Chuvarada por 3 dias. Cadê o índio mágico?

Desde o dia 31 de dezembro do ano passado está chovendo. A prefeitura, ciosa do seus deveres para com a população – e respeitadora com o dinheiro dos impostos – faz o que sabe fazer melhor: merda. Entra ano, sai ano e é sempre vem aquela palhaçada de contratar a infame Fundação Cacique Cobra Coral (como o nome é muito grande, chamemos de Chefe Minhoquinha). Só que, ao que parece, ele não anda muito bom das pernas, digo, do tacape ou seja lá o que ele use para controlar algo que ninguém controla.

Todo ano eu tenho o dissabor de ler na mídia que a prefeitura gasta rios de dinheiro para montar um show na orla de Copacabana para a chegada do Reveillon sendo que apela para "!poderes mágicos" do Chefe Minhoquinha para que tudo corra bem. Eles juram de pés juntinhos que não gastam dinheiro, mas ninguém aqui é criança. Adelaide Scritori, alguém bem esperta, inventou esta baboseira de controlar o tempo e não parece estar mal na fita. Ela até ganhou um convite do "mago" Paulo Coelho (outro enganador, desde o tempo que o Paulo Rocco resolveu investir naqueles livros de qualidade questionável) para ir passar a virada do ano na Suíça. Mas – OH! – qual não é a surpresa de ela ter se negado a isso, vindo correndo pra cá para garantir que seus poderes X-man impedissem de chover no dia. Invenção minha? Não, notícia d’O Globo.

Pouco dão atenção a isso. O Ministério Público não questiona, muito mal jornais falam a respeito e parece que ninguém se importa com o Chefe Minhoquinha. Mas há aqueles que realmente deveriam se importar: a própria população. Durante o reveillon choveu à beça. A Defesa Civil do Rio registrou 35 ocorrências em função das chuvas, o aeroporto Santos Dumont fechou as portas (se bem que basta jogar meio caneco d’água para aquilo fechar e a outra metade é jogada na Praça da Bandeira, de forma a deixar aquilo intransitável). Estamos em estado de atenção, bem melhor servidos do que Friburgo, de novo, que tem 300 pessoas desabrigadas. Enquanto isso, mediante o caos, a incompetência reina e o prefeitosco Eduardo Paes diz que gostaria de ser prefeito vitalício. O medo é que, com os eleitores que temos por aqui, é capaz de isso se tornar realidade.

Paes é um inepto como prefeito, mudou as cores dos ônibus da cidade porque os achava horrorosos (ui!) , além de mudar os números TAMBÉM. Criam um corredor para ônibus que até os fiscais ficaram perdidos. Ou seja, ninguém mais sabe andar na cidade! Alguém se importa? Não, porque teve reveillon, com Copacabana imunda, tendo a maior quantidade de lixo jamais vista. Os hotéis encheram as burras de dinheiro e até assaltantes fizeram a festa. A população, o que ganhou? Ah, sim! Ganhou um aumento na passagem do ônibus, superior ao IPCA, além do aumento do valor do pedágio na Linha Amarela. Povo burro!

Este ano é ano de eleição, e os mesmos serão eleitos, pois são os mesmos idiotas que votam. Idiota vota em idiota e amargamos no atoleiro da idiotice (se bem que alguns idiotas são menos idiotas que os outros, vivendo às custas destes mesmo idiotas que, idiotamente, continuam achando tudo lindo e maravilhoso). No final deste ano de 2012, veremos acontecer a mesma coisa, onde o (provável) prefeito reeleito Dudu Paes chamará tia Adelaide, a anã paraguaia para incorporar o Chefe Minhoquinha, enquanto pessoas ficam presas nas rodovias mal acabadas, aeroportos em estado de miséria, desabamentos matando pessoas e reios prestes a transbordar. Mas tendo champagne (ou sidra, mesmo) sendo entornadas aos litros e estúpidos indo pro mar colocando oferendas pra Iemanjá, mesmo seguindo outras religiões, sabemos bem o que vai dar nisso, pois ninguém entrará com uma ação civil para questionar isso.

