Carne processada pode causar câncer. Carne vermelha? Não sabemos, vai que…

A veganzada está feliz. Eu até compreendo. Não é fácil ser feliz comendo da maneira pobre que eles comem, necessitando seus suplementos, xingado as pessoas normais, digo, as pessoas que não coadunam com sua religião e vindo aqui me provar o quanto estou errado. É que nem o Robson, que vive estimulando as pessoas a me atacarem, porque é covarde e não tem peito pra vir debater comigo, pois sabe o que vai enfrentear.

Oi, Robson, tudo bem? Eu sei que você ainda vem aqui. Beijo na irmã. Quer um bifinho?

Ah, mas ficou “provado” que carne dá câncer e que o McDonald’s fará um combo McFosfoetanoburguer. Certo?, er… não. Lamento, mas não.

De acordo com a excelente fonte Bem Estar  (que não coloca nenhum link, claro, pois a Globo não gosta de gerar click de graça), a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou o bacon, linguiça e salsicha na lista de alimentos cancerígenos, pois “há ‘evidência suficiente’ de ligação desses alimentos com câncer, diz relatório. Texto alerta para risco de alto consumo de carne processada.”

Péra. É carne, carne ou carne processada? O que é carne processada?

Carne processada é a carne que passou por meios industriais de conservação, seja salga (carne seca), defumação (bacon, toucinho, presunto) ou conservante mesmo, como aquelas feijoadas que vêm em lata.

O consumo desses alimentos está em estreita relação ao câncer colorretal, que afeta o intestino e o reto, mas existem associações com outros tipos de câncer. Abaixo a tradução do relatório da Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, que vários idiotas me disseram ser financiada pela Big Pharma, sendo uma vendida e sob os interesses do lobby dos illuminatis e outras bobagens. O PDF original você pode baixar AQUI.


A Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC), a agência do câncer da Organização Mundial da Saúde, avaliou a carcinogenicidade do consumo de carne vermelha e carne processada.

Carne vermelha

Depois de uma profunda revisão da literatura científica acumulada, um grupo de trabalho de 22 especialistas de 10 países reunidos pelo Programa de Monografias IARC classificou o consumo de carne vermelha como provavelmente cancerígeno para os seres humanos (Grupo 2A), com base em evidências limitadas de que o consumo de carne vermelha causa câncer em seres humanos e uma forte evidência mecanística apoiando efeitos cancerígenos.

TRADUÇÃO: IARC não tem certeza se causa câncer. Eles nem pesquisaram, eles revisaram a literatura, ou seja, nada de novo. Talvez cause, mas as evidências são limitadas, isto é, poucas. Entretanto, há fortes razões para acreditar que a carne vermelha tenha participação no mecanismo de desenvolvimento da doença. Resumindo: não, não causa câncer.

Esta associação foi observada principalmente para câncer colorretal, mas as associações também foram vistos para câncer de pâncreas e câncer de próstata.

Eles associaram a ingestão com um mecanismo de participação da doença.

Carne processada

Carne processada foi classificada como carcinogênico para humanos (Grupo 1), com base em provas suficientes em humanos que o consumo de carne processada provoca câncer colorretal.

O consumo de carne e seus efeitos

O consumo de carne varia muito entre os países, desde alguns poucos por cento até 100% de pessoas que consomem carne vermelha, dependendo do país, e proporções um pouco mais baixas comem carne processada.

Meteram tudo num balaio. Quem come pouca carne vermelha, muita carne vermelha e carne processada.

Os peritos concluíram que cada porção de 50 gramas de carne processada comida diariamente aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.

“Para um indivíduo, o risco de desenvolver câncer colorretal por causa de seu consumo de carne processada permanece pequeno, mas este risco aumenta com a quantidade de carne consumida,” diz o Dr. Kurt Straif, chefe do programa de monografias IARC. “Tendo em vista a grande número de pessoas que consomem carne processada, o impacto global sobre a incidência de câncer é de importância para a saúde pública “.

Tradução: tudo demais faz mal.

O grupo de trabalho IARC considerado mais de 800 estudos que investigaram associações de mais de uma dúzia de tipos de câncer com o consumo de carne vermelha ou de carne processada em muitos países e populações com diferentes dietas. A evidência mais influente veio de grandes estudos prospectivos de coorte realizados nos últimos 20 anos.

Saúde pública

“Estes resultados suportam mais atuais recomendações de saúde pública para limitar a ingestão de carne,” diz o Dr. Christopher selvagem, diretor da IARC. “Ao mesmo tempo, a carne vermelha tem valor nutricional. Portanto, estes resultados são importantes para permitir que os governos e as agências reguladoras internacionais para realizar avaliações de risco, a fim de equilibrar os riscos e os benefícios de comer carne vermelha e carne processada e para proporcionar a melhor possíveis recomendações dietéticas “.


