O segredo triplo do guerreiro

Você deve gostar das Três Marias. Ela é um conjunto de três estrelas (duh!) bem distinguível no céu noturno. Na verdade, aquela é a constelação de Órion, o Caçador, e aqui no hemisfério sul aparece de cabeça pra baixo. Órion é uma constelação fascinante, e para se estudar melhor, é dividida em partes, por assim dizer. O GW Orionis está associada à região de formação estelar Lambda Orionis e possui um disco protoplanetário circuntrinário estendido.

Ou seja, é um sistema estelar triplo, e triplo por causa de três estrelas. Não, eles não são as três Marias, mas eu tinha que começar com algo que você pudesse associar, certo?

Com o auxílio dos telescópios ALMA, um projeto que o Observatório Europeu do Sul, no Chile (ESO) faz parte, mas não o Brasil, já que o Brasil foi expulso de lá por ser caloteiro. Outro equipamento que também analisou o GW Orionis foi o SPHERE montado no Very Large Telescope do ESO, resultando em imagens do sistema estelar triplo com uma região interna peculiar.

Contrariamente aos discos de formação planetária planos que observamos em torno de muitas estrelas, GW Orionis apresenta um disco distorcido, deformado pelos movimentos das três estrelas no seu centro. A imagem obtida pelo ALMA (à esquerda) mostra a estrutura anelar do disco, com o anel mais interno separado do resto do disco. As observações SPHERE (à direita) permitiram aos astrônomos observar pela primeira vez a sombra que este anel lança sobre o resto do disco, o que tornou possível reconstruir a sua forma distorcida.

O vídeo a seguir mostra que planetas podem se formar e orbitar em vários planos. Em contraste, todos os planetas e satélites naturais em nosso Sistema Solar orbitam quase no mesmo plano. Já o GW Orionis possui um disco, digamos assim, “empenado” e anéis internos inclinados. A animação apresentada caracteriza o sistema a partir de observações com os telescópios VLT e ALMA do ESO. A primeira parte do vídeo mostra uma grande vista de todo o sistema a partir de uma órbita distante, enquanto a segunda sequência lhe leva  para dentro dos anéis inclinados numa incrível viagem de milhões de quilômetros de fascinação

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s