Encontradas evidências da invasão de Grã-Bretanha por Júlio César

Caio Júlio César é um ícone na História. Suas campanhas militares são lendárias e dignas de virar filme, e eu ainda não entendi por que não o fizeram. Mestre na arte militar e política, ele acabou se tornando Pretor Máximo ou Ditador. Naquele tempo, o termo “ditador” tinha outra conotação. O Ditactor era uma espécie de guardião romano para restabelecer a paz e manter a ordem geral. Tudo bem que dali ele aproveitou se tornando Cônsul de Roma e, por fim, Imperador (se bem que o título de imperador, mesmo, foi dado a Otávio Otaviano, que subiu ao poder com o título Augusto César). Seus feitos militares foram escritos pelo próprio César, mas nem se pode dizer que ele saiu mentindo. Outras fontes como Salústio, Suetônio, Plutarco, Tácito e Cícero confirmam muito do que ele disse, além de citar outros feitos exceto a parte do “Até tu, Brutus?”. Isso foi invenção de Shakespeare)

Em 55 AEC, Júlio César, ainda general, invadiu o que era conhecida pelos gregos como Ilhas Cassiteritas (tinha este nome por causa da grande quantidade de estanho, que era usado para produzir o tão necessário bronze). Só que Roma não curtia muito este nome e chamou o local de Britannia, e que hoje é o sul da Inglaterra. Há muitos relatos sobre a façanha, mas não um registro arqueológico sobre o ocorrido.

Ou não tinha.

Continuar lendo “Encontradas evidências da invasão de Grã-Bretanha por Júlio César”

Pesquisa comprovou: Fosfoetanolamina deu chabu. Paguem as apostas, bitches!

E para surpresa de ninguém, a fosfoetanolamina, o remédio que não é remédio, pois os próprios defensores daquela merda disseram que era para ser vendida como suplementinho alimentar, mostrou que é bem o que um suplementoalimentar: nada. Quiseram tanto os testes clínicos? Eu também. Resultado?

Nada, nadinha. Nem pensar. Resultado é que não teve resultado e aquela porcaria engana-trouxa não se mostrou útil para nada, com um ponto fora da curva. Moral da história, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) decidiu suspender esta palhaçada. Já não era sem tempo.

Continuar lendo “Pesquisa comprovou: Fosfoetanolamina deu chabu. Paguem as apostas, bitches!”

Pesquisa levanta dúvidas sobre dados de câncer de próstata na Inglaterra

Câncer de próstata é uma bosta, como todos os cânceres que acometem pessoas que foram desenhadas por um projetista inteligente, mas tão inteligente que fez a uretra passar por esta droga de órgão. E se você é homem, toma vergonha e consulte um urologista. O recomendado é exame, SIM AQUELE EXAME, aos 50 anos; ou aos 45 se tiver casos na família (majoritariamente pai e irmão). Se não tiver, um exame PSA é o suficiente para se ter uma ideia. Lembre-se: pare de frescura que o médico não vai contar para ninguém. Ele não conta nem sobre o seu péssimo gosto para cueca e o estado dela.

Normalmente, homens negros são três vezes mais propensos a desenvolver câncer de próstata do que outras etnias. A questão é que eles acabam sub-representados e os dados acabam se tornando falhos. Isso porque remédios acabam não tendo a mesma eficácia para pessoas de etnias diferentes. Racismo? Não, genética. Vá discutir com sr. DNA.

Continuar lendo “Pesquisa levanta dúvidas sobre dados de câncer de próstata na Inglaterra”

Máquinas moleculares: Quem ganhou o prêmio Nobel de Química 2016 e por quê

Um grupo de cientistas ficou muito feliz esta semana. Levaram algumas coroas suecas para casa, suas esposas acharam o máximo e tudo acabou em festa. E não, não é roteiro de algumas revistas suecas. É o resultado de outro tipo de publicação. Saiu o prêmio Nobel de Química 2016, que contemplou o trabalho de três pesquisadores com um módico prêmio de 8 milhões de Ann-Margrets.

Enquanto físicos constroem as maiores máquinas do mundo para compensar suas anatomias, químicos desenvolvem as menores máquinas porque… Bem, não temos problemas de autoestima. :D 

Mas afinal, pelo que foi o prêmio Nobel de Química? Merece um LIVRO DOS PORQUÊS!

