Um antigo mapa mundi para viajantes que não viajavam

Mapas sempre foram uma necessidade, desde que os primeiros humanos precisavam saber onde estavam e, mais importante, como compartilhar com os outros como chegar em determinados lugares. Em 2020, eu postei sobre o maior mapa mundi existente, falando inclusive do Imago Mundi, o mapa mais antigo que representa o mundo, tendo sido feito pelos babilônios no século 6 AEC. Entretanto, apesar de não ser o mais antigo, nem o maior mapa mundi existente, há um mapa fascinante, datando do século XIII: Mappa Mundi de Hereford. Continuar lendo “Um antigo mapa mundi para viajantes que não viajavam”

Navegar é preciso. Registrar em vídeo mais ainda

Imagine-se viajando por longo tempo pelo mar, indo de porto em porto. Bem, esta é a vida de uma tripulação de navios de carga. O mar aberto, cruzando vários oceanos, diferentes portos, enfrentando climas muito diferentes, tempestades, noites enluaradas, tempestades elétricas, diversos nascer e pôr do Sol, a lua cheia iluminando tudo. Um quê de aventura, de magia, de solidão, de mistério, de excitamento, de tédio. Um pouco do que nossos antepassados passaram ao desbravar rotas nunca antes imaginadas. Continuar lendo “Navegar é preciso. Registrar em vídeo mais ainda”

No meio do caminho tinha umas pedras…

Eu vejo essas marcas, essas inscrições e penso no que a pessoa estava vivenciando naquele momento.No que estava pensando. Será que essas palavras são o nome de pessoas amadas ou uma assinatura num pedaço de pedra? O que ele ou ela viu, eu faço uma ideia. Muito provavelmente uma loja da Pizza Hut logo ali perto. Mas o que estaria pensando?

Continuar lendo “No meio do caminho tinha umas pedras…”

Os detalhes escondidos na Capela Sistina

Todo mundo que visitou a magnífica Capela Sistina fica embevecido com as pinturas lá. A capela foi uma encomenda do Papa Sisto IV, em 1471, contratando vários artistas para decorá-la, como Sandro Botticelli e Pietro Perugino. Em 1508, Rafael Sanzio foi convidado para pintar afrescos, mas ele viu que seria uma trabalheira e empurrou a bola para Miquelângelo Buonarroti, que não era pintor, mas escultor. Miquelângelo relutou, mas acabou aceitando, e demorou um bocado para pintar tudo, muitas vezes ficando quase de cabeça para baixo em andaimes de madeira, a uma altura de cerca de 13 metros, e isso no século XVI, o que era praticamente suicídio. Mike não morreu e sua obra está para a posteridade até hoje. Continuar lendo “Os detalhes escondidos na Capela Sistina”

Um Paraíso para Astrônomos

O ESO tem três locais de observação astronômica espalhados pelo deserto de Atacama no Chile: Paranal com seus telescópios VLT e logo o E-ELT, o local mais antigo: La Silla e ALMA localizados acima de 5000 metros. É um lugar fantástico, com paisagens fantásticas e um céu fantástico. Uma maravilha para quem quer investigar o céu. Um verdadeiro paraíso para astrônomos.

Continuar lendo “Um Paraíso para Astrônomos”

Grandes Nomes da Ciência: Nathaniel Ward

O homem caminha até a sua criação. A olha com curiosidade. Vê que ela precisa um pouco de sua intervenção. Só um pouco. Por 12 anos não precisou, mas agora seria ótimo dar uma ajudinha. Ele contempla a enormidade de sua criação, tanto em tamanho, como longevidade. Ele faz o que tem que fazer, e ele sai. E por mais algumas décadas, sua criação estará sem nenhuma intervenção. Ali, funcionando sozinha, independente. O homem sai satisfeito. Sua selva particular está a contento e ele sendo o deus bondoso daquele sistema, o deixa prosseguir. Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: Nathaniel Ward”

As estupendas maravilhas da Noruega 2

Ano passado (já?), eu postei um vídeo em timelapse da Noruega. É um lugar magnífico, ainda que seja um país pequeno. Pequeno, mas com paisagens exuberantes, misteriosas e fantásticas. Não apenas isso, as auroras à noite são um outro show à parte. Então, sem mais delongas, solte o vídeo e aprecie.

Continuar lendo “As estupendas maravilhas da Noruega 2”