Evangélicos do barulho fazem mil confusões em Lavras com uma turminha da pesada

Lavras é um mimo de lugar, apesar de coisas estranhas que acontecem por lá. A população é diferenciada e exótica, seja lá o que isso queira dizer, se é que quer dizer algo. A cidadezinha pacata vai na contra-mão do adágio que mineiro age em silêncio… pelo menos, para quem é vizinho de uma igreja evangélica no bairro Jardim Glória, que muito provavelmente escreveu um evangelho próprio onde Jesus era torneiro mecânico e não usava EPI; ficou surdo e, por isso, a crentalhada tem que tocar o maior zaralho. Um dos vizinhos disse "Not on my watch!" e a guerra foi declarada.

Soando as trombetas apocalípticas a ponto de fazer rasgar o véu do templo, esta é a sua SEXTA INSANA!

A desinteligência teve palco na rua Raimunda Marques Guimarães. O digníssimo, o senhor vizinho já estava bolado com a barulheira da igreja e resolveu que a melhor saída era Êxodo 21:24. Ele se preparou psicologicamente, pintou a cara com tinta de camuflagem, tomou dois toddynhos (porque Toddynho tem poder!) e resolveu dar um basta na algazarra colocando as duas caixas acústicas de seu som viradas para o "QG dos alemão" e ligou no maior volume.

Algumas pessoas não entendem que um homem tem que tomar umas atitudes (e no caso do toddynho, ele toma gostoso). daí, eles chamaram os meganhas, que chegaram com lançadores de granadas de pão-de-queijo ao som de Pena Branca e Xavantinho, enquanto a sirene tocava o indefectível  UAI-UAI-UAI-UAI-UAI-UAI.

O meliante já tinha passagem, enquadrado anteriormente por pentelhar o culto inculto outras vezes, e foi sentenciado no Juizado Especial de Lavras à prestação de serviços comunitários. O homem disse que a igreja enche o saco direto e a barulheira fê-lo perder a cabeça. As informações são do G1, graças ao @Lealcy.

Esse é um dos casos em que está todo mundo errado. A igreja está errada em violar a própria religião (Mateus 6:5-6 — E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos). O cara está errado (apesar de biblicamente certo) por pouco se importar com a vizinhança ao partir para a sua vingança. A população está errada por não terem promovido um expurgo e a Bandeirantes está errada por não ter enviado a equipe do Polícia 24h e eu estou errado por estar tirando sarro disso, por pura falta do que fazer.

Que igrejas evangélicas não têm a menor noção e acham que têm que evangelizar por tabela, é público e notório. Eu mesmo já tive boas discussões com esse pessoal chato que fica martelando os instrumentos e cantando desafinado um monte de musicas mal-escritas e de melodia péssima. Mas partir pra agir igual é idiotice. O pastor está muito bem, obrigado e quem foi pra delegacia foi o mané. Da próxima vez, que ele que anuncie o celular do pastor em site de travecos; embora corra  o risco do pastor gostar, vai saber.

ATUALIZAÇÃO!

Aqui vemos o local, com a cortesia do Google:

Valeu, Lealcy!

2 comentários em “Evangélicos do barulho fazem mil confusões em Lavras com uma turminha da pesada

  1. “Rezai baixo, pois Deus não é surdo.” – Tomé 6:9

    Bem que se for pra mudar a Bíblia podiam adicionar esse testículo em algum Evangelho aí.

  2. Pois é!!!
    Aqui perto de um local onde trabalho as vezes, tem uma praça e aos sábados de manhã, o povo de deus se reune com microfones e toda a parafernália: gritam, oram, cantam desafinadamente bem aquelas músicas bregas e de melodias iguais.
    A praça é em frente a prefeitura, no centro, não é uma cidade pequena.
    Fico me perguntando, e se tem alguém dormindo nos prédios próximos, descansando, tentando ler, estudar: essa raça não pensa nisso? Onde está meu direito de não querer ouvir essa ladainha? Cadê o estado laico de merda?
    E se fosse uma banda de rock lá tocando de manhã pra todo mundo ouvir? Seria permitido?
    Sabemos a resposta!
    Por isso essa gente me enoja, essa falta de respeito com os outros e que todos aceitam porque as dondocas são “intocáveis”. Essa maldita presunção de achar que todos tem de ouvir “a palavra” e de que isso é bom para todos, me repugna.
    Respeitem os outros! Seus bregas!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s