Kate Upton de biquíni em microgravidade for the Science!

Kate Upton é que nem bluetooth: tudo fica melhor com ela. Até mesmo Ceticismo.net e a Sports Illustrated com o seu Swimsuit 2014, onde a bela modelo subiu num voo parabólico e conheceu os poderes da Física em seu próprio e fantástico físico.

Mas, claro, aqui é um site de divulgação científica e você está doido para saber o que está acontecendo ali, não é? (diga que quer. Tem vídeo no final) Então abra a sua play… digo, o seu LIVRO DOS PORQUÊS! (pode ser qualquer capítulo. Você não estará olhando pra ele, mesmo)

La belle Uton está experimentando os efeitos da imponderabilidade ou microgravidade. Alguns apedeutas chamam isso (o efeito e não a modelo) de Zero G, e isso é totalmente errado.

Gravidade é uma força de atração entre dois corpos que apresentam massa. Esta força é diretamente proporcional ao produto das massas dos corpos e inversamente proporcional ao quadrado da distância que os separam.

Isso significa dizer que quanto mais gordinhos os corpos forem, mais forte será a força. Quaqnto mais longe esses dois corpos, mais fraca será essa força.

Explicando melhor, suponha que você está na mesma distância entre o Anderson Silva e a própria Kate. Você será atraído gravitacionalmente pelo Anderson e a Kate ficará de biquinho vendo você se afastar dela, e quanto mais você se afastar da Kate, mais fraca será a atração entre vocês e mais atraído(a) você estará pelo Anderson. Silva. Ele e a Kate também são atraídos em sua direção, mas o corpo mais leve é que vai cair em direção ao grandão.

Esta força é muito fraca. Pense que a Terra atrai gravitacionalmente a sua cadeira, mas seus músculos são capazes de tirá-la do chão. A força gravitacional é uma força ridiculamente fraca!

Todos os planetas sofrem ação gravitacional do Sol. Plutão está sob ação gravitacional do Sol e até a nuvem de Oort, pra lá de Plutão, sofre ação gravitacional do Sol. Como se ela é tão fraca? Porque o Sol é (como direi em termos técnicos?) grande bagarai!

Newton imaginou que ao se disparar uma bala de canhão com mais força, ela cairá cada vez mais longe. Se disparássemos com força suficiente para que a bala passasse a curvatura da Terra, a força gravitacional a atrairia, mas seu momento angular faria com que ela continuasse girando e girando em volta da Terra. O nome disso é "órbita".

Uma órbita geoestavionária é quando um satélite (seja ele natural ou artificial) gira em torno de um corpo com velocidade equivalente à velocidade de rotação do corpo em questão. Isso acarreta em termos satélites apontados sempre para as mesmas logo abaixo. Como um certo tio, autor de livros de ficção científica meio desconhecido, calculou esta órbita, ela ficou conhecida como Órbita Clarke.

No Espaço, a ação da gravidade da Terra é muito pequena. Chamamos isso de microgravidade (ela efetivamente existe, mas é muito, muito pequena). ou "imponderabilidade". Zero G é errado. Zero G fede. Zero G é a papipapu… bem deixemos isso de lado.

Treinar astronautas para trabalhar em microgravidade é muito complicado. Inicialmente nem se sabia como o corpo humano reagiria. Então, durante o Projeto Mercury, testaram uma ideia vinda de um… elevador!

Quando você está num elevador indo para os andares superiores, você se sente mais pesado. Você está a mais de 1 G (1G equivale à aceleração da gravidade ao nível do mar. A saber: 9,8 m/s2). Se o elevador sobe muito rápido, você tem a aceleração da gravidade MAIS a aceleração de subida do elevador. Quando o elevador desce, ele compensa a aceleração da gravidade. Você se sente mais leve. Na verdade, é a inércia, que faz você se mover à mesma velocidade do elevador, só que ele vai acelerando na descida. Você está indo a menos de 1 G.

Treinar pilos te caça é prepará-los para as acelerações bruscas que a aeronave faz. basicamente, colocam o piloto numa centrífuga que vai acelerando cada vez mais, com velocidade aumentando (e variação de velocidade em relação ao tempo é aceleração). Dessa forma, pode-se submeter os pilos a acelerações equivalentes a 1, 2, 3, 5, 7G etc! Se você não quiser testar isso, pense que você está num carro e ele dá uma arrancada.

Fazer o corpo humano sofrer a ação de forças gravitacionais tão fortes não é pra qualquer um. O piloto abaixo chegou a aguentar uma força de 9G!

Mas e o inverso? Como treinar pessoas em ambientes com muito pouca gravidade? A manuseabilidade dos trajes são feitos em piscinas, mas testar mesmo o corpo é feito em voos curtos e em alta velocidade em descida. Isso é chamado voo parabólico, mas ficou conhecido carinhosamente como "Cometa do Vômito".

Quando o avião chega no topo da subida, ele desce quase na vertical. O avião e tudo o que tem dentro dele estão em queda livre. Tal como a bala de canhão de Newton, vocês estão caindo. Então, por que não é isso que você sente e sim ausência de peso?

Simplesmente por causa do referencial usado pelos seus sentidos. Assim com num carro você olha o motorista e parecem estar parados, com tudo se movendo em volta, no cometa do vômito, tudo está "parado" dentro do avião. As janelas estão fechadas, então você não sabe que está efetivamente caindo; como não está ao ar livre, não sente o deslocamento de ar, e não está sendo atraído para nada dentro do avião. Sua única sensação é a falta de peso; lembrando que peso é uma força, massa é uma medida. Peso é a sua massa multiplicada pela aceleração do local onde você está.

Foi isso que Kate Upton sentiu. O cabelo esvoaça por causa da inércia, todo o corpitcho dela está caindo junto com o avião, mas ela está livre, leve e solta por alguns segundos (e nem sentirá nada caso o cometa do vômito perca o controle e se esborrache no chão, coisa que não aconteceu ainda. Caso você esteja interessado, por quase 5 mil dólares mais taxas, você pode ter esta experiência também (só não garanto que ficará fashion num biquini dourado).

E como prometido: mais Kate Upton:

http://c.brightcove.com/services/viewer/federated_f9?isVid=1&isUI=1

9 comentários em “Kate Upton de biquíni em microgravidade for the Science!

  1. Só para colaborar:
    A gravidade está associada a energia e o momentum, isso inclui qualquer corpo com massa é claro, mas não unicamente. Se aprendi bem com o MinutePhysics (Common Physics Misconceptions), se eu consegui algum tipo de poder como dos heróis em quadrinhos que me permita adquiri muito momentum (O flash deve ser irresistível) devo ganhar essa batalha gravitacional do Anderson Silva … Se bem que ele também seria atraído por mim… Melhor tentar a tática do dinheiro… Se bem que… Melhor é não colocar o Anderson Silva na jogada.

    PS: O gif é hipnótico! Demorei muito para me tocar que provavelmente você iria escrever algo bacana depois.

    1. Eu juro que tive grandes problemas para escrever o artigo enquanto a via dando pirueta. Tive que deletar a gif e continuar a escrever. Sério.

      E sim, minha mulher estava me olhando meio de lado.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s