Artigos da Semana 22

Domingão de Sol. Por causa da quarentena que todo mundo está violando e eu não sou idiota de ir nessa onda, não pude alugar um caminhão para ir comer feijão. Bem, é isso. Estou pouco inspirado hoje. É só abertura para postar os artigos que publiquei durante a semana.

Não, não me olhe assim. Você também está com preguiça que eu sei!

A odiosa cultura do cancelamento assassinando pessoas

 

Existem coisas que as pessoas se negam a reconhecer. Uma delas é que as pessoas não prestam, não valem nada em sua maioria! Outro ponto que ninguém quer assumir como verdade: redes sociais não são sociais. São um nojo. Motivo? Leiam o parágrafo desde o início.

Ficou muito fácil bancar o machão de internet, só que isso tem um preço. Diferente de você sair e chamar o primeiro bombadão de academia de filho da puta, é mais fácil disseminar ódio, pois facilmente sairá ileso. É a cultura do cancelamento, que com a anuência desses malditos jovens, se tornou uma arma de destruição em massa. Uma arma devastadora e destruidora de vidas. Vou citar três exemplos, em que um deles acarretou numa punição.

Continuar lendo “A odiosa cultura do cancelamento assassinando pessoas”

Sobre médicos, empatia e os horrores do circo televisivo

Se você não está debaixo de uma pedra, sabe como anda dando ruim a reportagem que o Dráuzio Varella fez no Fantástico, que foi ao ar em 1º de março, sobre a solidão dos transsexuais nos presídios. Tudo muito bem, um deles estava abandonado lá há 8 anos, ninguém queria saber dele, coitadinho da criança. Até ganhou um abraço do bom doutor. O problema é que a TV do século XXI ainda acha que está na década de 50, com pessoas sem interesse ou sem poderem checar nada, quando em cinco minutos dá pra levantar a capivara de alguém, e foi o que aconteceu.

Fazendo pesquisa rápida, pessoal descobriu por que a Suzy Oliveira fora presa. Já havia um indício: ela estava cumprindo pena na Penitenciária I José Parada Neto, em Guarulhos, SP. A pista é que esta penitenciária é destinada a criminosos por abusos sexuais. Só que no caso da Suzy, a bagaça era pior do que se pensava.

Continuar lendo “Sobre médicos, empatia e os horrores do circo televisivo”

Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior

Você é daqueles que olha a notícia e fica pesaroso com mortes, assassinatos e violência extrema, achando que estamos, se não indo pro inferno, nos tornando o próprio. Nunca o mundo foi tão violento, certo? Nunca antes houve tantos assassinatos, não é mesmo? Pois pasme-se, jovem. Como sempre, você não sabe nada. A verdade é que as taxas de homicídio e demais expressões de violência estão caindo.

Sim, o mundo está melhor!

Continuar lendo “Taxas de homicídio caem no mundo todo. E você achando que tudo está pior”

Londres com altos números de homicídio. Solução: Desarmar frango frito

Você está no Brasil que nem eu. Sabe que aqui é um lugar que não pode dar mole, ou passam o cerol. Para a ONU, taxas de homicídio acima de 10 unidades para cada 100 mil habitantes são consideradas violência epidêmica. O município de Queimados no Rio de Janeiro (não confunda com o município do Rio) teve uma taxa de 134 homicídios por 100 mil habitantes, ou seja, pessoal meteu o louco lá (e Queimados nem é a cidade mais violenta, sendo o município do Rio lá pra baixo. Sim, eu sei que isso contraria sua percepção, mas dados são dados. Rio de Janeiro (cidade) tem quase 7 milhões de habitantes, e quando se calcula homicídios por 100 mil habitantes, claro que cai. Dados do IPEA (PDF) Em 2017, Maracanaú, no Ceará, apresentou a taxa de 145,7 homicídios para cada 100 mil habitantes. Tá alto, né? Tá absurdo, né? Você acha que ir para o Primeiro Mundo tá safo, né?

