Filha de casal vegan morre de desnutrição e pais vão pra cadeia

As belas auroras norueguesas
Quero ficar rico sem trabalhar. Solução? E-mail!

Eu sou um monstro, um sádico imundo e sem ética, pois adoro não posso ver pedaços de vaquinhas que vou logo nas carnes. Coimo todo ser humano normal, digo, onívoro, eu adoro uma maminha, uma chuleta e um filé mignon, coisa que os pobres coitados dos vegans, dados os seus bolsos vazios, não podem usufruir, pois a grana fica apertada já que eles não ingeriram vitaminas e aminoácidos necessários para o desenvolvimento cerebral, o que os deixou incapazes de arrumar empregos decentes. Bom, sempre há o caso de irem na churrascada do vizinho, onde comerão escondido, enquanto tentam te convencer a fazer rituais báquicos com cenouras, pepinos e outros vegetais de duplo sentido.

Como todo religioso fundamentalista, os "éticos" vegans não desdenham de lhe mostrar como facínora vagabundo que você é. Vegans pensam melhor, trepam melhor e fazem merda melhor (sim, já vi vegan dizer que o cocozinho deles é mais cheiroso). Um casal vegan mostrou o quanto são sérios e responsáveis ao terem deixado sua filha de 11 meses morrer de inanição, pois só queriam alimentá-la com aquelas besteiras ridículas em prol dos pandinhas.

Sergine e Joel Le Moaligou, o Casalzinho 20 Vegan versão francesa, assistiu a algum documentário babaca  do tipo Earthlings ou alguma besteira neste sentido. Os dois seguidores da Nossa Senhora da Alface ficaram com peninha das vaquinhas e passaram a alimentar sua filha apenas com leite materno. O problema é que a vaca da mãe não consumia carne e estava nutricionalmente deficiente, principalmente em ferro heme, vitamina B 12 e vitamina A. Isso acarretou um quadro de desnutrição na criança, cuja autópsia realmente apresentou deficiência destes nutrientes. Como lá na França o bicho pega, e nem todo policial é o Inspetor Clouseau, os veneradores do Brócolis Sagrado foram em cana e estão vendo Le Soleil nascer quadrado.

Os dois babacas compareceram perante um juiz e júri, em Amiens, norte da França, com acusação de negligência. Os imbecis adoradores de Jeshua-Bar-Cenoura não usam nada de origem animal, preferindo medicina alternativa. Quando a criança estava num estado lastimável, pesando apenas 5,7 kg (onde o normal seria de 8 kg), os dois idiotas viram que o caldo engrossara e chamaram uma ambulância. Ao chegarem, os enfermeiros deram com uma menina esquálida, magra, desnutrida e pálida. Louise, o bebê, não resistiu. Pena de morte é pouco para estes dois.

Eu ia pra cadeia, mas cobria ambos de porrada, arrancando os braços deles para usá-los na surra que eu daria nos dois (ohhhhh, como André é violento! O mundo precisa de paz! A paaaaaaaaaaaz, invadiu o meu coração!). É bem capaz de terem deixado os irresponsáveis em celas separadas dos demais presos. Eu não só jogava junto da "tigrada", como colocaria um cartaz neles "Matei minha filha pois vacas merecem viver e ela não!"

Os inteligentíssimos vegans que pensam melhor desconfiam da medicina tradicional e preferem tratar seus filhos com seus próprios métodos, de acordo com o conselho de livros. De acordo com o advogado da salafrária da mãe, o casal não seguiu o conselho do médico para internar a criança, que sofria de bronquite e estava perdendo peso quando iam para os nove meses de check-up, pois preferiram aplicar compressas de argila ou repolho.

Agora, ficarei esperando algum membro da religião da N. S. da Alface chegar aqui e me chamar de intolerante e que eles não eram cristãos, digo, escoceses, digo, vegans de verdade. Pois vegans não fazem este tipo de besteira e etc e tal.


Fonte: Daily Mail

As belas auroras norueguesas
Quero ficar rico sem trabalhar. Solução? E-mail!

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!