“Pesquisador” da fosfoetanolamina diz que era só para quem está morrendo

Em defesa das ciências humanas
Fosfoetanolamina disse para um tumor: Cresça e Apareça

Sim, mais um artigo sobre fosfoetanolamina. Certas coisas são para postar sempre e sempre, para ver se as pessoas tomam vergonha na cara e deixam de ser burras e aprendem algo. Ok, nós sabemos que elas não aprenderão, pois religiosos fanáticos nunca aprendem, mesmo que esfreguemos as provas no focinho deles.

Com a casa caindo para esses enganadores, a escumalha de ratos está fugindo do navio afundando. Chierice disse que se distribuísse a fosfetanolamina como suplementinho alimentar e agora o Renato Meneguelo vem jogar um migué, dizendo que a fosfoetanolamina foi desenvolvida apenas para pacientes terminais.

Enchendo a cara com óleo de cobra, esta é mais uma edição da SEXTA INSANA!

Renato Meneguelo é médico, cientista. Ele queria provar que sua fosfoetanolamina querida era algo mais que água com açúcar. Ele até ficou emotivo no Congresso. Eu quase chorei. Eu estava lá, foi lindo o nome dos deputados era Albert… cahan. Bem, de qualquer forma, Renatão é muito bom em gravar vídeo tosco pro YouTube. Sério, os vídeos dele são piores que os meus. eu, pelo menos, coloco fontes seguras, além de ser um ás na edição. Mandei uma carta pra Marvel Studios. Ainda não obtive resposta, mas tá vindo aí.

Numa entrevista ao Estadão, que milagrosamente nesse caso deixa de ser golpista e devolveu todo o dinheiro para as Indústrias Farmacêuticas, ele explica bem certos pontos.Eu gostei muito.Achei hilário mesmo da cara-de-pau desse sujeito. Ele diz que foram pedir registro à Anvisa pelo menos quatro vezes, mas eles nunca tiveram interesse. Diz até que tem documentos que comprovam isso (ele não mostrou para o repórter). Curiosamente, ele acha que é assim

– Oi, Dona Anvisa. Eu tenho este remédio aqui. Pode registrá-lo? Falou, valeu!

Anvisa malvada não deu o registro. Chuif!

Renato, el Magnífico, ainda critica o pessoal que falou mal do remedinho mágico dele, já que chegaram lá dizendo que tudo foi baseado em comoção popular e não em Ciência. Renatão disse, imagino com uma cara muito pesarosa, que os cientistas malvados não sabiam como a droga funcionava e nunca foram ter com ele para saber.

Para princípio de conversa, todo mundo sabe como fosfoetanolamina funciona, mas a que o nosso corpo produz. Há uma sonora diferença em como esta substância age sendo produzida aqui dentro do corpo e a que você ingere. por exemplo, seu corpo fabrica colágeno; trata-se de uma proteína muito importante na constituição da matriz extracelular do tecido conjuntivo. Só tem um detalhe. Você vai encher a bunda de colágeno, que não fará a menor diferença. Seu corpo precisa FABRICÁ-LO. Você tem problemas de digestão? Bem, o principal agente do suco gástrico é o ácido clorídrico. Bebe um pouquinho quando você tiver problemas de digestão. Depois, quando sair do hospital, me conta como foi.

A questão é que a pílula não é só fosfoetanolamina, como já falei antes. Ela nem é a Maioria da mistura. Tem muita diferença entre uma substância sendo usada pura e em mistura, e os testes do MCTI mostraram que ela foi inócua no processo. E aí, cadê a contraprova, Renato? Show Me The Paper!

Agora, como assim as pessoas têm que ir ter com o Renatildo? Poxa, se ao menos existissem veículos em que você publica sua pesquisa e revisores especializados na sua área darão uma olhada, dando Ok para garantir a idoneidade dela, e garantindo que seguiu os mais detalhistas métodos científicos. Que nome poderíamos dar? Jornal de Domingo? Hummm,… não. fantástico? Huummm, melhor não, também. FACEBOOK? Hummmm… menos. Que tal?

PERIÓDICOS INDEXADOS COM REVISÃO DE PARES! Sim, isso sim! Será que Renatildo tem algum? Claro que deve ter. Ele é um pesquisador sério, certo? Vamos olhar o Lattes dele.

Ops!

Sério, esse sujeito adora um teatro, mas com pouquíssimo conteúdo. Acham que é o Messias, o Salvador, aquele que veio para curar todos os males. No máximo, é um bravateiro, que ao invés de mandar suas “pesquisas” pro Lancet, prefere gravar vídeo pro YouTube.

Claro, os fanáticos o amarão. Tem gente que ama Madre Tereza e o Edir Macedo. Os milagres são sempre os mesmos.

Então, no decorrer da entrevista Renato diz que o remédio era para ser usado pelos pacientes terminais, mas que não fosse dispensado o tratamento que realmente funciona, isto é, o convencional. Isso é uma sem-vergonhice!

Resumindo:

Quer dizer que era só para o paciente que estivesse à beira da morte. Não satisfeito, era para manter o tratamento médico normal. Assim é fácil. Se curar, ou entrar em remissão, OOOOOOOOOOHHHHHHHHHHHHHH, foi a fosfoetanolamina de Jesus! GLÓRIA À FOSFOETANOLAMINA NAS ALTURAS! Se morrer “Bem, Deus quis assim/O tratamento convencional o matou/Não sei, merda acontece”. NUNCA será por culpa da omissão por ter tomado esta bosta e menos ainda por este pseudorremedinho ter agravado o quadro. NUNCA admitirão isso.

Religiosos fanáticos nunca admitem que estão errados, não é mesmo?

Em defesa das ciências humanas
Fosfoetanolamina disse para um tumor: Cresça e Apareça

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!

  • NestorBendo

    Sexta insana double hit combo…

  • Narciso L. Junior

    Mitomania.

  • O mais engraçado é que o Renatão já conseguiu sua corja de fanboys, então por mais que você aponte que a fosfoetanolamina tem tanta eficácia quanto passar urina na testa contra enxaqueca, eles continuam o defendendo. Daqui a pouco ele abre a Santa Igreja da fosfoetanolamina, hahahah! Esse povo deve ter o cérebro atrofiado, só pode.