O russo que resolveu ir pra Encelado

Mecenato sempre foi algo legal. Os ricaços pagavam a pintores, escultores e faz-tudos em geral para produzir obras monumentais. Depois, os mecenas viram que Ciência era legal e arte virou muito mainstream. Daí passaram a financiar cientistas. Hoje, os ricaços como Elon Musk, Jeff Bezos e Richard Branson olham pro Espaço e pulam de contentamento. Sim, o Espaço, a Fronteira Final virou playground de gênios, bilionários, playboys e filantropos. Agora, temos outro na jogada: Um russo, o que estava demorando, afinal, eles conquistaram o espaço primeiro. No caso, a figura atende pelo nome de Yuri Milner e sua ambição é a lua. Não a nossa, mas o satélite saturniano Encelado.

Milner fundou o projeto “Breakthrough Starshot”. Em linhas gerais, ele usa o princípio que Arthur Clarke usou no conto chamado Vela Solar, mas cujo princípio começa muito tempo antes. Maxwell (sim, o das equações) já tinha previsto que a luz possui momento e pode exercer pressão sobre determinada área. Pyotr Lebedev foi o primeiro a demonstrar, com sucesso, essa pressão, que ainda que leve foi capaz de mover uma balança de torção, em 1899. Já Konstantin Tsiolkovsky foi o primeiro que juntou tudo isso e propôs o uso da pressão da luz solar para impulsionar a espaçonave através do espaço e sugeriu usar imensos espelhos de folhas muito finas para aproveitar a pressão da luz solar para alcançar velocidades cósmicas.

É com esta técnica que Milner pretende mandar uma nave até Encelado. Por que? Por que não? A ideia do uso de velas solares ajudaria no barateamento do custo. Mesmo porque, não iria gente a um primeiro momento.

Milner apontou que a NASA pretende ir até Encelado para dar uma fofocada por lá daqui a 10 anos, mas como Milner é russo, ele quer ir agora ou o mais rápido que puder. De qualquer forma, a NASA tem sérios problemas de orçamento, e verba é mirrada até pros projetos já existentes, quanto mais novos, que terão que ser batalhados. Já Milner com a ideia das velas solares pretende que o custo fique muito barato, apesar de não ser tão rápido, ao menos não início, mas como o Espaço a densidade de matéria é muito, muito baixa, a aceleração será constante, o que garante que se chegue lá, em que a única preocupação será os freios, mas isso não será um problemão.

É um tempo maravilhoso com esses homens loucos, e seus bilhões voadores numa competição de quem conseguirá mais façanhas, cada um se especializando num setor. E isso é muito legal!


Fonte: New Scientist

Um comentário em “O russo que resolveu ir pra Encelado

Deixe uma resposta para Ronaldo José Carneiro Bernarde Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s