Encontrada bactérias no corpo de Ötzi

Ötzi era um cara bem legal. Só não se sabe se ele gostava de mulher. Conhecido como o Homem do Gelo, Ötzi deixou-se para a posteridade, tendo hoje 5300 anos, mas com corpinho de 5280. Cientistas o estudam até hoje e, claro, você clicou no link acima apontando para o artigo em que eu falo sobre ele, né? Então vai lá, eu espero.

Foi? Muito bem, bom garoto! Agora, uma biópsia mostrou uma coisinha não tão legal. Ötzi estava com o bicho-ruim dentro do corpo. Não, não era Satanás, era um trecho de DNA que não pertencia a ele. Seriam os reptilianos vindo sorrateiramente para o nosso planeta? Os Invasores de Corpos? Não o que penetrou (Ui!) no corpo do Ötzi foi…

O Treponema denticola. Esta desgraça é uma bactéria anaeróbia gram-negativa, altamente proteolítica, isto é, com alta capacidade e degradar proteínas e considerada um dos principais agentes etiológicos da periodontite. Treponemas, apesar do nome maneiro (eu colocaria o nome de meu cachorro de "Treponema"  e o levaria para passear, apresentando-o a todo mundo), não são coisinhas que você queira ter dentro e você. Aliás, muito poucos seres vivos e gostaria de ter dentro de mim, e nenhum deles é pluricelular.

O dr. Frank Maixner trabalha no Instituto para  Múmias e do Homem de Gelo, no Europäische Akademie Bozen (EURAC), na província autônoma de Bolzano. Ele e sua equipe já tinham sequenciado o genoma de Ötzi, a partir de uma amostra de osso do quadril. No big deal. Só ue em outra amostra, foi encontrada uma sequência que não pertence originalmente a Ötzi. Não pertence nem a um ser humano. É um invasor, o alemão chegou pra abalar!


GOOOOOOOOOOOOOL DA ALEMANHA!!!

A amostra com massa de cerca de 0,1g trouxe evidências da presença de Treponema denticola, o que pode significar que Ötzi, o picolé humano tinha doença periodontal. o que reforçaria o diagnóstico que o Ötzi, o tinha peridontite, feito anteriormente.

O DNA-que-veio-para-jantar pode não dizer tudo, mas nos diz muita coisa. Bactérias são algo que estamos mais que acostumados. Você vive a mais tempo com bactérias do que com seu cônjuge! Elas vivem dentro do nosso corpo, e se não fosse por elas, nós sequer existiríamos, pois elas são muito necessárias em nosso metabolismo. O problema é quando dá uma espécie de desequilíbrio ecológico interior, e elas passam a te atacar, como é o caso das bactérias do gênero Clostridium, que são encontradas na água, flora do trato gastrointestinal do Homem e diversos animais, e que quando surta nos causa muitas doenças. Ainda assim, está lá e é melhor deixá-la em paz. Você não gostará de vê-la irritada.

A pesquisa foi publicada no periódico PloS ONE e pode desempenhar um papel significativo no futuro da conservação da múmia que entrou numa fria, bem como é a nossa interação entre nós e nossas priminhas sem pernas.

2 comentários em “Encontrada bactérias no corpo de Ötzi

  1. André, como faço pra mudar essa foto que aparece com os comentários (esse quadrado de óculos) não gostei muito dele.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s