Iapetus: o satélite esquisitão de Saturno

Iapetus (eu me recuso a chamar de Japeto) é o terceiro maior satélite natural de Saturno. Ele (Iapetus, não Saturno) possui diâmetro de 1.471,2 quilômetros e um período orbital de 79,32 dias, e cuja distância até seu planetão controlador é de 3.564.300 km. Para você ter uma ideia, nossa Lua tem diâmetro de 3.474,8 km e está a uma distância de 384.400 km.

Continuar lendo “Iapetus: o satélite esquisitão de Saturno”

Uma viagem pela Nebulosa Órion

Como seria dar um rolé pela Nebulosa de Orion? A emocionante animação abaixo é baseada em dados astronômicos reais e técnicas adequadas de renderização de filmes. A representação modelada digitalmente é baseada em dados infravermelhos do Telescópio Espacial Spitzer, mostrando as maravilhas da nebulosa que possui cerca de 40 anos-luz de diâmetro e está localizada no mesmo braço espiral de nossa Galáxia que o Sol.

Continuar lendo “Uma viagem pela Nebulosa Órion”

Como as primeiras estrelas se formaram?

Como as primeiras estrelas se formaram? Para ajudar a descobrir, a simulação de computador SPHINX da formação de estrelas no início do universo foi criada, alguns resultados dos quais são mostrados no vídeo apresentado. Além da radiação de fundo, o universo estava escuro. Logo, pequenos aglomerados de matéria ricos em gás hidrogênio começam a se aglutinar nas primeiras estrelas.

Continuar lendo “Como as primeiras estrelas se formaram?”

Colocando um bebê foguete pra nanar até chegar sua missão

Há uma maravilhosa corrida espacial para saber quem vai à Lua primeiro agora. Eu até acho que será a SpaceX, mas não importa quem seja, o que importa é que voltem lá. Para isso a NASA está tocando a Missão Artemis.

No vídeo a seguir, vemos a montagem e transporte do estágio central do foguete do Sistema de Lançamento Espacial para a primeira missão Artemis. Ele foi erguido e posto em posição no Edifício de Montagem de Veículos no Centro Espacial Kennedy.

Continuar lendo “Colocando um bebê foguete pra nanar até chegar sua missão”

O planeta que ganhou atmosfera de backup

Poucas pessoas têm uma segunda chance, e em se tratando de planetas, é mais raro ainda. Cientistas usando o telescópio espacial Hubble encontraram evidências de que um planeta orbitando uma estrela distante que pode ter perdido sua atmosfera, mas ganhou uma segunda por meio de atividade vulcânica.

Continuar lendo “O planeta que ganhou atmosfera de backup”

Uma sombra que passa, uma Lua que não se esconde

Durante esta semana, tivemos um eclipse lunar, quando a sombra da Terra fica no caminho do trânsito da Lua. A bem da verdade, a Lua não desaparece, mas fica avermelhada, já que o brilho do Sol é muito forte e parte de seus raios passam pela atmosfera terrestre.

O vídeo a seguir é um timelapse de um eclipse de 5 horas, tendo ocorrido em 31 de janeiro de 2018.

Continuar lendo “Uma sombra que passa, uma Lua que não se esconde”

Monstros espaciais travam batalha. Só pode haver um!

Todo mundo sabe que buracos negros são fascinantes, mas uma catástrofe. Se não uma catástrofe espacial, ele pode gerar coisas bem horrível, como o filme Interestellar. Até mesmo uma estrela se ferra se chega muito próxima de um buraco negro. A grande pergunta é “ok, mas o que acontece?” Continuar lendo “Monstros espaciais travam batalha. Só pode haver um!”

Tudo o que você precisa saber sobre Titã

O titânico Titã é gigantesco; uma das maiores luas (ok, satélite natural) do Sistema Solar. Ele é um mundo à parte. Talvez, as respostas de como chegamos aqui estejam lá. Talvez as respostas para perguntas que ainda não foram feitas é que estejam. Um lugar maravilhoso e complexo, lindo e mortal. O que atualmente sabemos sobre ele?

Continuar lendo “Tudo o que você precisa saber sobre Titã”