Porradaria Divina: A Guerra entre os Deuses

don-king.jpgLadies and Gentlemen! We are proud to present… [tecla SAP ligada] o maior torneio de todos os tempos! Deuses de todos os lugares, de todos os povos, de todas as nações irão se enfrentar! Diversos poderes entre os Céus e a Terra irão medir-se num combate colossal! Bem, amigos do Ceti.net, acomodem-se em suas poltronas, pois a peleja vai começar.

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIT’S SHOWTIME!!!!!!!!

Javé x Cronos

Javé, representante dos hebreus, chega ao ringue cercado de arcanjos que seguram a sua túnica, enquanto falam no ouvido dele o quanto ele é lindo e maravilhoso. Cronos, dos gregos, chega com uma ampulheta debaixo do sovaco, como quem não quer nada, e pensa se não entrou num salão de cabeleireiro por engano.

Javé deixa seus ajudantes, acaba de ajeitar as madeixas, passa perfuminho e guarda o seu espelho. Vai correndo pra cima de Cronos igual a um boi bravo e com o punho cerrado. Cronos dá-lhe uma porrada logo de saída e Javé está querendo saber até hoje de onde ela veio; mas mal o deus hebreu caiu no chão, faz um movimento de mãos para criar imensas hemorróidas de ouro em Cronos. Cronos fica irritado, arranca as hemorróidas na mão grande, a platéia faz um Uhhhhhhhhhhhh!!!

Javé se levanta e encara Cronos que vem a toda. Javé clama os poderes das nuvens para criar uma chuvarada, mas Cronos para repentinamente e mostra um calendário pra Javé. Quando este vê que é um sábado, cai pra trás dormindo.

Vitória: CRONOS!!!!

Mas, esperem pessoal! Uma garota doida pula no tablado e começa uma gritaria

PORQUEAVINDADOSENHORJESUSSERÁPRANOSLIVRARDOPECADOEPRANOSARRBANHAR
PROCÉUETEMOSQUEHOLHARPRACIMAEAGRADECERPELASDÁAAAAAAAAAADIVAS
GLÓRIAAJESUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!!

— Tirem menina maluca daí, ô!
— Caraca, essa coisa não pára pra respirar. Isso não é humana! Isso não é humana!
BANG!
— Ih, a garota caiu morta! Obrigado, Indy. :-D

— Esse torneio faz meu sangue esquentar, nham nham!
— Ainda mais nessa linda lua cheia. Auuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!


Krishna x Odin

Krishna, da Índia, chega com seus milhares de elefantes. Odin, o deus caolho dos nórdicos, não dá a mínima, assoa o nariz na manga da camisa e toma uma golada de hidromel. Krishna faz com que os elefantes venham em manada e Odin os afasta, batendo neles com Ygdrasil. Krishna fica puto e parte pra dentro. Odin vê aquela coisa azulzinha se aproximando, pega ele e o coloca inteirinho dentro da boca, pensando que era um chiclete. Odin se afasta mascando e até faz bola!

Vitória: ODIN!!!!


Hades x Innana

Hades, El Malvadón dos gregos, chega acompanhado de Cérbero, o cão tricabeçudo. Innana, dos sumérios, chega e quando dá de cara com Hades, solta um palavrão. Antes que perca muito tempo, Innana faz com que a noite fique densa, mas Hades não tá nem aí. El Malvadón solta Cérbero e este morde a bunda de Innana.

— Truque sujo, amo muito tudo isso!
— Deixa eu assistir a luta, Ahriman! Não atrapalhe.

Innana pega um jornal enrolado e bate em cada um dos 3 focinhos de Cérbero. Hades não gosta e prega Innana numa árvore.

— Ei, esso é plágio! Meo pói não permite que éo seja emitado.
— Inri, você non ekziste.

Sem poder se mexer, Innana desiste.

Vitória: HADES!!!!


Iemanjá x Bumba

Iemanjá, a bela representante do povo Iorubá, chega formosa e vaidosa, com seus cabelos ondulantes, sem largar do espelhinho (presente dado por Javé), que nem patricinha da Barra da Tijuca. Golfinhos a trazem perante Bumba, o deus negão congolês. Iemanjá joga um vagalhão pra Bumba, mas este bloqueia o golpe com sua lança.