Fica o adágio que cada povo tem o político que merece, pois o elegeu.

26 comentários em “Chuvarada por 3 dias. Cadê o índio mágico?

  1. O pior é que o povão se acomoda com tudo, seja a magia do Chefe Minhoquinha, sejam as inundações e acima de tudo, com os padrinhos que dão belas camisas ou quem sabe até dentaduras novas, nada que uma Copa do Mundo e uma Olimpíada não resolvam.

  2. O pior é que tudo isso vale para todo Brasil,por aqui gastaram milhões numa festa de réveillon e falta até gesso nos hospitais,feliz ano-novo é ficção. :|

    1. @Altair5, cuidar bem dos hospitais não garante voto. Fazer pirueta com eventos e festividades conta mais na formação da imagem pública.
      Se fosse só a Adelaide, que no jogo sujo é uma anã paraguaia, estaria bom a beça.

  3. Aqui em Ouro Preto está chovendo desde meados de dezembro… não para!!! A prefeitura alega que não tem grana e que aguarda verba federal… enquanto isso não acontece… vamos sobrevivendo como SAPOS.

  4. Por que não levam essa chuvarada para o Atacama e Arica? Tão pertinho.

    Será que é pq os governantes de lá não pagaram?

    Vocês são tão malvado quanto um deus que existe por ai.

  5. Burro são os Americanos, gastam bilhões de doletas com pesquisa de climatização (vide a baboseira HAARP), e aqui no Brasil se resolve com uma pena e uma dancinha ridícula…..

  6. Construção de casas populares em áreas seguras e contenção de encostas não são transmitidas pela televisão, reveillon sim. A população tem o que merece! todo ano, o ano inteiro só se preocupam com futilidades como pagode, futebol, bebedeiras, pândegas, novelas, carnaval, etc, ser burro está em voga! a alienação gera passividade. Quando chegam as eleições votam como maria-vai-com-as-outras, autômatos, depois que são publicadas as primeiras pesquisas de intenção de voto, a maioria gosta de votar nos candidatos que estão liderando, só para depois dizerem (pateticamente) asneiras como essa: ” todos os candidatos em que votei, ganharam “, como se fosse correto fazer isso e melhorasse alguma coisa.
    É o cúmulo do absurdo!!!!

    1. @Fernandoronin, Como já dizia uma candidata da qual não recordo o nome: “Eleição não é corrida de cavalo, para votar em quem está na frente”.
      Eu achei que recorrer ao Minhoquinha ano passado já era demais, ainda mais numa cidade desse tamanho. Agora, de novo???

      1. TODO ano fazem isso. Ninguém, principalmente os vermes dos jornais, questionaram o porque dela não ir pra Friburgo e parar a chuvarada lá, ou ir pro Nordeste e acabar com a seca.

        1. @André, e afinal… Duvido muito que faça isso… Essa de “Cacique Cobra Coral” é própria para aquela região dos jornais entre as colunas sociais e as “previsões” astrológicas. :twisted:

  7. Ainda acho que essa chuva toda é coisa da Haarp. Só não entendo porque em vez de chuvas eles provocam terremotos aqui. :(

    Quanto a prefeitura do Rio, não entendo como eles têm coragem de usar dinheiro público com esse charlatão. Por que o povo não vão às ruas para protestarem? Sinceramente acho isso tudo muito insano.

  8. Aff, que prefeito idiota, então repetindo a pergunta: “Cadê o índio mágico?” Charlatanice e corrupção é que não falta mesmo. A política não mudou muita coisa, tá parecendo a política do “Pão e circo”, onde os governantes distraiam o povo com eventos para agradar e fazer as pessoas esquecerem seus problemas. Todo o ano é a mesma coisa. Aqui na minha cidade também, o prefeito gastou 120 mil reais só com decoração de natal, sem falar do show da Família Lima e os outros shows. :| Concerteza esse prefeito aí gasta dinheiro todo o ano com esse “índio mágico”.

  9. Na realidade negócio de Reveillon, fulia, festas em final de ano pra mim não tem fundamento. Todo ano é a mesma coisa, as pessoas mal se apercebem mas estão vivendo em uma rotina monótona! Eu concordo que parece a “Política do Pão e Circo”, aqui onde eu moro não é muito diferente, enquanto tem pessoas em hospitais doentes e precisando urgentemente de assistência médica, o prefeito de Itapema, Sabino Busanello, gastou R$ 120.000,00 com decorações de natal e para contratar grupos famosos para apresentar na concha acústica da PRAÇA DA PAZ. Esse negócio de prefeito são tudo farinha do mesmo saco. Sem falar que eles não se preocupam nem com o estado da cidade e muito menos com a saúde pública, sem falar do ex-presidente Lula que ao invés de se tratar no SUS (Sistema Único de Sofrimento) que ele tanto defende, hipocritamente se tratou no hospital Sírio Libanês, ele só não é pior que o Hugo Chavez, que foi obrigado a se tratar fora porque nem sistema de saúde público tinha. Isso é…..imbecil demais! Então já que o SUS é tão bom porque ele não foi se tratar no próprio sistema de merda que ele criou! Aqui está o vídeo:

    Infelizmente hoje em dia as pessoas só observam o lado superficial das coisas. Agora aqui está a linda situação de Itapema: http://www.youtube.com/watch?v=reTvGas0hoo

    Agora ao invés de ajudar a melhorar a cidade gasta o dinheiro com coisas inúteis!

    1. @Adriel, inuteis? Acha que é de todo inutil esse dinheirinho mandado para a thurminha da Cobra Coral?

      Vai por mim que uma parte boa volta para o bolso da turminha do Paes e do Cabral para bancar as caras campanhas, até porque tem que se manter o povinho na mão. :evil:

      1. @marciel, Concordo com você, na realidade eu não quis dizer bem inúteis, é que tem coisas com que a prefeitura gasta que não tem necessidade, como a prefeitura gasta rios de dinheiro em decorações de fim de ano. A prefeitura deveria de saber administrar o dinheiro, é obvio que não é certo cortar totalmente as decorações de final de ano como de natal, e sim a prefeitura deveria de saber repartir o dinheiro porque eu acho que a saúde pública e a estrutura da cidade é mais prioritária. ;-)

  10. Pra mim é inútil sim, Eu concordo com o Adriel. Pq que ao invés de gastar com um showzinho de um “índio mágico” todo o ano, esse prefeito não procura investir o dinheiro público em coisas mais úteis que possam beneficiar a cidade?
    E é verdade, Marciel, o dinheiro que eles gastam com campanhas também vem do povo. O problema é que a maioria é ignorante e acaba reelegendo os prefeitos corruptos. :|

  11. André, você me lembrou o Tim durante o show “Tim Minchin and the Heritage Orchestra” quando o Tim comenta sobre o episódio do cara que queimou o alcorão, nas palavras dele:

    “Aquele idiota, aquele americano idiota de merda, que ao se aproximar do aniversario de 11/09, disse que iria coletar e queimar o máximo número de cópias do corão que ele conseguisse. E havia um outro bando de idiotas que acharam ser uma boa ideia promover essa ideia idiótica desse idiota de merda escrevendo sobre isso em todos os jornais no mundo inteiro. E tinha um terceiro grupo de idiotas que decidiram que iriam responder aos idiotas que fizeram reportagens desse idiota idiótico do caralho alegando que eles iriam se vingar desse idiota se ele idiotamente queimasse o livro sagrado. E o problema com essa situação, aparte da óbvia simplicidade desses idiotas de merda, é a noção central de que um objeto possa ser sagrado. Então, o que faz um objeto sagrado?”

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s