Pesquisa comprovou: Fosfoetanolamina deu chabu. Paguem as apostas, bitches!

Açougueiros podem ganhar prisão perpétua por causa de um bife, na Índia
Fundação Cacique Cobra Coral agora em Brasília para ver se chove

E para surpresa de ninguém, a fosfoetanolamina, o remédio que não é remédio, pois os próprios defensores daquela merda disseram que era para ser vendida como suplementinho alimentar, mostrou que é bem o que um suplementoalimentar: nada. Quiseram tanto os testes clínicos? Eu também. Resultado?

Nada, nadinha. Nem pensar. Resultado é que não teve resultado e aquela porcaria engana-trouxa não se mostrou útil para nada, com um ponto fora da curva. Moral da história, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) decidiu suspender esta palhaçada. Já não era sem tempo.

Claro, o bando de imbecis vão falar mimimi, a malvada indústria farmacêutica não quer que se ache a cura das doenças. Eu fico, então, pensando como conseguimos erradicar a varíola, sarampo e poliomielite no Brasil. Não era o caso dessas doenças ainda existirem? Só não se erradicou dengue porque é preciso saneamento básico, e mesmo assim companhias farmacêuticas não lucram tanto assim com dengue. Basta a população não ser porca que o problema já está quase resolvido.

Ah, sim, antes que eu mês esqueça, o Brasil já quebrou várias patentes e ainda tem a lei do genérico. Não, companhia farmacêutica não tem tão boa vida aqui. Do que estes idiotas estão falando.

Merda, estão falando merda, como sempre, com uma conspiração retardada, para justificar besteiras que receberam no Facebook e no grupo da família no WhatsApp.

O ICESP se tocou que essa baboseira é gasto de dinheiro inútil e determinou que não haverá mais nenhuma inclusão de novos pacientes nos testes clínicos com essa fosfoetanolengôdo. Não foi evidenciado nenhum benefício clínico significativo nas pesquisas realizadas até o momento. Foram 72 pacientes. Os testes não foram conclusivos. 59 pacientes foram reavaliados, só para ter certeza; desses 59 pacientes, 58 não tiveram NENHUMA evidência de resultado. Só um (UM!) paciente, que tem melanoma, apresentou uma resposta ao tratamento, com uma redução de mais de 30% do tamanho das lesões tumorais. Aí, para se ter certeza dessa resposta, seria preciso outro grupo só com melanoma. Vão enrolar isso até quando? Se ao menos o Meneguelo estivesse trabalhando nos testes clínicos ao invés de chilicar no YouTube e ficar choramingando no Senado estivesse TRABALHANDO NUMA PESQUISA SÉRIA, executando os testes clínicos, TALVEZ, tivéssemos algum resultado. Mas não era essa a sua intenção, né, Renatão?

Como o ICESP não é o Renatão, eles resolveram entender melhor a questão da resposta do melanoma. Aí, como estão presos a ter que dar satisfação a Chierice, o Papa da Fosfoetanolengôdo, que não fez um teste sequer, além de fabricar esta porcaria naquele laboratório mais imundo que cozinha de boteco de favela, o pessoal do ICESP fará reuniões para saber o que fazer, o que na minha modéstia opinião é bem simples: separem pacientes com a bosta do melanoma e façam os testes, variando diferentes quantidades (usando placebos como contra-prova, claro) e depois verifiquem os resultados. Mas já antecipo o fracasso dessa porcaria.

Lembrem-se: a proposição era “FOSFOETANOLAMINA CURA CÂNCER (QUALQUER UM)”

Curou? Não? FIM! Bóra parar com esta enganação!

Não, péra. O que diz o outro lado? Uma certa médica Regina Monteiro, que se diz pertencer ao grupo do Chierice (ele tinha um?) chilicou com a devida suspensão da pesquisa alegando que o método estatístico não dá conta de um estudo mais completo.

PODE SER, mas então, filhota, por que você não levou sua bunda para fazer os testes clínicos? Você fez alguma pesquisa? Não, porque não houve nada além de “LIBEREM A FOSFOETANOLAMINA PELAMORDEDEUS”.

Chilique não é ciência, filhota. Não gostou, financie a pesquisa do seu bolso. Ou peça emprestado ao Tedson, problema seu! Sem pesquisa, nada feito. No Paper, No Science!


PS: ainda assim é capaz de usarem para tratar no SUS. Já tem acupuntura, Reiki e homeopatia. Pilulinha mágica é moleza de adicionarem


Fonte: Estadão e G1

Açougueiros podem ganhar prisão perpétua por causa de um bife, na Índia
Fundação Cacique Cobra Coral agora em Brasília para ver se chove

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • Só fiquei com uma dúvida, professor: Quando o senhor vai cair na gargalhada? Ou o senhor já caiu de gargalhar?

    Pryderi respondeu:

    Estou esperando os idiotas virem aqui me xingar primeiro.

    Geison respondeu:

    Boa noite André. Acompanho seu site. Parabenizo-lhe por seus posicionamentos lúcidos. A fosfoetanolplacebo é isso e não passa disso (rss), corroboro com vc nessa questão, só acho que em relação a dengue em regiões tropicais vai muito além de saneamento básico e “população porca” (paleativo). Nas bandas de cá (região norte) a natureza comanda! Hasta la vista irmão.

  • Celso F. Trucolo

    Foram as energias mentais dos ‘big dogs’ dá indústria farmacêutica que atrapalharam os testes.

    Por isso digo que devem ser refeitos até provarem que a Fosfoetanolamina cura o câncer.

    Se tal procedimento não for adotado, vou bater o pezinho e parar de respirar!!!

    Ralph Danis respondeu:

    Não exite “um cancer” existem vários. Essa bala de prata que acaba com todos é um sonho distante ou inexistente. Fico muito satisfeito com uma droga que consiga curar algum tipo.

    Lucho respondeu:

    Não por isso. Tem gente contestando os resultados da pesquisa. Como, por exemplo, uma distinta e não digníssima senhora dona de grupo de facebosta a favor da fosfoetanolamerda que queria que os testes fossem feitos com a fosfoetanolamerda produzida pela USP e não pela empresa que Deus Chierice autorizou que fabricasse. Afinal, são substâncias diferentes.

    Bom, é usuária de facebosta. Não dá para esperar o que quer que seja da escória ignara que tem conta naquela enorme favela digital.

    Lucas Monteiro respondeu:

    Nossa, pensei que eu era o único que odiava tanto Facebosta, aparentemente há muitos outros como eu, e fico feliz.
    Quando as pessoas perguntam pra mim meu Facebook, eu falo logo de cara de que não utilizo, e elas ficam com uma cara de tipo “nossa, estranho você”. Bom, eu simplesmente não ligo pra essas pessoas, por que eu sei o que esta tal rede social tem a proporcionar para seus usuários : nada.
    Há muito tempo o slogan do Facebosta era de aproximar pessoas de muito tempo não vistas por você, ou amigos distantes, e eu nunca vi isto realmente funcionando, do que adianta você ter 1.500 amigos, sendo que destes, um ou dois devem ser realmente seus amigos, o resto é tudo status.
    Já dizia Albert Einstein : “Temo o dia em que a tecnologia se sobreponha à humanidade. Então o mundo terá uma geração de idiotas.” E mais uma vez, o velho Albie acerta.