— Nooooooossa, que lança poderooooooooooosa…
— Sossega o facho, Saulo.
— Tá nervosinho, Pedro? Vai pescar!

Iemanjá vem correndo e dá um tapa na cara Bumba. Este resolve gerar outro Universo e vomita em Iemanjá. Esta sai correndo com nojo, reclamando do penteado estragado.

Vitória: BUMBA!!!!

Ei, mas o que é aquilo? Alguém da platéia está agarrado com Bumba.

— Me chama de Ezequielzinho e me amarra, querido! Me prende por 390 dias e me chama de cachorra…

A segurança tem trabalho pra afastar o sado-maso enlouquecido. A noite de hoje promete, gente. Fiquem sintonizados!

— Esse pessoal bíblico é meio maluco.
— Cala a boca, Hércules. Você só serviu pra limpar celeiros mais sujos do que isso.
— Aquiles, vai ver se o Pátroclo tá na esquina rodando bolsinha, vai.


Ishtar x Minerva

Ishtar, a musa dos babilônios, dá uma sacada de alto a baixo em Minerva, dos romanos, com aquela coruja ridícula empoleirada em seu ombro. Ishtar acha que ela não passa de uma nerd sem namorado. Minerva pensa que Ishtar trata-se apenas uma vadiazinha que andou com todos do colégio (ambas tinham razão). Ishtar se aproxima bamboleante, remexendo os quadris, com cara de sedutora e mandando beijo pra platéia, que nem candidata a madrinha de bateria de escola de samba. Minerva estuda a oponente, enquanto Ishtar chega bem próximo e coloca as mãos na cintura de maneira desafiadora. A deusa-nerd dá com um livro grossão no quengo da adversária. Fim da linha pra Ishtar.

— Eu bem que falei do infinito poder das palavras…
— Olha, Umberto, acho que não foi bem isso que eu entendi do seu livro, não.
— Não enche, Sidney. Melhor que ficar escrevendo sobre herdeiras de multinacionais.

Vitória: MINERVA!!!!


Andraste x Apolo

Andraste, a deusa da guerra dos celtas, chega pisando firme, cospe no chão e coça a virilha. Apolo chega com sua harpa, com cara de galã da novela das oito e cabelinho igual ao do Justin Bieber. Andraste franze os olhos e ergue uma sobrancelha, nisso Apolo se dá conta que charme não vai funcionar e pensa: Ferrou!

Andraste pega uma ave, arranca as entranhas dela e mostra pra Apolo com um sorriso selvagem no rosto. Apolo fica possesso, já que ele é vegan.

— Sua sapata sem-vergonha. Você verá só!

Andraste cai numa gargalhada insana e corre em direção a Apolo com a espada em riste. Apolo começa a tocar harpa. Andraste não agüenta aquela melodia horrorosa e sai correndo da arena.

Vitória: APOLO!!!!


Isis x Ganesh

Isis, dos egípcios, chega saltitante que nem a Dorothy do Mágico de Oz e joga muitas flores pelo ar. Ganesh, o deus elefantão dos hindus, chega com sua tromba balançando, parecendo o Jotalhão do Maurício de Souza.

— Hummmm, que deus…
— Já falei pra você sossegar este facho, Saulo. Vai tomar um banho frio.
— Há, Há! E você que passa o dia todo com a vara na mão?
— Mais respeito, garoto! Eu pesco de rede. Sou um apóstolo facão!
— Não foi o que eu fiquei sabendo lá na Galiléia, onde seu apelido era Sereia do Brejo.

Isis evoca falcões que atacam o oponente com ferocidade, mas estes não surtem efeito no Deus-Paquiderme. Ganesh vem destrambelhado e bate com a tromba na cara de Isis. Ela cai dura e Morfeu a leva pra dormir fora da arena.

Vitória: GANESH!!!

Na plateia, uma formiguinha fica gritando: É O MAIOR! É O MAIOR!


Beltaine x Quetzalcoatl

Beltaine, de belos cabelos avermelhados, representa os celtas neste embate. Quetzalcoatl, o deus maia, vem voando. Beltaine quando se dá conta que Quetzalcoatl é uma serpente alada fica toda eufórica.

