Marvel procura por garotas cientistas desesperadamente

Grandes Nomes da Ciência: As computadoras esquecidas de Pickering
Mãe, quando crescer eu quero ser cientista

O que separa um país de verdade do Brasil é a preocupação que se tem com a formação científica dos jovens. No Brasil, Pai Paulo Freire de Ogum acha que Ciência não discute problematizadamente os vieses sociais nem discute os problemas das massas trabalhadoras, enquanto comunistas de carteirinha estão confortavelmente em suas coberturas, bebendo whisky escocês e discutindo a miséria alguns andares abaixo deles. Para a Marvel e outras empresas, Ciência é coisa séria e é por causa disso que estão com um projeto que visa reunir meninas com tendências a ser mais que uma bunda rebolando num show de Funk ou aparecer em algum reality show retardado (desculpem o pleonasmo).

A Marvel procura, de acordo com seu anúncio, por uma nova Jane Foster, personagem do filme Thor e interpretada pela Natalie Portman, que só perdeu em qualidade de representação pro Mjölnir.

A ação visa atrair meninas na faixa etária dos 14 anos, cursando o equivalente ao Ensino Fundamental 2, com o apoio da comunidade STEM (The Science, Technology, Engineering, and Mathematics — Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). Inicialmente, o projeto visa atrair as meninas dos EUA para uma carreira científica, o que é muito legal. As inscrições vão até 20 de outubro e poderão ser feitas no site do programa.

Enquanto isso, num país como o nosso, o máximo de esforço que os pais se prestam para dar às suas queridas filhas é…


Fonte: AstroPT

Grandes Nomes da Ciência: As computadoras esquecidas de Pickering
Mãe, quando crescer eu quero ser cientista

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας