As origens dos jatos dinâmicos na superfície do Sol

Cuco imita porcos para não virar almoço
NASA em Marte: 20 Anos de pesquisas e conquistas

O Sol não fica paradinho. Sabe-se que ele tem altíssima atividade, com suas explosões solares e ejeção de massa coronal. Mas não é só isso! Milhões de jatos de material solar explodem da superfície do Sol a cada momento, chegando a ter quase 10 mil quilômetros de altura a uma velocidade absurda de milhares de quilômetros por segundo. Só agora, mediante simulações computacionais, estamos começando a entender esta dinâmica e sua natureza.

Inscreva-se em nosso canal.


Cuco imita porcos para não virar almoço
NASA em Marte: 20 Anos de pesquisas e conquistas

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Lucas Monteiro

    Agora modelos computacionais estão sendo cada vez mais precisos, e esperamos de que esta taxa venha aumentar.
    O poder de processamento das máquinas que estão exponencialmente crescendo ajuda neste requisito, e computadores mais avançados no futuro irão criar modelos computacionais com menos margens de erro.

    cloverfield respondeu:

    Imagine esse poder de processamento em computadores pessoais, celulares e tablets.

    Lucas Monteiro respondeu:

    Logo mais creio eu que teremos este poder de processamento em PC’s, celulares e outros gadgets.
    Na época em que se estourou o revolucionamento tecnológico (anos de 2000 e para cima), já se fabricava celulares com processamento maior do que o que levou o homem á Lua.
    Imagine agora, com as novas revoluções até a metade deste século, quão grande será nossos recursos nos meios tecnológicos.

    LucianoGuimaraes respondeu:

    O duro é a contínua luta contra a Lei de Moore. Até onde iremos com a arquitetura atual de processamento não se sabe, mas o horizonte não deve estar muito longe. Que venha o tunelamento de transistores !