— Oi, lindo! Você vem sempre aqui?
— SSSSSSSSSSSSsssssssssssssssss
— Oh, não seja tímido, querido.
— SSSSSSSSSSSSssssssssssssssssssssss
— Não seja mal educado, ora essa!

Quetzalcoatl dá com o rabo na cara de Beltaine e esta sai chorando.

— Bandido! Cachorro! Homem é tudo igual mesmo. Buáááááááá

Quetzalcoatl ia dar de ombros… se tivesse ombros.

Vitória: QUETZALCOATL!!!!


Xangô x Ormuz Masda

Xangô, dos Iorubás, vem esquiando numa board feita de pedra, desde Baker Street. Ormuz, dos persas, vem mais enfeitado que jumento de cigano. Xangô alisa a barba que nem o Pai Mei, mas é Ormuz quem faz o primeiro movimento, lançando rinocerontes. Xangô se defende com um escudo de pedra e joga um manto de peles sobre o adversário. Ormuz se enrosca todo e cai. Começa a contagem: Um, deux, three, tetra…

Ei, espere, vem um cometa em direção a Xangô. Zaratustra se mete na parada. Oxum pula a cerca da arena e corre pra ajudar. Ninguém se entende. A campainha soa!

Vitória: NINGUÉM. Luta desclassificada.


Espírito Santo x Hidra de Lerna

Católico: Ei, peraí! A Hidra não é um deus!
Testemunha de Jeová: O Espírito Santo também não é.
Católico: É, sim!
TJ: Não, não é!
Católico: É!
TJ: NÃO É!

Os dois começam a sair na porrada e a luta é suspensa.

Vitória: NINGUÉM


Eris x Ápis

Chega então Eris, a deusa espírito-de-porco. O boi Ápis vem bufando e arrastando a pata no chão. Soam os clarins e Ápis vem correndo em direção a Éris. Esta faz ele parar e segreda:

— Ei! Antes de você me atacar, acho que deveria saber de umas coisinhas.

O boi Ápis a olha com desconfiança.

— Olha, eu não tenho nada com isso — diz Éris — mas você sabe por onde anda a sua mulher?

Ápis agora é todo atenção. Ele tinha ouvido uns rumores…

— Pois é, meu amigo. Andam dizendo por aí que aquele bezerro que nasceu… bem, você sabe. Bezerros não têm lã. Não me interprete mal, mas algumas fofoqueiras andam espalhando que sua esposa é uma vaca.

Ápis fica irritado e resolve ir pra casa pra tirar a história a limpo. Não sem antes ganhar uma maçã de Éris.

Vitória: ÉRIS, por WO.


Thor x Kali

Thor, dos nórdicos, pula na arena e bate com Mjolnir no chão com um estrondo ensurdecedor. Kali, dos hindus, chega dançando com seus muitos braços, mas Thor acha que aquilo é boiolagem. Kali dá um salto e se atraca com Thor. Este tenta se desvencilhar, enquanto Kali enterra a mão no peito de Thor para lhe arrancar o coração, só que não encontra nada. Thor ri e dá um safanão em Kali. Ela se levanta zonza e toma uma porrada de Mjolnir que a faz entrar em órbita.

— Aqueles olhos azuis e cara de mau me deixam doida.
— Já falei pra deixar de ser assanhada, Alcmena.
— Poderíamos convidá-lo pro fim-de-semana…
— ALCMENAAAAAAAA!!!!
— Bruto!! Custa ser um bom anfitrião?
— Humpf.

Vitória: THOR!!!!


Tupã x Anúbis

Anúbis, dos egípcios vem correndo, latindo (mas dá uma parada pra se coçar das pulgas). Tupã, dos indígenas brasileiros, guarda seu gravador e fica com o tacape na mão pronto pra luta. Anúbis vem correndo rápido, pula em cima de Tupã que erra o golpe, deixando cair o tacape (efeitos do cauim). Anúbis dá uma dentada no braço do Deus-Índio. Tupã cai com Anúbis ainda mordendo o seu braço, consegue pegar o tacape e afunda na cabeça do cara de cachorro. Bastet fica puta da vida, pula nas costas de Tupã e começa a arranhá-lo. A Iara acha aquilo uma pouca vergonha e joga água fria em Bastet. Como todo gato, ela não gosta de banho e sai correndo.

Vitória: TUPÃ e IARA

Pelo menos, alguma coisa brasileiro ganha nessa vida… Ei, mas o que é isso? Um baixinho com camisa azul e branca e calção preto pula no tablado.

— Yo soy el verdadero Dios!
— Pô, Maradona, até aqui você enche com isso, entende?
— La mano de Dios siempre mi ayudou.

Pelé chuta uma bola do meio da platéia. Ela vem igual a um foguete e atinge o Maradona bem no seu lugar mais frágil: O nariz! Vera Fisher fica irritada: — Não faça isso com meu craque!

Xuxa se mete na briga e as duas loiras são retiradas do recinto por Prometeu. Mas, este tava de fogo e caiu da escada junto com elas.

— Não conheço um brasileiro que não faça merda.
— Senhor, o Senhor também é brasileiro.
— Cala essa boca, Gabriel.


Capitão Nascimento x Chuck Norris

— Ei! Esses dois não são deuses!
— Quer ir lá e dizer isso a eles?
— Er… a noite tá bonita hoje, né?

O Cap. Nascimento já chega avisando que começou o seu turno e não ia subir mais ninguém no ringue. Chuck Norris sobe assim mesmo e não fica de conversa: dá logo um roundhouse kick no oponente que usa farda preta. A energia desprendida faz com que a Terra dê uma volta completa ao redor do Sol, o deslocamento de ar faz com que metade da platéia seja jogada para fora. 3 supernovas explodem e o índice de expansão do Universo é duplicado.

— Esse é meu garoto! Ensinei tudo a ele.
— Deixa de conversa, Bruce.
— Kyaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
— Tudo bem, tudo bem. Não precisa ficar nervoso;

Quando a poeira assenta, as pessoas conseguem ver que a boina do Cap. Nascimento se deslocara 3 milímetros e isso o deixou puto da vida: — Tá maluco, zero-zero? Vou sentar o dedo nessa porra!!!

O Cap. Nascimento recusa a doze e dá um socão na cara de Chuck Norris (este não usa farda preta). A velocidade do soco e a energia do impacto causam um colapso no espaço-tempo e a onda de choque reverbera por todo o planeta em outros multiversos. Isso faz com que o Vesúvio entre em erupção e soterre a cidade de Pompéia em 79 E.C., enquanto abre um buraco em Yucatán (apesar de acharem que aquilo fora causado por um meteoro).

Quando a neblina se dissipa, Chuck Norris olha pro chão e observa estupefato que o Cap. Nascimento conseguira tirar 3 fios de sua barba. Ele chama o Capitão Nacimento pra dar uma volta e catar umas mulheres. O Cap. Nascimento disse que conhece um bar de strip-tease, recomendado pelo George Carlin.

Chuck Norris: Por mim, ta beleza. Quem paga?
Cap. Nascimento: A gente coloca na conta do Papa.


Alá x Diana

Alá tenta chegar perto de Diana, mas ela atira várias flechas nele. Subitamente, Alá joga uma burca em Diana e tenta agarrá-la para o seu harém, mas Diana chuta o saco dele e consegue fugir. Dá um tapa na mão de Baco. Este pula no ringue e dá um cascudão na cabeça de Alá. Alá fica zonzo, Baco aproveita e mostra uma garrafa de bebida em forma de mulher nua pra Alá (tudo o que ele detesta).

Alá foge, mas dá o toque em Jesus e este vem de tanguinha. Baco joga duas garrafas de vinho na cabeça de Jesus, mas este multiplica o vinho e deixa Baco de porre. Antes de Baco cair desmaiado dá um toque em Afrodite. Esta pula bem na frente de Jesus, arranca a própria roupa fora, ficando totalmente nua, e grita “VEM AQUI, GOSTOSO!!”

Jesus sai correndo com nojo e grita: Manhêêêêêêê!!!

A Virgem Maria vem ao seu socorro!

Protestante: Ei, peraí! Ela não é deusa.
Católico: Não, mas a veneramos.
Protestante: Ela é apenas uma mulher comum!
Católico: Mulher comum é o cacete!
Protestante: Você é um herege!
Católico: Herege foi o viado de Lutero.
Protestante: VOU TE ENSINAR UMA LIÇÃO, SEU IDÓLATRA!
Católico: Seu… seu… FILHO DE MADALENA

Mais uma vez, os dois são removidos pela segurança. Enquanto isso, Maria chega espumando de ódio:

— Vagabunda! Vou te ensinar a não assustar meu baby.
— Parte pra dentro, piranha!
— Salafrária!
— Adúltera!
— Bandida!
— Sirigaita!
— Mulherzinha!
— Te dou na cara!

Maria vai pra cima e dá uma voadora em Afrodite, que tropeça em suas vestes e cai. Maria pula em cima. Afrodite rola pro lado e pega Maria num mata-leão. Maria desfaz o penteado de Afrodite e esta alega que é golpe sujo. José dá instruções enquanto que Zeus joga raios. Iansã fica bolada e diz que essa era a arma secreta dela, mas Zeus mostra o dedo médio. Um exu fuma um charuto fedorento, enquanto bebe uma cachacinha. As duas deusas rolam pelo chão e Posseidon joga água nelas. A água forma um lamaçal dos infernos.

As adversárias rolam no meio da lama pra lá e pra cá e a marmanjada vibra na torcida. Então começa a rolar um clima entre as duas, que começam a se beijar afogueadamente. A Bruna Surfistinha quer participar e a Vivi Fernandez saca de uma filmadora. Como o horário é impróprio para este tipo de disputa (sem trocadilho), resolvem encerrar a luta (com trocadilho).

20 comentários em “Porradaria Divina: A Guerra entre os Deuses

  1. Hahahahaha… mto bom artigo ! Ri bastante.

    Só achei que Javé, em sua luta, ia ser derrotado por carros de ferro… :lol:

  2. Essas lutas só aconteceram porque o Neymar permitiu.
    Faltou uma luta entre os Sábios Senhores do cet.net narrada pelo Galvão Bueno.

  3. Devo dizer, ótimo.
    Mas Quetzalcoatl é deus Azteca. Kukulkan é o deus Maya. Embora se trate dos mesmos deuses, com algumas questões culturais diferentes, os nomes são diferentemente classificados.
    :smile:

      1. @André, A veneração realmente é a mesma, mas o modo de cultuá-los era diferente, assim como os nomes, e bah, se tratava do mesmo deus… hahaha mais um ponto que enfatiza como a imaginação humana vai longe faltando um pouco de criatividade hehehe! :smile:

  4. Juro que passei quase meia-hora rindo com a , com :

    ” PORQUEAVINDADOSENHORJESUSSERÁPRANOSLIVRARDOPECADOEPRANOSARRBANHAR
    PROCÉUETEMOSQUEHOLHARPRACIMAEAGRADECERPELASDÁAAAAAAAAAADIVAS
    GLÓRIAAJESUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!! ”

    huhauhauahauah.

  5. “Tupã, dos indígenas brasileiros, guarda seu gravador e fica com…”

    Juruna foi uma figura pitoresca, senão, folclórica.

  6. Juro que passei quase meia-hora rindo com a , com :

    ” PORQUEAVINDADOSENHORJESUSSERÁPRANOSLIVRARDOPECADOEPRANOSARRBANHAR
    PROCÉUETEMOSQUEHOLHARPRACIMAEAGRADECERPELASDÁAAAAAAAAAADIVAS
    GLÓRIAAJESUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS!!!!!!!!! ”

    huhauhauahauah. [2] :razz:

  7. huauhahuahuahua. mto bom!!!

    A parte que mais gostei foi a citação do Vulcão Vesúvio atingindo a Pompéia…. :evil:

  8. André, genial, genial, genial!
    Cada fight é hilária, eu teria que comentar todos.

    “Xangô, dos Iorubás, vem esquiando numa board feita de pedra, desde Baker Street.”

    Fodérrimo. Que os Deuses abençoem os NERDS!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s