Achou errado, otário! A Inglaterra tem um sério problema de violência urbana, em que Londres está com altíssimos casos de homicídios, marcando uma terrível taxa de 167 homicídios para cada 100 mil habitantes entre março de 2017 e março de 2018. Armas de fogo? Não, facadas, mesmo.

Mas calma que o governo está agindo: vão colocar avisos sérios, botando moral e educando a não meter a faca no bucho dos outros em embalagens de frango frito. Toma tento aí, seu cabra!

Continuar lendo “Londres com altos números de homicídio. Solução: Desarmar frango frito”

Pastor mata outro pastor por discussão bíblica

Nada como aqueles que seguem as palavras mansas e puras de coração do Cordeiro de Deus, o Maravilhoso Conselheiro e Príncipe da Paz se confraternizarem em comunhão do amor de Nosso Senhor Jesus Cristo, em meio às glórias dadas a Deus nas alturas e paz na Terra aos homens de boa vontade. Eu acho ótimo. Seria ótimo também se alguns dos seguidores de Cristo Jesus também tivessem isso em mente, principalmente um certo pastor que passou o rodo em outro pastor na base da facada.

Motivo: “Eu sei mais da Bíblia que você, herege!”, ou algo do tipo.

Continuar lendo “Pastor mata outro pastor por discussão bíblica”

A investigação genética de um morticínio familiar

Um psicopata sinistro fez um trabalho horrendo. 15 pessoas foram brutalmente assassinadas. O crime aconteceu há mais de 5 mil anos, mas a ciência do século XXI pode investigar o que aconteceu e como aconteceu. E isso começa ao se examinar os restos vítimas que foram encontrados no que hoje é a vila de Koszyce, no sul da Polônia.

Continuar lendo “A investigação genética de um morticínio familiar”

Seguidor de Allah mata criança que não era muçulmana escocesa

Pecadores, pecadores por todos os lados. Uma ignomínia ambulante, apostatas que não se tocam do quão nocivos são. É preciso tomar uma atitude! E um taxista assim pensou e este taxista assim procedeu. Ao levar mãe e filho para visitar o santuário do profeta Maomé em Medina, o taxista perguntou se eles eram xiitas. Eles eram. Como um servo de Allah, o Exaltado, o taxista quebrou uma garrafa e rasgou a garganta da criança. Ninguém o impediu. Um policial se deu conta tarde demais. O servo de Allah foi detido e preso, mas ele está consciencioso que fez o que sua convicção religiosa decidiu que tinha que ser feito: acabar com essa praga de gente que não é muçulmana de verdade.

Continuar lendo “Seguidor de Allah mata criança que não era muçulmana escocesa”

Parentes psicopatas matam criança de 7 anos por ela não saber versículos bíblicos

Ethan Hauschultz era um bom menino. Ele tinha 7 anos e tinha a feição de ser uma criança boa, amiga e gentil. Infelizmente, Ethan era uma criança apenas e isso foi o que lhe sentenciou à morte. Foi amarrado, surrado, espancado e enterrado vivo num caixão na neve. Ethan morreu de hipotermia.

A acusação apontou o seu crime: não saber versículos bíblicos. Muito mau você, Ethan.

Continuar lendo “Parentes psicopatas matam criança de 7 anos por ela não saber versículos bíblicos”

A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga

A senhora da foto é a dona Antônia Conceição da Silva. Dona Antônia era uma boa pessoa. Ela não incomodava ninguém. Era uma pessoa pobre, mas nem por isso fazia mal às pessoas. Você não sabe nada sobre ela. Ninguém sabe. Muito mal saiu uma notícia de jornal informando que essa pobre senhora foi assassinada de forma brutal. Foi estrangulada e morta a pauladas, e isso por dinheiro. Sim, ela foi assaltada, e seu assassino levou a vultosa quantia de 30 reais. Não trinta milhões ou sequer trinta mil. Trinta reais. Uma nota de vinte e uma de dez. só isso. Mas você não sabe., ninguém mais sabe.

Dona Antônia não era ninguém e para a humanidade continua não sendo ninguém.

Continuar lendo “A importância que não se dá a um assassinato de alguém que ninguém liga”