Parabéns, sociedade. Nós matamos um menino

Eu não ia escrever sobre isso. Mas não tenho como resistir. Somos assassinos. Somos a escória humana. Somos as piores pessoas do planeta. Eu, você, todo mundo. Nós assassinamos Peterson Ricardo de Oliveira, de apenas 14 anos, simplesmente pelo motivo fútil de ter pais que o amavam. Nós asassinamos Peterson, e por mais que a retórica diga que não, a responsabilidade é, sim, nossa. Somos monstros, construímos uma sociedade horrível. Somos tudo o que pode haver de pior. Peterson morreu por nossa culpa, apesar de não termos sido seus agressores. Não importa. O menino Peterson morreu simplesmente porque seus pais amam e se relacionam fora de uma merda de manual de uso escrito na Idade do Bronze. Peterson morreu por seus pais serem homossexuais.

E a responsabilidade… É NOSSA!

Eu tinha noticiado aqui, mas o analfabetismo funcional da ralé que caiu aqui de paraquedas não conseguiu entender, porque são um bando de imbecis acéfalos, com um retardo mental galopante. Peterson estava em coma desde a semana passada após ter entrado na porrada por um grupo de psicopatas, porque estes decidiram que papai e papai de Peterson são menos pais que os deles. Um dos pais não sabia que Peterson era violentado em seus direitos de ser uma criança normal, se é que existe normalidade neste mundo.

“Eu não sabia que meu filho sofria preconceito por ser filho de um casal homossexual. O delegado que nos informou. Estamos tristes e decidimos divulgar o que aconteceu para que isso não se repita com outras crianças”, disse o pai de Peterson.

A Secretaria Estadual de Educação e a Secretaria Estadual de Saúde negam a versão da família de Peterson. Em nota, a Secretaria Estadual de Educação informou que não há nenhum registro de agressão no interior da unidade onde o adolescente estudava. Se havia, ela já está no aterro sanitário, ou lá coisa que o valha. Não importa. Depois de ficar em coma por angustiantes dias, Peterson morreu, foi morto, assassinado. Nós somos os responsáveis. SEM EXCEÇÃO!

Nós deixamos Eduardos Cunhas serem eleitos. Nós defendemos direito de opinião aos Bolsonaros. Damos imunidade parlamentar aos Felicianos. Nós elegemos Tiriricas, por pura zuação, com a premissa de “pior que está, não fica”. Fcou. Nós reclamamos na Internet nos twitteres da vida, damos likes a textões no Facebook. Mas amanhã ninguém se lembrará. Só a família de Peterson, e essa lembrança cruel ficará por muito tempo.

A culpa, SEUS IMBECIS, é nossa. Minha e de vocês. O que nós fizemos? Eu postei um artigo aqui. GRANDES MERDAS. Um artigo não dirá pra Peterson “Levanta-te e anda”. Um artigo meu não consolará os pais dele. Um artigo meu não mudará a situação geral. Este artigo agora é apenas um ato de desespero por não saber o que falar ou fazer. Mesmo como pedido de desculpas é ridículo, pois não á desculpa. Não há consolo. Não há nada além de um corpo sobre uma fria mesa de aço, esperando sua inumação.

Nenhum pai deveria enterrar seus filhos. Nós é que deveríamos ser enterrados por eles, como uma promessa para a próxima geração. Mas a próxma geração da família de Peterson acabou. Findou-se ali.

Estou olhando minha filha. O longo cabelo cai enrolado sobre um de seus ombros. Ela estaria segura? Eu não sou gay. Eu deveria me sentir tranquilo por isso? Serei a pior das pessoas se pensar assim. E se alguém bater nela simplesmente porque descobriram que seu pai tem um site que acha que religiões da Idade do Bronze deveriam ser restritas a louvarem apenas o seu deus, sem interferir na vida privada das pessoas? E se ela correr risco porque eu disse que acho que Jesus de Nazaré é tão real quanto o Coelhinho da Páscoa? E se a alguém a espancar até a morte simplesmente por causa de meus textos aqui, sendo o presente o estopim do que pode vir a se tornar uma desgraça? Quem está em segurança? Quem nos protege? Deus? Para começar, foi ideia dele isso tudo. Afinal, não foi ele quem inspirou os homens a escrever o Livro? Não, não culparei um ser que eu nem acredito. Não sou um lunático. Eu não culpo nem os assassinos. Eu culpo a sociedade que criou leis que garantem que estes dois desgraçados sairão limpinhos aos 18 anos, sem dever nada à sociedade, e se os pais de Peterson seguirem o mesmo livro religioso que diz “Olho por Olho”, serão presos e suas vidas terão um fim desastroso.

Peterson Ricardo de Oliveira. 14 anos. Morto po nós, por termos nos omitido, por não exigirmos a expulsão de “gente” que prega o ódio de nosso convívio e dos poderes deste país. Peterson Ricardo de Oliveira não é um dado estatístico, não é um número. É uma pessoa, uma vítima. Os pais dele não iriam querer que falássemos “menino” ou “garoto” ou “vítima”. Era seu menino, seu filho, sua alegria de viver, seu amor. E a sociedade imunda tirou isso deles.

Os bons se silenciaram. O pastor Martin Luther King choraria. Mesmo o beligerante Malcolm X não aceitaria tal coisa. O deus que disse “Deixai vir a mim as criancinhas, pois delas é o reino dos Céus” não aceitaria isso isso. Mas são vozes que se silenciaram nos éons do espaço-tempo. Só resta a nossa. A voz que prefere gritar “GOL DO CORINTHIANS” do que mobilizar-se para expurgar o Congresso Nacional desse CÂNCER chamado Bancada Evangélica. Eu odeio todos vocês que coadunam com isso. Eu odeio a mim memo por não ter feito nada. Eu odeio o sentimento de impotência quando, na verdade, eu poderia ter feito algo. Um ódio que cresce e morre. Pois só psicopatas podem odiar por tanto tempo

Desculpe, Peterson. Nós deveríamos ter sido pessoas melhores. Você não merecia isso.


Fonte R7

35 comentários em “Parabéns, sociedade. Nós matamos um menino

  1. Dá para sentir o estado em que saiu esse texto André. Não tenho nem o que comentar, mas sei que pessoas continuarão batendo panelas achando que a culpa é de uma pessoa só, enquanto caminhamos para o ralo.

  2. Ótimo texto. Sou pai, sou ateu e tenho filho gay. Impossível não me identificar.
    PS: dê uma revisada antes de publicar. Parece que você digita e pensa muito rápido e termina passando alguns erros de gramática.

  3. Esse post desce amargo e pesado, por ser a mais pura verdade. Mesmo que indiretamente(ou nem tanto), esse tipo de coisa ocorre pela relutância de muitos em simplesmente enxergar e aceitar a realidade que nos salta aos olhos. Nós não precisamos de bancadas evangélicas, de pastores, de padres, de igrejas e templos. Somos(ou deveríamos ser) livres para amar da maneira que acharmos melhor.

  4. Lamentável…. muito triste que uma família possa ser destruída dessa forma por causa de uma coisa tão baixa quanto preconceito.
    Também sou pai e temo pelo meu filho que vai ter que crescer num mundo onde o que as pessoas fazem na vida pessoal pode fazer com que alguns monstros se deem o direito de condenar a morte quem é diferente deles.
    Se a família dele talvez vier cair aqui e ler meu comentário (quem sabe) saibam que eu sinto muito pela sua perda.

  5. o sentimento de impotencia é avassalador. eu tambem me sinto um bosta por não fazer nada. mas ainda sou a favor de acabar com toda e qualquer religião, pelos vários males que causam a humanidade e aos indivíduos, tendo tantas outras coisas para suportar os atos benéficos.

  6. O acontecimento é perturbador e causa um desânimo profundo. Pior ainda é quando você comenta com pessoas – normalmente crentes ou com um bocado de intolerância no espírito – e os vê dando de ombros e procurando justificar o ato… é de deslocar o cu até as costas.

  7. Quem nunca fez uma piadinha sobre a sexualidade dos outros? Quem nunca se sentiu ofendido por ser chamado de gay? Quem nunca colaborou pelo menos um pouco com o preconceito com os homossexuais? Realmente, nós matamos Peterson Ricardo de Oliveira.

    1. Quem nunca?… verdade. É uma pergunta especialmente boba e cruel, assim como as situações relacionadas.
      Mas hoje, o que devemos nos perguntar é “Quem ainda…?”
      E o triste é a resposta: Gente pra caramba. Ainda.

  8. Pode-se sentir a sua dor e a sua impotência através da leitura do seu texto, eu me sentiria da mesma maneira se estivesse no seu lugar, posso estar errado, mas discordo que a culpa pela morte do rapaz seja de todos, a meu ver ela é unicamente dos seus assassinos. Foram eles quem ergueram a mão homicida e fizeram o gesto deliberado e consciente de agredir. São responsáveis diretos pelas consequências, são conhecidos e estão identificados. Nunca serão suficientemente punidos, pois a vida é bem que não há como restituir.
    O Poeta Augusto dos Anjos descreve perfeitamente o que é viver na Terra no seu soneto “Versos Íntimos”… “Acostuma-te à lama que te espera”!

  9. Desculpe. Posto aqui só para dizer que este texto me comoveu, de verdade. Li agora, logo depois de ler o texto anterior. O texto me leva a me perguntar: O que podemos fazer? O que EU posso fazer? Obrigado.

  10. André, é lamentável o episódio descrito acima, o sentimento de impotência é tão grande pelo fato da impunidade mais uma vez prevalecer que dá até desgosto com o futuro da sociedade, que futuro estamos deixando para nossos filhos? Tem certeza que o ser humano é um animal racional? Onde? Com tantos acontecimentos diários que nos deixam revoltados ainda é possível ver uma luz no fim do túnel? Eu não tenho tanta certeza assim.

  11. Belo texto, mas discordo veementemente da afirmação de que a culpa é de todos nós. A culpa é daqueles que distorcem a religião, pregando o ódio e a discriminação no lugar da tolerância. A culpa é daqueles que se deixam levar por essas ideias distorcidas, ou se aproveitam delas para colocar em prática a maldade que já possuem dentro de si. E retribuir com ódio está longe de ser a melhor resposta.

      1. Eu entendi perfeitamente. A culpa é nossa porque nós nos omitimos, permitindo que “Bolsonaros” e “Felicianos” ocupassem a posição que ocupam hoje. Infelizmente, o crime teria acontecido, ainda que não houvesse bancada evangélica, Felicianos e Bolsonaros. O garoto era perseguido há anos, e impedir que Felicianos e Bolsonaros chegassem ao poder não teria impedido o crime. Portanto, não concordo que a culpa por este crime em particular seja de todos nós, por omissão.

        1. E não temos projetos de lei obrigando a leitura de textos como “Se um homem deitar-se com outro homem, como se fosse uma mulher, ambos deverão ser mortos” nas nossas escolas.

          Se você permite que crianças sejam doutrinadas desde pequenas, você se omite. Sei que vou ser acusado da Falácia da Ladeira Escorregadia, mas…

          1. Olá NestorBendo, a pergunta que fica é: nesta escola em particular, onde o garoto foi morto, houve tal doutrinação? É preciso que se faça um levantamento sobre quantos desses crimes são de fato motivados por essas doutrinas religiosas. Por enquanto, é mera especulação ligar a homofobia existente a tais doutrinas, e corremos o risco de promover uma caça às bruxas baseados nessa especulação.

          2. Só na escola se aprende a ser o que se é? Do meu ponto de vista, sua redução simplista das causas da situação é mais simplista do que a minha.

            Não houvesse o livro de Levítico, haveria 2000 anos de “ser homossexual é errado” na cabeça das pessoas?

