Eu sou André, do Ceticismo.net. MESMO!

Vocês têm me acompanhado e visto neste último mês o resgate do site e migração do conteúdo para o ceticismo.wordpress.com. Ainda assim eu queria manter o nome Ceticismo.net. Queria que este domínio aparecesse no navegador. Era meu bebê e um pai nunca abandona nenhum dos seus filhos.

Continuar lendo “Eu sou André, do Ceticismo.net. MESMO!”

Pediatras colocam cabeça na boca e esperam ela sair (cabeça de Lego!)

Quem tem filhos pequenos sabe que aquelas criaturinhas são minúsculos avestruzes que engolem de tudo. Não podem ver nada que colocam na boca. Se bem que certas moças que eu conheço também, mas deixemos isso de lado. Assim, criança não pode ver nenhum brinquedinho que – GLUP! – coloca na boca e engole. E quem é campeão nisso? Legos, obviamente!

Bem, pediatras, ciosos dos seus deveres de ajudar criancinhas, resolveram testar o que acontece quando se ingere cabeças de bonequinhos legos e ficaram cuidadosamente tomando nota do que acontece depois.

Eu acho que vai para o IgNobel. De certeza mesmo eu tenho que esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Pediatras colocam cabeça na boca e esperam ela sair (cabeça de Lego!)”

Mapeando um presunto velho em 3D for Science!

Existem muitas definições que explicam a diferença entre Ciência e Engenharia. Uma delas é que Ciência se baseia em “Por quê?”, enquanto Engenharia se baseia em “Por que não?”. O meio termo disso é a curiosidade de saber se as coisas são possíveis, para depois observarmos o que acontece daí por diante. isso vai desde colocar um graveto naquele troço laranja quente que apareceu com a queda de um raio numa árvore até atirar nêutrons num núcleo atômico.

É com esse pensamento que levou cientistas a fazerem um mapeamento 3D de um… presunto!

Continuar lendo “Mapeando um presunto velho em 3D for Science!”

Cientistas eugenistas fazem ex-soldado voltar a andar

O mundo desabou na cabeça do capitão Trevor Greene, do Regimento de Infantaria The Seaforth Highlanders of Canada. Esses caras não dizem “desculpe” depois de te mandar um pombo sem asa nas fuças. O cap. Greene estava com sua tropa em alguma aldeia de Kandahar, uma região esquecida por Deus, Jeová, Alá, Shiva, Quetzalcoatl ou qualquer outro deus da sua preferência. Durante a última reza do dia, os soldados, comandados pelo capitão Kevin Schamuhn, deram uma pausa e retiraram os capacetes e depuseram as armas para mostrar aos aldeões que eles eram amigos, brincando com as crianças.

Apesar de soldados, tinham certa ingenuidade ao não perceber quando chamaram as crianças para que ficassem longe dos soldados. Foi aí que eles foram atacados… à machadadas. Greene teve um ferimento grave, ganhando daquele povo que ele tentou ser amigo uma séria lesão cerebral. Muitos achavam que ele partiria dessa pra melhor, mas ele sobreviveu, ainda que numa cadeira de rodas. Mas poderíamos fazê-lo andar de novo? Sim, senhores. Nós podemos. Nós temos a tecnologia.

Continuar lendo “Cientistas eugenistas fazem ex-soldado voltar a andar”