Eu sei o que você está fazendo agora*

Eu conheço, você conhece, todo mundo conhece alguém que se consultou com algum médium, pai-de-santo, rezadeira, vidente, cartomante, astrólogo ou na tia do café que sabe da vida de todo mundo dentro da empresa. Entretanto, talvez, nenhum deles se compara com Dave. Ele foi capaz de ler a mente de todo mundo e fazer afirmações precisas sobre cada pessoa, de um jeito que nem mesmo leitura fria seria capaz de explicar. Ele é mesmo um fenômeno.

Algumas pessoas foram convidadas para testar os poderes mediúnicos de Dave, e isso seria posto à prova, onde ele falava sem nem a pessoa abrir a boca. Desde a situação domiciliar até dados bancários, situações financeiras etc. Dave realmente um fenômeno, como podemos ver no vídeo abaixo, postando-se à frente das pessoas como um teste para um programa televisivo prestes a ser estreado.

Pois, é. O único milagre de Dave e o milagre da tecnologia e de haver pessoas burras o suficiente para terem tudo registrado em suas redes sociais. Desde a hora que comem, que dormem, se compraram casas, se brigaram com namorado, se arrumaram um emprego novo e assim por diante. Não que eu imagine aquele e-mail fake de "um policial foi na casa de fulaninha e disse a ela tudo sobre sua vida". A história é fake, mas podemos realmente saber muitas coisas, e nem é preciso muito. Pois se eu quiser, posso saber o celular de muita gente que eu sequer conheço.

Isso explica como algumas pessoas são facilmente enganadas. Elas mesmo deixam pistas sobre si mesmas aos quatro ventos e não é preciso muito para saber tudo sobre alguém, já que ele mesmo te diz feliz da vida, bastando você dizer frases sem sentido e de uma forma tão genérica que serve para qualquer um. É a vontade de querer acreditar que faz o resto. Isso pode ser muito danoso. Tão danoso a ponto de você pagar mico na frente de milhões de espectadores.

Ainda assim, preferem acreditar. E por quererem acreditar, por mais que você dê algo muito genérico, a pessoa vai ter a nítida impressão que aquilo foi escrito exclusivamente em relação a ela. É o Experimento de Forer.

O dr. Bertram R. Forer  nasceu em 24 de outubro de 1914. O bebezinho que estava alheio à Primeira Guerra Mundial acabou se graduando pela  University of Massachusetts Amherst em 1936, 3 anos antes de um idiota resolver que tinha que invadir a bosta da Polônia. Depois, ele concluiu seu doutorado pela Universidade da Califórnia.

Forer serviu como um psicólogo e administrador em um hospital militar na França durante a Segunda Guerra Mundial, para depois trabalhar numa  para veteranos com abalos mentais, já que a 2ª Guerra não teve o glamour de descer de invadir a Normandia sob as ordens de John Wayne.

Em 1948, Forer fez o seu mais famoso experimento. Tão famoso que recebeu a alcunha de Experimento Forer, que consistia em analisar uma grande quantidade de pessoas, mediante um teste de personalidade. u, pelo menos, era isso que ele disse ao pessoal, embora não estava muito longe da verdade. Sendo assim, Forer entregou um papel com um perfil psicológico por escrito e pediu para as pessoas lerem cuidadosamente. O texto era:

Você tem uma necessidade de ser querido e admirado por outros, e mesmo assim você faz críticas a si mesmo. Você possui certas fraquezas de personalidade mas, no geral, consegue compensá-las. Você tem uma capacidade não utilizada que ainda não a tomou em seu favor. Disciplinado e com auto-controle, você tende a se preocupar e ser inseguro por dentro. Às vezes tem dúvidas se tomou a decisão certa ou se fez a coisa certa. Você prefere certas mudanças e variedade, e fica insatisfeito com restrições e limitações. Você tem orgulho por ser um pensador independente, e não aceita as opiniões dos outros sem uma comprovação satisfatória. Mas você descobriu que é melhor não ser tão franco ao falar de si para os outros. Você é extrovertido e sociável, mas há momentos em que você é introvertido e reservado. Por fim, algumas de suas aspirações tendem a fugir da realidade.