            Minha caça às bruxas só ocorre aqui. A deles é que implica em espancamentos. Não posso obrigar ninguém a ser irreligioso, mas não posso também coadunar com a disseminação livre de ideias como essa. Se eu precisar ferir alguns egos com minha atitude, ou se ela parecer, parafraseando Richard Dawkins, um tanto “oitocentista”, azar. Não mandei ter um cérebro e não saber usá-lo para um bem comum, em lugar de promover barbárie.

          3. Cara, eu evitei fazer qualquer tipo de redução das causas da situação. E a sua redução (e a do texto) não é simplista, é apenas baseada na indignação, o que eu até acho compreensível, parafraseando Sheherazade talvez rsrs… Mas a sua opinião está bem clara pra mim, assim como eu acredito que a minha esteja clara pra você. Esta é a beleza do debate de ideias. Um grande abraço!

  12. KKKKKK apagaram meu comentário que dizia que era muito cedo e idiotice apontar a morte como homofobia por causa dos pais…rs…afinal ele e o irmão estudavam na mesma escola mas só um foi “homofobizado” e que isso nao passava de patrulha ideólogica…independente dos fatos… e num site de ceticismo…kkkkkk

    Só sobrou o rótulo de “As definiçoes de idiotas foi atualizada”

    Concordo plenamente!!!! muitas definiçoes de idiotas nestes comentários (e no proprio post) foram atualizadas…

    Saiu a conclusao da autopsia….

    http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2015/03/laudo-aponta-que-filho-de-casal-gay-morreu-de-causas-naturais-diz-policia.html

    E teve até gente que chegou as lágrimas de emoçao de mais uma vitima….do miocardio….

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      1. Foi apagado sim, vá la e leia depois do comentario do sady fernandes, logo após vem o do guilherme, e lá esta “Este comentario foi apagado” e permaneceu apenas a sua resposta jocosa de “As definiçoes de idiotas foram atualizadas”.

        E por favor… laudo médico é feito por um médico legista do IML, não por um PM a paisana…que certamente nao sabe o que é cardiomiopatia hipertrófica…

        Como havia dito no comentario, que foi apagado… os “agressores violentissímos” podem ser apenas molecada fazendo coisa normal de jovens da mesma idade… uma discussão banal… umas encaradas…correria..mas com um doente cardiaco que nao sabia… e, com a sequencia de fatores estressantes, faliu o miocardio do infeliz. Os idiotas acreditaram que o tal espacamento matou o coleguinha e com resmorso foram lá fazer o mea culpa….

        Talvez até ajude a lembrar do post que foi apagado… pois citei que Harry Houdini morreu após levar um soco no estomago durante uma demonstração de suas habilidades. Quem socou não queria mata-lo, mas acabou rompendo o apendice, o que levou a morte do mágico..

        Mas tudo isso é irrelevante,a “sociedade” foi rápida no gatilho para gritar HOMOFOBICOS MOTHERFUCKERS!!! baseado em fato algum… mas cética para um laudo médico…kkkk que definitivamente é feito por cientistas forenses….

        Quem é o imbecil e princesoca retarada mesmo mesmo?

        PS: Minha auto-estima me protege de argumentos tão sólidos como estes dois do paragrafo anterior kkkkkkkkk

        morri

        1. Foi apagado sim, vá la e leia depois do comentario do sady fernande

          Sim, meu caro imbecil. POrque faz muito sentido eu aprovar para depois apagar. Aham.

          E por favor… laudo médico é feito por um médico legista do IML, não por um PM a paisana…que certamente nao sabe o que é cardiomiopatia hipertrófica…

          Leia o texto. Primeiro o policial disse que não tinha vestígio de luta (impossível, já que os agressores confirmaram que tinha havido uma), DEPOIS, imbecilzinho, é que o legista confirmou. E sabemos bem como legistas são muito empenhados em seus trabalhos.

          os “agressores violentissímos” podem ser apenas molecada fazendo coisa normal de jovens da mesma idade… uma discussão banal…

          Eles admitiram a surra. Isso pode ser normal entre psicopatas, mas eu nunca me juntei com arios maníacos para surrar pessoas.

          com a sequencia de fatores estressantes, faliu o miocardio do infeliz.

