Cientistas eugenistas fazem ex-soldado voltar a andar

O mundo desabou na cabeça do capitão Trevor Greene, do Regimento de Infantaria The Seaforth Highlanders of Canada. Esses caras não dizem “desculpe” depois de te mandar um pombo sem asa nas fuças. O cap. Greene estava com sua tropa em alguma aldeia de Kandahar, uma região esquecida por Deus, Jeová, Alá, Shiva, Quetzalcoatl ou qualquer outro deus da sua preferência. Durante a última reza do dia, os soldados, comandados pelo capitão Kevin Schamuhn, deram uma pausa e retiraram os capacetes e depuseram as armas para mostrar aos aldeões que eles eram amigos, brincando com as crianças.

Apesar de soldados, tinham certa ingenuidade ao não perceber quando chamaram as crianças para que ficassem longe dos soldados. Foi aí que eles foram atacados… à machadadas. Greene teve um ferimento grave, ganhando daquele povo que ele tentou ser amigo uma séria lesão cerebral. Muitos achavam que ele partiria dessa pra melhor, mas ele sobreviveu, ainda que numa cadeira de rodas. Mas poderíamos fazê-lo andar de novo? Sim, senhores. Nós podemos. Nós temos a tecnologia.

Greene se reformou, ganhou a medalha Sacrifice Medal, se tornou escritor, virou tema do documentário Peace Warrior e carregou a tocha nos jogos paraolímpicos de Vancouver em 2010 (vá pro Diabo, COI. Paralímpico é o cacete!).

O dr. Ryan D’Arcy é neurocientista e professor da faculdade de Ciências da Computação da Simon Fraser University (SFU). Ao assistir a um documentário sobre o cap. Greene, D’Arcy resolveu fazer o que melhor sabia fazer. Claro, D’Arcy é um eugenista, segundo certos japas filosóficos que ganham verba da FAPESP para ser contra próteses. D’Arcy não ficou sabendo disso. Se ficou, não pareceu se importar. Tinha que colocar a tecnologia do século XXI para funcionar enquanto gentinha fica presa na mentalidade do século XXI A.E.C.

D’Arcy entrou em contato com Trevor para ajudá-lo, monitorando suas funções cerebrais e trabalhando com a equipe de mecatrônica para estudar um modo de construir um exoesqueleto que obedecesse ao cérebro de Trevor.

Em 2010, Greene ergueu-se para o seu casamento, com o auxílio de um andador. Em 2015, o homem treinado para sobreviver nos mais árduos ambientes, sob as mais severas condições, está de pé de novo, andando. Porque o Canadá não é o Brasil, a terra que odeia Ciência e acha que cadeirante tem que ficar ali pelo resto da vida.


LEVANTA-TE E ANDA!

A pesquisa foi publicada no periódico The Journal of Head Trauma Rehabilitation.

A Royal Canadian Legion, a maior comunidade de veteranos de guerra do Canadá levantou fundos para o dispositivo ReWalk. Os pesquisadores da SFU doaram seu tempo, seu conhecimento, sua experiência e equipamento especializado para ajudar no projeto, sabem por quê? Porque diferente do Brasil, eles não gastam dinheiro financiando pseudociência. Por último, o que podemos dizer senão…

CHUPA, FILOSOFIA!

Ainda que eu ande pelos vales das sombras, eu irei de pé, porque a Ciência estará comigo!


Fontes:

8 comentários em “Cientistas eugenistas fazem ex-soldado voltar a andar

  1. Se dizer que ”próteses são eugenia” é o ápice do que é produzido pela galera das humanas do Brasil segundo a toda poderosa Capes, nem quero ver os trabalhos ”ruins”. Podíamos pegar esse japa dar-lhes uns tabefes e leva-lo na AACD para ajudá-lo a desconstruir esse postulado epistêmico pós-moderno enviesado por um paradigma existencialista pós capitalista num contexto metalinguístico a luz do pensamento dos Irmãos Wachowski.

  2. André tu tem algum poste que mencione o tais ”motores de energia perpetuas”? Só que me informar melhor.

  3. Como é louvável a contribuição que as ciências exatas dão. E é justamente nisso que me regozijo, e me regozijarei mais ainda.
    .
    .
    Sim, Filipenses 1, 18

  4. essa é uma boa noticia
    fico imaginando o quanto esses caras são inteligentes para criarem algo assim.

  5. O poder da fé entrando em ação…assim como o Valdomiro Santiago se recuperou. Fé que existem cientistas e médicos competentes.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s