Artigos da Semana 10

Continuamos aqui, trazendo o melhor do mundo, principalmente àqueles que sabem mais que astrônomos (o que não significa muita coisa. Basta saber geografia de sexto ano que saberá mais do que muito astrônomo jovem do Brasil). Imaginem que podemos fazer exames sem levantar a bunda da privada. Ou que podemos estudar o planeta usando uma bigorna de diamantes. Sabem qual a concentração do álcool para matar o coronga? Mas pesquisar na Internet, reconhecendo sites válidos é algo que todo mundo sabe fazer, não é?

No final, a pergunta: já aprendemos a trabalhar?

Privada tecnológica examina o seu cocô, o seu xixi e fica de olho no seu olho

Saber como anda a saúde é primordial e sempre que possível devemos fazer um checkup. Imaginem se parte desse trabalho fosse agilizando simplesmente analisar sus fezes e urina no momento que você estiver colocando para fora. Pois é isso que esta privada tecnológica se propõe a fazer.


Estudantes de Medicina e Economia não sabem usar Internet e só pesquisam em sites vagabundos

A gente sabe que pesquisar na Internet não é fácil, principalmente para crianças tentando pesquisar algo para trabalhos escolares. Mas se você pensa que só crianças têm dificuldade de achar informação que presta na Internet, você terá uma triste surpresa.


Pesquisa estuda eficácia das concentrações de álcool para combater o coronavirus, este miserável

Todo mundo sabe que o ideal, para combater contaminações, é ter um mínimo de higiene. Um álcool-gel também ajuda. Todo mundo atrás de álcool 70, mas só este álcool serve? Uma pesquisa analisou outras concentrações de álcool para saber quais eram suficientes para mandar o coronga pra vala.


Pesquisadores usam melhor amigo das mulheres para saber como são as coisas no centro da Terra

Homens adoramos ferramentas. Mulheres adoram diamantes.Imagine que maneiro se juntar o útil ao agradável e termos uma bigorna de diamantes para estudar o interior do planeta?


Aprendemos a trabalhar? Não, né, minha filha?

No dia 3 de abril, eu postei um artigo chamado “Aprendemos a Lição?”. Nele eu trazia o cenário que acarretou esta quantidade de mortes, como falta de EPI ou mesmo higiene, investimento em saúde, etc e tal. Obviamente, nós não aprendemos, mas eu tenho outra lebre para levantar além desse tipo de lição, a forma de trabalhar deveria ser revista, pois muita coisa mudou forçosamente. O que aprendemos com isso?

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s