          Sem briga, sem surra, não teria contecido. Fim. É o mesmo que eu bater numa velhinha e dizer depois “ain, eu só dei uns tapas. Não tenho culpa se ela teve um infarto”.

          Os idiotas acreditaram que o tal espacamento matou o coleguinha e com resmorso foram lá fazer o mea culpa….

          Não é engraçado que o ladu disso que não tinha havido luta? Não é engraçado que nunca vi uma briga sem um hematoma sequer?

          citei que Harry Houdini morreu após levar um soco no estomago durante uma demonstração de suas habilidades.

          Mas ele tomou um socão. E qualquer um depoispoderia ver o hematoma. Se Houdini não tivesse tomado a porrada, não teria morrido. Qualquer lesma é capaz de entender isso.

          Quem socou não queria mata-lo, mas acabou rompendo o apendice, o que levou a morte do mágico..

          Sim. E mo co-piloto que jogou o avião tb não queria matar pessoas específicas no avião. Isso pode fazer sentido para retardados (algo tipo você), mas pessoas normais não saem espancndo ninguém.

          Mas tudo isso é irrelevante,a “sociedade” foi rápida no gatilho para gritar HOMOFOBICOS MOTHERFUCKERS!!

          Eles admitiram. Fim. Eles não diosseram “ain, eu bati nele porque o tênis estava desamarrado. Entenda, idiota, os agressores CONFIRMARAM o ato. Não adianta vc tentar defender algo que os moleques mesmos confessaram. Fim.

          mas cética para um laudo médico

          Que disse que não havia vestígiode briga.

          que definitivamente é feito por cientistas forenses….

          http://www.alagoas24horas.com.br/blog/em-crise-iml-agora-erra-data-de-laudo-cadaverico/
          http://jurisway.jusbrasil.com.br/noticias/2233715/estado-erra-laudo-pericial-e-paga-indenizacao
          http://odia.ig.com.br/noticia/rio-de-janeiro/2015-02-21/laudos-psicologicos-com-falhas-levam-homem-a-ser-preso-e-torturado.html
          http://plox.com.br/caderno/policia/policia-admite-erro-e-diz-que-corpo-encontrado-e-realmente-menino-juan

          Chega ou quer mais erros de “cientistas forenses”? E eu nem falo

          Quem é o imbecil e princesoca retarada mesmo mesmo?

          O que acha que perícias mumca erram,mesmo qaod apontam não ter havido vestígios de luta.

          PS: Minha auto-estima me protege de argumentos tão sólidos como estes dois do paragrafo anterior kkkkkkkkk

          Sua auto-estima estima que você fala coisas com nexo.

          Dá “tchau”, princesinha. Esgotamos o assunto aqui. A menos que vc consiga provar que lutas não deixam vestígios corporais.

          Eu realmente nao tinha apagado seu comentário, porque simplesmente eu poderia não tê-lo aceito. Coisa que farei a partir de agora. Passar bem, Princesa.

        2. Lembrei do Gonzagão:

          “Dotô, eu não matei o hômi, não… Só dei uns risquinhos, o cabra é que era morredor.”

          Se o apedeuta soubesse a diferença entre homicídio culposo e homicídio doloso, talvez não passasse vergonha.

          Como vítima de surras diárias na infância, Doutor André, posso pedir a expulsão sumária deste quadrúpede do nosso quadro de comentaristas?

    1. Me digam se esse não é o tipo de sujeito que faz alguns ateus quererem que exista um inferno, só para poder mandar tal energúmeno para lá?

      System of a Down já falava sobre você naquele verso: “Can you say ‘brainwashing’?”

    2. Só podia ser usuário do facebosta. Infelizmente o Disqus permite que essa gentalha use os dados da sua conta do facebosta para dar vazão aos seus dejetos cerebrais.

  13. Eu sou gay e em breve vou entrar com tudo na mídia pra enfrentar essa massa desgraçada que enegrece o nosso país! A grande diferença minha para com todos os outros? EU NÃO TENHO MEDO DE MORRER! Eu vou até o fim. Serei a pior pedra no sapato deles. Isso não pode continuar como está!!!!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s