Quem nunca se questionou? Quem nunca se achou extrovertido… ou introvertido, já que o texto malandramente diz que você é as duas coisas, mas as pessoas só prestam atenção naquilo que julgam ter mais afinidade. Ao instar as pessoas para que elas dessem uma nota de 1 a 5 para o perfil que receberam, sendo 5 a nota máxima de semelhança com o que estava escrito e o que a pessoa era (ou julgava ser). A média ficou em 4,26. Forer, pede então que as pessoas troquem os papéis e só então elas percebem que o texto era o mesmo para todo mundo. Ainda hoje, o teste aplicado retorna uma média de 4,2 para o grau de "acerto" do texto.

O que temos então é a tendência de boa parte (senão, larga maioria) das pessoas em quererem acreditar em qualquer besteirol esotérico ou da Nova Era. Some-se a isso a burrice estupenda de dizerem a cão e gato o que estão fazendo, qual filme que estão assistindo ou ouvindo (via Into_now ou outro aplicativo semelhante), onde estão (via Foursquare), seus dados pessoais (Orkut, Facebook, Twitter etc), fotos (Instagram), fotos do que estão fazendo, onde estão, vídeos etc. Nós nos tornamos o Big Brother de nós mesmos, e tudo sobre nós está disponível. Só leva um tempinho. Tudo sobre nós está a um clique de acesso, sendo observado por um espinhento que mal terminou o Ensino Médio. Nós facilitamos tudo isso e qualquer um com segundas, terceiras e quartas intenções poderá e fatalmente USARÁ isso contra você. Por quê? Porque você vai querer acreditar que trabalhando em casa, poderá ganhar 6000 reais, "trabalhando" na Internet. Centenas e milhares de pessoas caem nessa conversa mole. Por quê? Porque querem sair de suas vidas, querem melhorar, querem ter tudo de excelente, mas não querem gastar um joule de energia para isso. É o campo otimizado para a proliferação de enganadores, astrólogos, pastores etc, fazendo anúncios tão malucos quanto apresentar uma "irmã" que pariu 3 caveirinhas de prásticu e, pasmem!, muita gente acreditou naquilo, pois o pastor nunca mentiria.

Ainda assim, muitas pessoas irão se consultar com os vários Daves à solta por aí. O´vídeo acima foi produzido pela FEBELFIN, uma espécie de FEBRABAN da Bélgica, como parte de uma campanha de segurança Internet banking. Os outros "Daves" à solta pelo mundo não estarão dispostos a dar nenhuma lição de segurança a pessoas incautas, muito pelo contrário e só é uma pena que as pessoas não aprendem com seus próprios erros e nem com os erros dos outros.

* Eu sabia que você ia rolar até chegar ao final para saber o que eu sabia.

9 comentários em “Eu sei o que você está fazendo agora*

  1. Tem um vídeo no youtube onde o Rhandi faz um teste usando um mesmo horóscopo para várias pessoas de horóscopos diferentes e elas acabam aceitando que aquele horóscopo realmente é o seu e no final descobrem a verdade quando verificam que todos no experimento leram o mesmo horóscopo.

    O Horóscopo usado por Rhandi se parece muito com o texto do Forer.

    E o André realmente sabe o que estamos fazendo agora. Esses dias procurei o livro Terceiro Chimpazé na Saraiva, minutos depois o livro estava sendo anunciado no link pratrocinado do cet.net (Seria coincidência?)

  2. “* Eu sabia que você ia rolar até chegar ao final para saber o que eu sabia.”

    You are a bad, bad guy! :mrgreen:

    É sempre divertido encontrar referêcias externas (Normandia sob as ordens de John Wayne, por ex.) nos teus textos. Me deu vontade de ver o filme e ler o livro novamente.

    Ótimo artigo. Sempre achei que as pessoas se expõem demais nas redes sociais. É muita carência, acho eu, desse povo.

    Abraços.

  3. Mandei o teste para um grupo de conhecidos, e a nota ficou invertida (media de 2 ponto alguma coisa). Talvez, por serem conhecidos, ficaram com receio de expor a propria personalidade e nem se ligaram na ambiguidade das respostas. Tipo….”deixa eu colocar uma nota baixa pra ele não achar que sou assim”.

  4. O número de contatos do meu Facebook saltou de 80 para 550 em um ano. E garanto que poderia ser o Dave para muita gente. Eles não hesitam em publicar nada. E… na boa. Enche o saco pra cacete! Mas para charlatões pode ser útil.

  5. Pingback: Blog do Lucho

Deixe uma resposta para André Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s