Comida vegan é tão insuportável e desnecessária que nem vegan come

Pesquisa mostra que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor à religião do que à cultura
Os demônios escondidos na Paralisia do Sono

Em 2013, eu postei meu artigo Veganismo Desmascarado, onde eu me propus (com muita facilidade, diga-se de passagem), refutar as bobagens que vegans propalam. Normalmente, se pegam na primeira parte do artigo, e seus “Links” acabam sendo um festival de vergonha alheia quando eu os destrincho, já que nem eles mesmos leram (se lessem, não seriam vegans, claro). A segunda e terceira parte eles nem viram (a carência nutricional lhes causou debilidade mental e incapacidade de percepção e leitura).

Veganismo, entretanto, virou modinha entre os hipsters e gente que quer se sentir especial (sem ser amados. Ninguém suporta vegans), e daí começou um festival de espertalhões se valendo disso, montando canais no YouTube com dietas vegans. E isso vai muito bem, até que flagraram uma dona que é alta defensora de dieta vegan comendo o maior peixão. Deve ser que peixe não é animal e sim planta, já que é fruto do mar. Vai saber!

Tendo um lauto banquete sem ter a necessidade de suplementação alimentar, esta é a sua SEXTA INSANA!

Bonny Rebecca, Rawvana, Tim Shieff, Raw Alignment e Stella Era formam um bando de inúteis que resolveram ser “influenciadores digitais”. E o que faz um influenciador digital? Ele grava vídeos e posta no YouTube e ganha dinheiro lá, angariando vários seguidores retardados, mesmo não sendo conhecidos fora deste mundinho, como percebeu a Kéfera ao subir num avião e pedir para não ser incomodada. Ninguém lá sabia quem era Kéfera.

Bonny Rebecca, Rawvana, Tim Shieff, Raw Alignment e Stella Era, que eu passarei a chamar de VegaTubeiros, descobriram um filão e resolveram passar o seu “estilo de vida” pro pessoal, afinal, canal de receitas já tem aos montes e precisa-se arrumar uma forma de atrair um público tão fiel quanto religiosos, pouco inteligente, dado à histeria e incapaz de pensar com coerência. Vegans preenchem muito bem este papel, mas poderia ser gente da Assembleia de Deus, o que dá no mesmo.

No caso específico da vegatuber Rawvana, nome artístico retardado de uma Mariazinha chamada Yovana Mendoza (nunca conseguiria seguidores com este nome de personagem do Family Guy), teve o dissabor de ser desmascarada em março, quando um amigo (da onça) postou um vídeo com ela traçando o maior peixe. Ela depois veio confirmar que estava comendo proteína animal, e os animais que a seguiam ficaram com cara de “Mas Hein?”. Isso não a impediu de continuar com seus vídeos defendendo uma dieta que ela é esperta demais para seguir.

Segundo a BBC, de onde esta notícia foi retirada, a British Nutrition Foundation elegeu a dieta vegana crua uma das cinco piores dietas para evitar em 2018, dizendo que ela compromete a saúde no longo prazo. Eu ia colocar o link, mas a British Nutrition Foundation disse que onde moro não pode acessar o conteúdo pois foi pra blacklist. Brasil não serve nem pra colônia, teria imaginado os mantenedores do site, mas vai o link assim mesmo. Você que se vire para ler.

Péra. Mas o que dieta com comida crua tem a ver com a notícia que a vegatuber foi desmascarada? Bem, não tem. É uma puxada de uma notícia de 2017, que o jornaleiro da BBC misturou com o conteúdo para dar a impressão que o texto está mais completo. De qualquer forma, dieta vegan é ótima, linda e cheirosa, desde que não tenhamos que comer de uma dieta vegan, salvo se for para um vídeo que será mostrado pros assembleianos, digo, pros seguidores da seita vegan.

De acordo com o NHS, o Ministério da Saúde com site mais feio que o meu, vegans e sua dieta riquíssima de nutrientes precisam de suplementação alimentar. Eles até têm um guia nutricional, que você poderá ler usando os profundos conhecimentos de inglês que você adquiriu prestando atenção nas aulas do colégio, pois está bem fácil.

E aí? Qual a bobagem que seu youtubeiro favorito andou falando para ser desmascarado depois?

Pesquisa mostra que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor à religião do que à cultura
Os demônios escondidos na Paralisia do Sono

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας