Quem foi extinto primeiro na Extinção do Permiano

A brutal extinção em massa no final do período Permiano, há 252 milhões de anos, mandou pra vala 95% de toda a vida na Terra. Pero dela, a extinção que aniquilou os dinos não foi nada. Mas tem um detalhe: evidências sugerem que esta extinção foi muito mais severa na terra seca do que nos ambientes aquáticos, de acordo com os novos leitos fósseis da África do Sul e Austrália.

Continuar lendo “Quem foi extinto primeiro na Extinção do Permiano”

Cientistas pacientes descobrem formiga rapidinha

Você tem muitas dúvidas que eu sei. Eu também tenho! Por exemplo, eu queria saber como saldar os meus boletos antes do dia 20, de preferência sobrando dinheiro na conta bancária. Enquanto eu não descubro isso, fiquei pensando algo muito importante “Será que já descobriram a formiga mais rápida do mundo?”. Sim, eu estava careta quando pensei nisso. O ócio, meus amigos, o ócio é algo incrível!

Bem, não tive que esperar muito, pois um grupo de cientistas saciou a minha curiosidade e descobriu que uma formiga do SAARA (o deserto, e não as redondezas do Centro do Rio) é a formiga digna de colocar uma cheetah no chinelo (ok, você já sacou que não é bem isso. Vamos pro break!)

Continuar lendo “Cientistas pacientes descobrem formiga rapidinha”

Classificada maior salamandra. Vem com papai!

Salamandras gigantes não são uma novidade. Em 2013, eu tinha publicado um artigo sobre a salamandra gigante japonesa, uma das maiores de seu tipo, que mudou muito pouco se compararmos com um fóssil de 300 milhões de anos. A China também tem das suas, sendo as salamandras gigantes chinesas classificadas como ameaçadas de extinção. Até pouco tempo atrás, elas eram consideradas como sendo uma única espécie (Andrias davidianus). No entanto, novas análises de 17 espécimes históricos de museus e amostras de tecidos de salamandras selvagens mostram que não é bem assim.

Continuar lendo “Classificada maior salamandra. Vem com papai!”

Chimpanzés em cativeiro criam e usam ferramentas

Todo mundo já está careca de saber que muitos macacos (chimpanzés, gorilas, micos, orangotangos etc) usam ferramentas, e isso tá melhor que 70% das pessoas que eu conheço, aqueles neandertais toscos que não sabem nem usar coisas simples, como um martelo ou uma CNC. O que não se sabia até agora é que até mesmo chimpanzés em cativeiro podem descobrir com sucesso como usar ferramentas para escavar alimentos subterrâneos, mesmo que nunca tenham sido apresentados a um cenário como este, já que eles recebem alimentos de tratadores, e como não estão largadões, não aprenderam a técnica com ninguém. Quero ver você aprender a usar uma CNC do nada, sem tutorial do YouTube.

Continuar lendo “Chimpanzés em cativeiro criam e usam ferramentas”

Em 50 anos, seres humanos passarão o cerol em quase 2 mil espécies. Somos maus, não somos?

Indo direto ao ponto, estimativas apontam que lá pro ano 2070, seres humanos terão extinguido (ou quase) cerca de 1.700 espécies entre anfíbios, aves e mamíferos em maior risco de extinção. Sim, seres humanos, esses maníacos psicopatas que estão passando o rodo em geral. Mas ninguém para para pensar (merda de acordo ortográfico!) num pequeno detalhe: não somos tão especiais assim, e o ser humano ainda é parte do mundo natural.

Eu preciso explicar o que isso significa, não preciso?

Continuar lendo “Em 50 anos, seres humanos passarão o cerol em quase 2 mil espécies. Somos maus, não somos?”

Animais se amarram numa fruta colorida


Tem uma fruta vermelha nesta foto

Plantas passam por processo de Evoução por Seleção Natural também. Todo mundo sabe disso (exceto os que acham que isso é absurdo, apesar de acreditarem em cobras falantes). Como todo ser vivo, plantas têm mecanismos para continuar a se alastrar pelo planeta. Para tanto, precisa dispersar sementes. As mais bem sucedidas arrumaram um modo bem eficiente: alguém comer suas sementes e “descomê-las” pelo caminho. Mas como comer essas sementes? As mais bem sucedidas entre as mais bem sucedidas arrumaram um embrulho todo especial: frutos. E qualquer embaladgem precisa ser atrativa aos seus consumidores. Por isso que as de cores mais fortes conseguem atrair mais animais frugívoros.

Essa ideia é bem amarrada e explica muita coisa. Mas ela só se sustentaria se os outros animais enxergassem da mesma maneira que nós, o que sabemos não ser o caso. Então, por que diabos os frutos são tão coloridos do jeito que são?

Continuar lendo “Animais se amarram numa fruta colorida”

As prateadas fases de um satélite natural

A Lua e o Sol são os dois corpos astronômicos que passamos a admirar primeiro. Não é nem difícil imaginar o motivo. Um regula nossa vida diária, nos aquecendo, mostrando a contagem dos dias, nos protegendo de animais furtivos (ou quase). Ok que ele ainda nos dá de presente um câncer de pele, mas nada na Natureza é totalmente lindinho. A Lua, entretanto, nos ajuda a entender o tempo de forma mais abrangente.

Continuar lendo “As prateadas fases de um satélite natural”

O segredo das plantas em dentes esquecidos

Megafauna é o nome dado aos grandes animais, normalmente mamíferos, que existiram bem depois dos dinossauros. Na verdade, a maioria dos dinossauros nem era gigante, só alguns. O terrível velociraptor era pouco maior que uma galinha gigante. Muitas espécies dessa megafauna se perderam para nunca mais voltar, mas sempre temos seus parentes mais próximos, normalmente, herbívoros, e é por isso que são chamados “megaherbívoros”. Esses animais nos contam muitas histórias, não só sobre si mesmos, como sobre plantas das quais se alimentavam e como isso afetou parte do clima das regiões onde moraram.

Agora, pesquisadores que estudam megaherbívoros para extrair partes dessas informações. E, para isso, apenas olhando seus dentes.

Continuar lendo “O segredo das plantas em dentes esquecidos”

Predadores em perigo, e nem é só por causa de caçadores

Vamos ser honestos: larga maioria das pessoas não gostam de predadores no mundo animal. Costumam vê-los como seres ruins, vilões de desenho animado, criaturas maléficas que devoram bichinhos bonitinhos como o Bambi. Isso levou a uma caçada sem precedentes de lobos, pumas, leões etc. habitats foram destruídos e muitas dessas espécies “malvadinhas” correm risco de extinção.

Uma pesquisa da Universidade do Oregon, EUA, fez um levantamento de como está essa marcha, e a descoberta nada legal é que 24 espécies de predadores estão em declínio, e 17 delas foram confinadas a menos de metade de seus nichos originais. E não, isso ainda não é o pior.

Continuar lendo “Predadores em perigo, e nem é só por causa de caçadores”