O paraíso celestial de Dry Tortugas

Há muitos lugares legais fora dos grandes circuitos do turismo. Normalmente, quando se fala em Flórida se pensa nas praias de Miami ou nos Everglades. Mas existe o Parque Nacional de Dry Tortuga. Eu sei muito sobre ele! Aprendi com a Wikipédia que é “um parque nacional localizado na Flórida, Estados Unidos”. Na verdade, o Dry Tortugas é um pequeno arquipélago de ilhas feitas de coral a cerca de 110 km a oeste de Key West, Florida, representando a extensão mais ocidental de Florida Keys, sendo que 99% de sua área embaixo d’água, sendo uma maravilha de águas transparentes em que você pode nadar à vontade (de snorkel apenas. Nada de pesca predatória). O primeiro visitante de Dry Tortugas foi o famoso Ponce de León (sim, o que supostamente teria descoberto a Fonte da Juventude), e hoje ainda podemos ver o Fort Jefferson, uma magnífica fortaleza do século XIX. Eles têm até site!

Estando bem longe das luzes das cidades, o céu é uma linda abóbada de estrelas. Por isso, o lugar é o candidato ideal para se fazer um time lapse.

Harun Mehmedinovic http://www.bloodhoney.com/about/ é cineasta e fotógrafo. Ele faz parte do Projeto Skyglow, que é membro do International Dark Sky Association, uma iniciativa que visa preservar ecossistemas, simplesmente apelando para uma das maiores conquistas, mas extremamente poluentes, dos seres humanos: iluminação artificial. A noite escura é uma necessidade para as espécies em todo o humano, mas as pegadas luminosas dos humanos mancham algo tão fino e delicado, além de nos privar da beleza do céu noturno.

Harun fez um time lapse muito legal. Eu até estava com saudade de colocar vídeos assim, que são sempre inspiradores, belos e, CARACA! Dá até pra ver a Estrela Polar, que está lá, sempre no norte, com todas as estrelas bailando ao redor dela, mesmo que seja apenas por um capricho de geometria e óptica.

Há muitos lugares escondidos (ou nem tão escondidos assim) esperando para serem descobertos, redescobertos ou simplesmente visitados. Mas, talvez, seja melhor que hajha pouco fluxo de pessoas. Menos poluição, menos pegadas humanas, melhor beleza resguardada. Mas é a beleza de Schrodinger, que só estará lá se alguém a vir e apreciá-la.

São os dilemas de nossos tempos.

Um comentário em “O paraíso celestial de Dry Tortugas

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s