igreja da Manguaça ou Gabola Church: Vai uma bebidinha aí, Jesus?”

Mijo de vaca fez bem pra saúde, segundo ator indiano.

Indianos são estranhos. Primeiro, eles tomam banho no Ganges e… bem, eu sugiro que você –> NÃO ENTRE NESTE LINK <— Eles não são muito lá – como direi? – afeitos ao que estamos acostumados, principalmente por causa da sua vertente hindu. Claro, você jamais verá isso nos filmes de Bollywood. Pega mal pro mercado internacional, você sabe. Isso, claro, não implica que seus atores se eximem de traçar opiniões a respeito.

Alguns deles até recomendam beber urina de vaca, alegando que faz um bem desgraçado na paz de Nosso Senhor Shiva, amém, graças a Vishnu.

Tampando o nariz com o odorzinho de amônia, esta é a sua SEXTA INSANA!!

Continuar lendo “Mijo de vaca fez bem pra saúde, segundo ator indiano.”

Respostas da primeira enquete do Ceticismo.net

As pessoas gostam de citar Steve Jobs, que fazia menção a Henry Ford quando este dizia que se fosse ouvir seus clientes não produziria carros, mas cavalos mais rápidos. O mesmo Henry Ford que dizia que você poderia escolher o carro deles na cor que quisesse, desde que fosse preta. Pouco depois ele lança carros de outras cores, na mesma medida que o iPhone não estava sendo pensado para (nem iria ter) aplicativos. Preciso continuar?

Ouvir as pessoas de vez em quando é bom. Não que toda ideia que lhe deem seja uma boa ideia, mas isso nem significa muito já que nem as minhas próprias ideias são um festival de acertos. Sendo assim, eu propus a primeira enquete. Vamos ver o resultado?

Continuar lendo “Respostas da primeira enquete do Ceticismo.net”

Adolescente é assassinada por mãe louca

As pessoas são burras, e eu canso de falar isso. Nos piores períodos da História aflora-se o pior das piores pessoas. De vez em quando, aflora o pior até das melhores pessoas. Voltando ao ponto da primeira frase: as pessoas são burras, extremamente burras. Num mundo que há festa do sarampo, com mães levando seus filhos para se contaminarem e criarem anticorpos, porque não querem pagar pelas vacinas (especificamente, nos EUA) alguém bem idiota acharia que esse tipo de gente ficaria mais inteligente no meio da pandemia de coronavírus.

Carsyn Davis, de apenas 17 anos, teve um vislumbre do quanto as pessoas podem se idiotas, mas não teve tempo de ser testemunha disso. Ela morreu. Morreu, não por causa do coronga, mas pela loucura alheia.

Continuar lendo “Adolescente é assassinada por mãe louca”

Artigos da Semana 20

Estamos no Apocalipse Coronga. Alguns acham isso horrível e eu só na base do “teremos menos, mas melhores pessoas”. O Tennessee está com uma onda que o mundo vai acabar num ataque nuclear. Estamos com uma tempestade de areia e para variar os gafanhotos estão vindo aí. Só falta a maior catástrofe mundial: todos os brasileiros sobreviverem.

Enquanto isso, que tal ler o que foi postado durante a semana. Vocês adorarão o último

Tennessee alvo de ataque nuclear de camelinhos de Allah, dizem idiotas

Os Estados Unidos é uma espécie de Brasil com dinheiro. Alguns poucos lugares desenvolvidos (não muito) e um monte de caipiras. Um exemplo clássico é o Tennessee, que é tipo São Paulo, mas com whisky que presta e sem a mania de colocar purê em cachorro quente, além de saberem a diferença entre biscoito e tapa na cara. Sim, o Tennessee não é um fracasso total.

Continuar lendo “Tennessee alvo de ataque nuclear de camelinhos de Allah, dizem idiotas”

Racistas miseráveis pressionam para apagar conquista de mulher negra

Anteontem eu postei sobre o quebra-quebra geral, em que um bando de idiotas – que os russos chamariam de nekulturnyi – resolveram destruir monumentos históricos para apagar o passado. O tipo de coisa que o pior dos racistas daria graças a Deus, de forma que ninguém se lembraria mais das merdas que ele fez. Eu até sugeri alguns monumentos, por sinal. Hoje, chega a notícia que a HBO Max removeu do seu catálogo o filme “E o Vento Levou…”, por motivos que ele tem negros escravos e isso é errado, pois parece que negros são estereotipados como escravos num filme que se passa na Guerra de Secessão.

Continuar lendo “Racistas miseráveis pressionam para apagar conquista de mulher negra”

Artigos da Semana 17

Mais um domingão, mais uma saraivada de insanidades para coroar a semana. São dados de saúde que somem, gene louca escrevendo asneiras, cidades agindo de maneira retardada… Tá tudo ótimamente bem, já que meu cinismo não espera mais nada de bom. E quem não espera nada que preste só terá surpresa positiva ou algo dentro das expectativas.

Bem, não é pra isso que vocês vieram aqui e sim para ver o que foi publicado aqui durante a semana. Sim, escrevi enche-linguiça,me processem.

Continuar lendo “Artigos da Semana 17”

Sacerdote maconheiro arranca cabeça de outro maconheiro para combater coronavírus

Como eu sempre digo, nada é tão pior que a religião não coloque o dedo e estrague de uma vez, levando tudo para as raias retardadas da insânia. Um exemplo é a atual crise mundial por causa do coronavírus, ou corona vírus ou COVID-19 ou a bactéria filha da puta, este micróbio do caralho! Como lidar com isso? Quarentena? Lockdown? Cloroquina? Tem coisa mais retardada que aplicar cloroquina? Acho que não, mas os indianos disseram “segura o meu lassi”.

A solução encontrada? Pouca coisa: decapitar pessoas.

Continuar lendo “Sacerdote maconheiro arranca cabeça de outro maconheiro para combater coronavírus”