Traduzindo tudo, pegaram um monte de pesquisas que já conhecíamos disseram o que já sabíamos:

1) Carne processada leva um monte de coisa. Dizem que leva carne também, mas parece não ser o caso dos nuggets, que são formados por veias, nervos, gordura e pouca carne de frango.

2) Excessos são uma bosta, e todo mundo sabe que aquela gordurada do bacon não faz bem. A gente come porque é gostoso. Mas pizza também não é saudável e seu croissant de mandioca também não é.

3) Apesar de terem tentado relacionar a carne fresca ao câncer, não conseguiram. Contra-filé tá liberado, mas batata frita em óleo de soja (comida vegan, pois nenhum dos ingredientes é de origem animal) e até biscoito cream cracker são cancerígenos também [1] [2] [3]

4) IARC reconheceu o valor nutricional da carne vermelha,deixando a cargo dos países decidir políticas para estudar suas necessidades dietéticas e avaliar os riscos.

5) Em nenhum momento o documento fala de comparação com o cigarro, pois foi coisa de jornaleiro querendo causar.

6) Curiosamente, a Globo não está manipulando as pessoas para que comam bastante carne vermelha e, assim, enriquecer os produtores de carne e as companhia farmacêuticas que lucrariam horrores tendo mais doentes de câncer no mundo. Mas aposto que se fingirão de surdos.

7) Claro, veganzada continuará festejando. É a única satisfação em sua religião.

17 comentários em “Carne processada pode causar câncer. Carne vermelha? Não sabemos, vai que…

  1. e mesmo se a carne vermelha causa-se câncer.

    iria morrer feliz com meu bife na boca
    o cigarro em uma mão
    e a cerveja na outra

  2. Puts! Acho que peguei um câncer enquanto lia este texto. Tudo dá câncer!… parece que viver também dá… espera aí que vou resolver isso lá no meu quarto com um laço em uma corda…

    …Pensando bem, acho que vou continuar minha vidinha de comer de tudo, cada coisa em sua dose adequada, sem exageros. De vez em quando um nuggetzinho ou um sanduíche de presunto também cai bem. Mas convenhamos, quem come estas porcarias todo dia é porque está mesmo desgostoso da vida e quer morrer não é?

  3. Daqui a pouco os papacapins virão encher o saco com textões chorosos e analfabetismo científico. Vai vendo…

  4. Os peritos concluíram que cada porção de 50 gramas de carne processada comida diariamente aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.

    Hohoho!
    Melhor jogar meu Bacon fora, mas Meh!
    É só as pesquisas observacionais da imprensa com seu vergonhoso jogo do medo.

    E outra, tudo isso foi baseado em questionários dietéticos não confiáveis. Eles pedem o relato dos indivíduos sobre a ingestão de alimentos durante o ano anterior. Quão preciso você acha que as respostas são?

    1. Algum estudo com a probabilidade de contrair câncer, para que possamos multiplicar por 1,18 e ver o custo real de comer bacon?

  5. O mundo parece cada vez mais próximo da sociedade mostrada no filme “o demolidor”, (do Stallone), onde quem quer escolher o que comer, vestir, ler ou dirigir precisa viver no submundo……

  6. Quando sair um desses com relação a excesso de sexo, pode ter certeza que ninguém vai morrer de desgosto.

  7. ai você esfrega um estudo prospectivo na cara de um jumento comedor de capim e ele faz beicinho.
    http://ajcn.nutrition.org/content/89/5/1620S.long

    Outra coisa, agora sobre as gorduras. O abacate tem 60,2% de gorduras monoinsaturadas (ácido oleico, o mesmo tipo de gordura do azeite de oliva). E o bacon tem 50,4%. Se o abacate é saudável pelo seu conteúdo de ácido oleico, quero que me expliquem por que o bacon não seria. Vai lá no site do USDA e veja.
    E eu sinto lhe dizer que suas células e suas mitocôndrias não diferenciam se o ácido oleico vem do bacon ou do abacate. Ele não vem em duas versões, uma animal e outra vegetal.

  8. Mal comparando, é que nem a chance de acertar os números da Mega-sena: a chance individual de acertar é irrisória (1 em 60 milhões, salvo engano meu), mas, com 100, 200 milhões de apostas, alguém acaba acertando.

    Resumindo: pra tu contrair câncer desse jeito, ou tu é um débil mental que SÓ come carne processada, ou tu é MUITO azarado.

    Bem que o André sempre menciona sobre jornalista comentando ciência… o André NUNCA erra sobre isso, impressionante…

  9. Um prefeito de Nova York proibiu aqueles baldes de refrigerantes de 1L em fast food. Os obesos americanos passaram a comprar 2 copos de 500 mL.

  10. A carne de vaca não é vermelha, afinal não como ela crua, ele é marrom. Ja os embutidos (ou carnes processadas) mesmo depois de cozidas continuam vermelhas. Acho que alguém no meio do caminho modificou o sentido original de carne vermelha.

Deixe uma resposta para NestorBendo Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s