Eu sou uma abominação!

Por anos eu não entendi a minha condição. Eu olhava as pessoas ao meu redor e percebi que era diferente delas. Eu não via o mundo como elas. Elas não aceitavam como eu era. Eu não podia fazer muitas coisas que os outros meninos faziam, dado a um problema que eu tenho, que eu nasci. Descobri logo cedo quem e o que eu era. Isso me deprimia. Eu queria ser igual aos outros, mas não era. Eu queria ser reconhecido como um igual, mas eu não era igual. As outras crianças perceberam e riam de mim. Estava na minha cara, não tinha como negar. Meninos e meninas apontavam para mim e riam "Lá vem ele", gracejavam. Mil e um apelidos me colocaram. Fui agredido verbal e fisicamente. E isso porque eu era diferente.

No colégio, os professores olhavam para mim com expressão de desaprovação. Eu não era perfeitinho como os outros. Era deixado de lado. Como estudei num colégio católico, era visto como uma imperfeição, perante as leis de Deus. Deus, esse cara que sempre fez tudo certinho e perfeito. Deus esse que não cometia erros e se eu era diferente, eu era o errado. Eu era uma abominação.

Na história da humanidade, pessoas diferentes sempre foram perseguidas, odiadas e massacradas. Me causa terror quando muitos perseguidores de pessoas diferentes, sabendo que eles se lembrarão de mim, dada a minha condição. Isso me dá muito medo.

Talvez nunca escapemos da Lei de Godwin, quando eu precisarei lembrar que deficientes, homossexuais, seguidores de religiões diferentes, de vertentes diferentes (sim, até mesmo Testemunhas de Jeová iam para campos de concentração, exatamente por serem Testemunhas de Jeová), de partidos políticos opostos, de gente que simplesmente desagradou a alguém e este alguém o denunciou como inimigo do Estado.

Quando inimigos do Estado serão determinados por livros religiosos, estaremos na mais negra das Idades das Trevas. Minhas partes anatômicas foram criadas pelo Deus Todo-Poderoso para uma única função natural, e qualquer coisa diferente disso é uma aberração, algo a ser extinto, limado da face da Terra, jogado para alguma ilha abandonada, em que todos estarão fervorosamente rezando para que o fim seja breve, de forma a mandar mais gente para lá.

Eu tenho medo. A polícia deu uma batida na casa do meu vizinho do outro lado da rua. Vivia maritalmente com outro tão abominável, perante os olhos do Estado, quanto ele. Ele foi arrastado enquanto alegava que o próprio Deus o havia feito daquele jeito e foi surrado, pois Deus não faz nada imperfeito e a Bíblia era clara nisso, da mesma forma que dizia como devíamos seguir nossas vidas. Qualquer coisa diferente não tem direitos, pois não é criação de Deus. Não é algo que mereça constituir família, já que famílias são apenas para quem é reconhecida pelo Estado.

Ouço batidas na minha porta. Um pé com um coturno pesado a arromba. Soldados invadem minha sala, armas apontadas para mim e minha mulher.

– André Carvalho, o senhor feriu o código 38270/2020, editado pelo nosso amado e honrado líder Levy I. Suas orelhas não foram criadas para sustentar armações, seu nariz não foi feito para apoiar óculos e seu defeito de visão é uma abominação perante todo o colegiado de pessoas que enxergam bem. O senhor foi declarado inimigo do Estado e do Povo, e será separado disso o que você chama de… de… família.

Minha mulher tenta intervir, mas ela também é presa por usar óculos. Fomos considerados aberrações perante uma sociedade de pessoas que enxergam bem. Somos diferentes, somos uma ameaça à estrutura da sociedade. Por anos eu tentei fingir que enxergava sem o auxílio de óculos, mas nem sempre era possível. Minha filha foi tirada de mim. Ela é meia-pura, já que consegue enxergar,mas é filha de pais "defeituosos". Na TV as pessoas proliferam o ódio contra quem tem defeitos físicos ou a cor de pele não aceita como "normal". Alguns de nós tiveram os olhos foram furados para acabar de vez com nossas abominações e jogados numa ilha deserta. Meus vizinhos, em que o marido recebeu um rim de sua esposa pois ele nascera com deficiência renal, acabou sendo morto num Gulag. Nos colocaram em consultas com psicólogos, que tentaram nos convencer que nós não tínhamos defeitos físicos, mas apenas estávamos tentando ofender ao Deus-Pai.

E tudo começou com um simples discurso, no qual grande quantidade de pessoas deu imenso apoio.

4 comentários em “Eu sou uma abominação!

  1. Profético, só espero que não se cumpra, pois estamos caminhando para algo similar, uma espécie de involução, que a cada dia observo ser mais difícil de reverter.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s