Continuar lendo “Máquinas moleculares: Quem ganhou o prêmio Nobel de Química 2016 e por quê”

Entrevista mostra que pessoas ainda estão naquela de “tarefa de menino” e “de menina”

Muitos heterossexuais não entenderam como homossexuais funcionam. Não, não estou me referindo a isso, mas aquilo. Não, péra. Aquilo também não. Ah, desisto, a maioria dos héteros não sacam nada sobre homossexuais, por isso saem aquelas perguntas idiotas como “quem entra vestido de noiva na cerimônia de casamento?”

Um grupo de cientistas sociais (sim, eles existem, longe dos babacas que ficam discutindo miséria em apartamento da Vieira Souto) resolveu pesquisar a percepção da população dos EUA sobre como veem.

Continuar lendo “Entrevista mostra que pessoas ainda estão naquela de “tarefa de menino” e “de menina””

Grandes Nomes da Ciência: Maria Vitória Valoto

Eu tenho muitos motivos para dizer que o Brasil odeia ciência, e todos eles são plenamente justificáveis. Essa pocilga que chamamos de “política científica” e nada é a mesma coisa, enquanto que temos deputados defendendo a profissionalização de ufólogos; o que até faz sentido quando Homeopatia é especialidade médica e astrologia é profissão, além de cartas psicografadas serem aceitas em julgamentos.

Por sorte, nós ainda temos pessoas que se recusam a aceitar isso. Pessoas que mostram amor pela Ciência, tendo certeza que ela que nos tira da barbárie, só ela que nos salva de nós mesmos. Só ela é capaz de garantir uma melhoria de vida. Um exemplo dessas pessoas é a menina Maria.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: Maria Vitória Valoto”

Sobre Publicações Científicas com Acesso Aberto

Eu já discuti isso num artigo, mas o pessoal tem predileção por vídeo também. Neste aqui eu falo como ter acesso ao conhecimento é complicado, e as editoras de periódicos científicos não facilitam. Cobram absurdas quantias de dinheiro só para ler um artigo; e isso quando não cobram do pesquisador também.

A União Europeia resolveu acabar com esta farra decidindo que até 2020 todas as publicações feitas por pesquisadores em institutos europeus terão que ser de acesso aberto. Qualquer um poderá ler sem pagar nada. As editoras, parece, não estão gostando muito. Tadinhas. Bem, sem delongas. Vamos ao vídeo?

Continuar lendo “Sobre Publicações Científicas com Acesso Aberto”

UE quer todos os artigos científicos com acesso aberto até 2020. Chora Elsevier!

Eu já falei sobre isso duas vezes, e não me repetirei. Cheque os artigos O paywall de artigos científicos deveria acabar  e A guerra contra o paywall dos artigos científicos continua. Lá eu deixo claro sobre a celeuma da abertura dos artigos científicos, nem que seja por vias um tanto questionáveis como o SciHub.

Afinal, a quem pertence o Conhecimento? A quem pertence os terabytes de dados produzidos, os terabytes de informações publicadas, compartilhadas, divulgadas e… presas a um sistema em que você tem que pagar para ler uma pesquisa, sendo que este dinheiro não vai para o pesquisador? Bem, a União Europeia bateu o martelo e disse que até 2020, todas as pesquisas feitas em instituições de lá terão que ser de acesso aberto.

Continuar lendo “UE quer todos os artigos científicos com acesso aberto até 2020. Chora Elsevier!”

Mais uma sobre a Fosfoetanolamina

Em 17 de outubro, eu coloquei meu primeiro vídeo sobre a fosfoetanolamina. Um monte de trolls me xingou. Ameaçaram que os resultados estavam vindo aí. Bem, eles vieram e o que temos? As pílulas se mostraram ineficazes, e nem tem grandes quantidades de fosfoetanolamina. Claro, uma bela parcela ainda vai me xingar, mas quem se importa com gente ignorante?

Assistam o vídeo, pois ele traz as minhas últimas (mas não defiintivas) considerações sobre esta insânia que é o caso da Fosfoetanolamina.

Continuar lendo “Mais uma sobre a Fosfoetanolamina”