Tag Archives: sistema saturniano

A incrível usina termoquímica de Enceladus

Opa, novas informações divulgadas sobre as descobertas da sonda Cassini a respeito do satélite Enceladus e do Hubble a respeito de Europa, o satélite de Júpiter, não o continente. Muitos já estão especulando sobre a possibilidade de haver vida ou, pelo menos, condições capazes de sustentar o surgimento de qualquer ser vivo, ainda que tosco. Serio mesmo que isso foi o que descobriram?

Dica: Não.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

A eletrizante superfície de Titã

Titã é algo absurdo. Já começa que ele é a maior lua satélite natural do Sistema Solar. Ele tem um raio de 2.576 km. Para você ter uma ideia, Marte tem raio de 3.390 km. Nada mal para um simples satélite, não é mesmo? Já postamos várias notícias e informações sobre Titã, mas ciência não para. Agora, pesquisadores estimam que Titã tem a Força… no caso: força elétrica, já que sua superfície seria carregada eletricamente.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Vão-se os dedos, ficam-se os anéis de Saturno

O Pai da região do Lácio assenta-se em seu trono. Lá ele contempla seus domínios. Senhor da Justiça, da renovação, Saturno enfrentou seu destino várias vezes, e sempre saiu vencedor, ainda que Júpiter o desdenhe. Saturno é grande por si só.

Os anéis do astro-deus são inigualáveis. Mesmo Júpiter, o rei dos Planetas não tem os anéis que Saturno tem. A bem da verdade, enquanto Galileu já tinha observado os anéis de Saturno (ele o chamou de "orelhas". Quem descobriu que eram anéis, mesmo, foi Huygens), os anéis de Júpiter só  foram observados pela primeira vez em 1979, pela sonda espacial Voyager I. Mas por que Júpiter, Saturno, Urano e Netuno têm anéis e Vênus, Terra e Marte não têm? Falta um "Meu Anel, Minha Vida?" (ok, isso soou esquisito)

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Confirmado um SPA em Enceladus

Enceladus é um satélite muito legal, pena que não gosta de mulher, principalmente as friorentas. O satélite natural de Saturno, o Planeta-Estiloso, já se mostrou muito interessante pelos seus gêiseres, e já falamos sobre ele AQUI e AQUI. Mas eram gêiseres mesmo? Bem, sim e não. Sim, são gêiseres, e não, não são como os daqui da Terra. O que é aquilo, então?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

As nuvens e a neve feitas de metano na atmosfera de Titã

A poderosa Titã, quieta sobre as absurdas forças gravitacionais do planeta anelado, é um dos vários mistérios do Sistema Sartuniano. Já falamos sobre a possibilidade de ter Vida lá (ou, pelo menos, condições favoráveis a isso), também falamos sobre a topografia de Titã e estudos sobre a força gravitacional do satélite titânico. Hoje, veremos sobre as magníficas nuvens de metano, com o referido hidrocarboneto cristalizado como neve, suspensos na atmosfera de lá.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Os 101 magníficos gêiseres de Enceladus

Enceladus é uma das minhas luas favoritas, mesmo não sendo uma lua e sim um satélite natural. Mas ele é um satélite tão natural para mim, que eu o vejo como um primo de nossa querida Lua (veja o que já escrevi sobre Enceladus). A sonda Cassini-Huygens chegou em Enceladus em 2004, e nos trouxe muitas imagens. Dentre elas, vários gêiseres, que nem aqueles que víamos no desenho do Zé Colmeia, nem que seja em alguma reprise.

Cientistas, no uso de suas atribuições, contaram quantos gêiseres Enceladus tem. A resposta? 101, mas você quer saber mais, não é? Claro que quer!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Lua de Saturno tem titânicas quantidades de sal

Já falei aqui sobre a topografia de Titã, assim como o reflexo da luz do Sol nas águas dos oceanos de Titã. Seus imensos e gelados mares feitos de metano despertam curiosidade, ainda mais levando em conta que os únicos mares com os quais estamos habituados são feitos de água. Mas não é só isso. Estudos sobre a força gravitacional de Titã indicam que há muito mais escondido ali, e os dados não mentem.

E sim, eu sei que "Lua" só tem uma, que é a nossa. Eu sei que Titã é um satélite natural, e eu também sei que fazer um título divertido também faz parte da divulgação científica.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

A Vida pode estar dando sopa em Titã

Sendo o segundo maior satélite natural do Sistema Solar (e domínio do Senhor dos Céus) Titã. A imensa sopa orgânica dele, com um imenso oceano de metano e etano, os compostos orgânicos mais simples, nos faz refletir sobre a imensa possibilidade de haver vida lá ou, pelo menos, ter um ponta pé inicial.

Titã é uma imensa sopa pré-biótica e mesmo que não vejamos vida lá agora, nos dá conhecimentos sobre como era o nosso próprio planeta há 3,5 bilhões de anos.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Os estranhos mares de Titã

O Senhor dos Céus contempla o infinito e além. Ainda que não seja tão poderoso quando o mais poderoso dos Deus, Saturno está tranquilo em seu leito etéreo, nas vastidões do Sistema Solar. Em volta dele, seus fiéis vassalos aguardam seu comando e o mais poderoso desses vassalos é o maior satélite de Saturno, mas ainda inferior a Ganimedes, o maior satélite do Sistema Solar, vassalo de Júpiter.

O que vemos a seguir é o fantástico terreno de Titã, com lagos de puro metano em estado líquido, ventos soprando etc.É um mundo em si mesmo.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Sonda Cassini estuda a atividade das nuvens da lua Titã

A monitoração contínua da atmosfera de Titã pela missão Cassini, que vem explorando o sistema saturniano desde Julho de 2004, está começando a revelar alterações sazonais na circulação atmosférica e desprendimento nova luz sobre a climatologia globais da maior lua de Saturno e a segunda maior de todo o sistema solar, depois de Ganimedes.

Em um estudo publicado na Nature, cientistas planetários examinaram mais de 10.000 imagens capturadas pelo espectrômetro de mapeamaneto de luz visível e infra-vermelho, a bordo da Cassini, realizadas entre julho de 2004 e dezembro de 2007. O estudo foi conduzido por uma equipe internacional liderada por Sebastien Rodriguez, da Universidade de Nantes, na França. Alguns eventos individuais, incluindo a chuva, tem sido relatados anteriormente, mas o novo relatório é a primeira vez em que a climatologia global de Titã foi examinada com o objetivo de identificar mudanças de estações na atmosfera de Titã. É o tipo de estudo, que é ativado pela vasta quantidade de dados observacionais que a nave espacial tem acumulado ao longo dos anos.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας